Atividades

Mulheres Fotógrafas e Conflitos Políticos: Guerra Civil Espanhola, Segunda Guerra Mundial e Ditaduras na América Latina

Contextos
Fotografia, Gênero e Política

Voltar para o início Fotografia, Gênero e Política

Programa

Ao longo de quatro encontros discutiremos momentos da história recente em que a cultura visual aproximou-se da cultura política através das lentes de mulheres fotógrafas que colocaram seu ofício e sua arte na linha de frente dos conflitos que marcaram o século XX.

Analisaremos os circuitos de produção e circulação das fotografias destas fotógrafas, bem como as interlocuções que elas estabeleceram, não apenas com artistas e intelectuais, mas também com movimentos políticos de relevância no período.

Nos anos que precederam a sublevação militar na Espanha, em 1936, e durante o conflito, os trabalhos de Tina Modotti e Gerda Taro circularam quase exclusivamente na imprensa comunista internacional, enquanto os de Kati Horna e Margaret Michaelis foram muito próximos da imprensa anarquista espanhola. Já Margaret Bourke-White e Lee Miller estiveram ligadas à grande imprensa ilustrada que era alimentada, e alimentava, o movimento da fotografia humanista durante a Segunda Guerra Mundial.

Saindo da Europa, fotógrafas como Nair Benedicto e Rosa Gauditano abriram as portas para mulheres entrarem no fotojornalismo brasileiro por meio de suas reportagens engajadas na luta contra o regime ditatorial, e nesse sentido estabeleceram diálogo com diversas colegas argentinas.

A partir destes eixos, o curso refletirá sobre estas fotógrafas, não apenas como personagens-chave da construção da cultura visual no período, mas também como parte de diferentes gerações de mulheres que puderam utilizar a fotografia enquanto meio de comunicação para ter voz política e militância partidária; enquanto ofício para poder estudar e ter uma profissão; e enquanto arte para ultrapassar o papel de musas e se tornar, elas próprias, sujeitos que empunham a câmera.


Programa
18/10 - A Guerra Civil Espanhola: Tina Modotti, Gerda Taro e o comunismo.
Apresentação do curso, dos objetivos e dos conceitos fundamentais utilizados. Tina Modotti e o movimento da fotografia obrera. Gerda Taro e a imprensa comunista francesa.

25/10 - A Revolução Social Espanhola: Margaret Michaelis, Kati Horna e o anarquismo.
Margaret Michaelis e a nova mulher como fotógrafa. O grupo anarco-feminista Mujeres Libres. Kati Horna, entre o movimento da fotografia obrera e o humanismo.

1/11 - A Segunda Guerra Mundial: Lee Miller, Margaret Bourke-White e o antifascismo.
Lee Miller, e a passagem de musa do surrealismo à fotógrafa de guerra. Margaret Bourke-White e o humanismo da revista Life.

8/11 - As ditaduras na América Latina: Nair Benedicto e Rosa Gauditano e a imprensa alternativa.
Nair Benedicto e Rosa Gauditano e as minorias sociais brasileiras, em diálogo com fotógrafas argentinas que questionaram o regime ditatorial naquele país.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

Se você necessita de recursos de acessibilidade, como tradução em Libras, audiodescrição, entre outros, solicite por e-mail ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade. centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

(Foto: Divulgação)

Palestrantes

Erika Zerwes

Erika Zerwes

Doutora em História pela UNICAMP, com estágio-sanduíche na École des Hautes Études en Sciences Sociales, EHESS de Paris. Realizou Pós-Doutorado no MAC-USP, pesquisando a fotografia humanista em seus diversos aspectos e dimensões políticas.
(Foto: Acervo Pessoal)

Data

18/10/2018 a 08/11/2018

Dias e Horários

Quintas, 19h às 21h30.

As inscrições podem ser feitas a partir de 26 de Setembro, às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 18,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 30,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 60,00 - inteira