Atividades

Suas conexões e influencias na América Latina.

Virada Cultural 2018
Canción Para Mi América: A Voz Revolucionária do Uruguai

Voltar para o início Canción Para Mi América: A Voz Revolucionária do Uruguai

Programa

Durante toda a década de 60 - enquanto as ditaduras militares se tornavam maioria nos governos dos países Latino-americanos e a repressão tomava conta do nosso cotidiano - como uma resposta necessária à essa nova realidade, em diferentes pontos do nosso continente nasciam movimentos artísticos comprometidos com as questões sociais e políticas daquele momento.

No Uruguai, especificamente, nasceu um movimento que não teve a preocupação em ser apenas nacionalista. Do sentimento de pertencimento a uma mesma história e a uma mesma origem, nasceu um movimento que pensava nas questões que afetavam o continente como um todo, resultando em uma produção musical de caráter coletivo, tendo como maiores expoentes os compositores Daniel Viglietti e Alfredo Zitarrosa.

Em Canción para mi América: a voz revolucionária do Uruguai, a autora Bruna Ramos da Fonte propõe um olhar para esta produção musical sem bandeiras, que nos deixou como herança um cancioneiro que não é simplesmente uruguaio, mas sim latino-americano.


(Crédito: Divulgação)

Palestrantes

Bruna Ramos da Fonte

Bruna Ramos da Fonte

Escritora, fotógrafa documental e pesquisadora musical. É autora dos livros "Sidney Magal: muito mais que um Amante Latino" (Irmãos Vitale, 2017), "Essa tal de Bossa Nova" (Rocco/Prumo, 2012) e "O Barquinho Vai... Roberto Menescal e suas Histórias" (Irmãos Vitale, 2010).
(Foto: Acervo Pessoal)

Data

19/05/2018 a 19/05/2018

Dias e Horários

Sábado, das 15h30 às 17h.

*Retirada de ingressos com uma hora de antecedência na Central de Atendimento do Centro de Pesquisa e Formação.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

Grátis