Atividades

os maestros que introduziram inovações estéticas nos arranjos das canções sertanejas

Contextos
Maestros sertanejos

Voltar para o início Maestros sertanejos

Programa

Os maestros Itapuã e Martinez estarão pela primeira vez juntos para comentarem, enquanto percorrem suas trajetórias artísticas, sobre as inovações estéticas introduzidas por eles nos arranjos das canções sertanejas.

O encontro será conduzido e mediado pelo músico e pesquisador Saulo Alves, que apresentará um panorama histórico dos arranjos no segmento sertanejo, com ênfase nas ações do maestro Oscar Safuan quanto tentava implementar mudanças no modo de arranjar e também de funcionar os estúdios de gravação: playback, partituras, instrumentos de cordas etc.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

Se você necessita de recursos de acessibilidade, como tradução em Libras, audiodescrição, entre outros, solicite por e-mail ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade. centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

(Foto: Acervo Pessoal Familia Safuan)
 

Palestrantes

Ozório Ferrarezi

Ozório Ferrarezi

Mais conhecido como Itapuã, criador, junto com Tião Carreiro, do ritmo do pagode de viola. Sua atuação profissional nos estúdios dura até 1993, quando se muda para o interior do estado de Mato Grosso.
(Foto: Saulo Alves)

Evêncio Rana Martinez

Evêncio Rana Martinez

Natural da Galícia, chega ao Brasil em 1958 e começa a atuar esporadicamente como trompetista até ser convidado para acompanhar as canções rancheiras com as principais duplas sertanejas. Posteriormente, assume o destacado posto de maestro e arranjador.
(Foto: Saulo Alves)

Saulo Alves

Saulo Alves

Pós-doutor em música pela Unicamp (2016). Produziu o curta metragem "A mão direita do Itapuã" (2017), em parceria com Mário de Almeida. Publicou o livro "O processo de escolarização da viola caipira: novos violeiros (in)ventano modas e identidades" (2012) e, em 2014, lançou o livro-CD "Desaboio".
(Foto: Mario de Almeida)

Data

11/01/2019 a 11/01/2019

Dias e Horários

Sexta, 15h às 18h.

As inscrições podem ser feitas a partir de 19 de Dezembro, às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 4,50 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 7,50 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 15,00 - inteira