Atividades

Ações impulsionadoras de práticas ativistas e de arte contemporânea

Contextos
Entre a História das Mulheres Anarquistas e o Conhecimento Situado

Voltar para o início Entre a História das Mulheres Anarquistas e o Conhecimento Situado

Programa

Como ver? De onde ver? O que limita a visão? Por que olhar? Com quem estar? Quem consegue ter mais de um ponto de vista? As perguntas da teórica feminista Donna Harraway e sua proposta de conhecimento feminista situado serão condutoras do curso.

O objetivo é discutir as relações entre arte contemporânea, feminismo e história, tendo como pano de fundo o projeto de artes visuais Sou aquela mulher do canto esquerdo do quadro, da artista Fernanda Grigolin.

O projeto de Grigolin é sobre as mulheres anarquistas do século passado no Brasil, no México e na Argentina (parte do seu doutorado, que realiza na UNICAMP, com estágio na UNAM, México). A coordenação geral é de Fernanda Grigolin. A curadora da exposição Arquivo 17 Paola Fabres e a historiadora que pesquisa as mulheres anarquistas na Primeira República, Samanta Colhado, estarão com Fernanda no curso.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

Condições especiais de atendimento, como tradução em libras, devem ser informadas por email ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade.
centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

(Foto: Fernanda Grigolin)

Palestrantes

Fernanda Grigolin

Fernanda Grigolin

Artista, editora e pesquisadora doutoranda em Artes Visuais pela UNICAMP. Realiza os projetos Tenda de Livros e Jornal de Borda . Experimentou Arquivo 17 e segue com a Mulher do canto esquerdo do quadro.
(Foto: Acervo Pessoal)

Paola Fabres

Paola Fabres

Doutoranda em Artes Visuais na área de História, Teoria e Crítica de Arte pela USP. É pesquisadora e curadora independente. Foi colaboradora da equipe de trabalho Curatoria Forense. É fundadora e editora da revista Arte ConTexto (2013-), junto com Talitha Motter.
(Foto: Acervo Pessoal)

Samanta Colhado Mendes

Samanta Colhado Mendes

Mestre em História pela UNESP. Professora da rede municipal de ensino de São Paulo e tutora em cursos de graduação e pós-graduação no Claretiano - Centro Universitário. Defendeu a dissertação de mestrado As mulheres anarquistas na cidade de São Paulo (1889-1930).
(Foto: Acervo Pessoal)

Data

08/08/2018 a 09/08/2018

Dias e Horários

Quarta e Quinta, 14h30 às 17h30.

As inscrições podem ser feitas a partir de 26 de Julho, às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 15,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 25,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 50,00 - inteira