Atividades

Um aspecto da trajetória dos imigrantes japoneses no Brasil que surpreende e incomoda

Em debate: 110 anos da imigração japonesa no Brasil
Antiniponismo nos anos 40 e a Shindo Renmei

Voltar para o início Antiniponismo nos anos 40 e a Shindo Renmei

Programa

O filme "Corações Sujos" (2011, 107 min.), de Vicente Amorim, baseado no livro homônimo de autoria de Fernando Morais, apresenta um aspecto da trajetória dos imigrantes japoneses no Brasil que surpreende e incomoda.

Como explicar que pessoas consideradas trabalhadoras e organizadas, como os japoneses, pudessem tomar atitudes tão radicais como as que aparecem no filme? A história do Japão e do Brasil nos anos 1930 ajuda a entender o clima que envolve as personagens do filme.

E especificamente, as profundas mudanças na vida dos imigrantes japoneses naquela época. A exibição do filme será seguida de um debate.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

Condições especiais de atendimento, como tradução em libras, devem ser informadas por email ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade.
centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

(Foto: Divulgação)

Palestrantes

Celia Sakurai

Celia Sakurai

Pesquisadora da história da imigração japonesa no Brasil. Bacharel em História e Ciências Sociais pela USP e doutora em Ciências Sociais pela UNICAMP.
(Foto: Acervo Pessoal)

Data

24/08/2018 a 24/08/2018

Dias e Horários

Sexta, 15h às 18h.

As inscrições podem ser feitas a partir de 26 de Julho, às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 4,50 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 7,50 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 15,00 - inteira