Atividades

Com propiciar o desenvolvimento comunitário e dinamização econômica nas comunidades

Gestão Cultural
Mapeamentos socioculturais para territórios

Voltar para o início Mapeamentos socioculturais para territórios

Programa

A ativação de redes comunitárias constrói um processo amplo e coletivo de discussão e construção de indicadores de processos, de resultados e de impactos.

Tais indicadores são as ferramentas mais potentes de acompanhamento do andamento do projeto, pois geram nos atores engajados pertencimento sobre os avanços e permanência das conquistas.

A ferramenta coletiva de monitoramento é também parte da pedagogia do projeto. Pode e deve ser empregadas nas práticas dos empreendimentos e redes comunitárias atendidos.

Este curso tem como objetivo o desenvolvimento comunitário e dinamização econômica nas comunidades, bem como contribuir com os mapeamentos socioculturais disponíveis para o território, favorecendo a produção de dinâmicas de articulação de agentes locais em torno de objetivos comuns a partir de seus atributos e abundâncias, com foco na resolução de problemas coletivos.

A proposta está organizada na forma de ciclos de oficinas teóricas e práticas que resultam em mobilização de conhecimentos dos participantes, intenso processo de dialogo de definições coletivas.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

Condições especiais de atendimento, como tradução em libras, devem ser informadas por email ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade.
centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

(Foto: Chensiyuan, Wikimedia Commons CC 4.0)

Palestrantes

Aluizio Marino

Aluizio Marino

Mestre e doutorando em Planejamento e Gestão do Território pela UFABC; especialista em Gestão de Projetos Culturais pelo CELACC; e bacharel em Gestão de Políticas Públicas pela USP. Pesquisador e militante da cultura no Movimento Cultural das Periferias, no Fórum de Cultura da Zona Leste e no São Mateus em Movimento.
(Foto: Lucas Bambozzi)

Ramon Luís Zago de Oliveira

Ramon Luís Zago de Oliveira

Mestre em Mudança Social e Participação Política; especialista em Psicologia Política e Movimentos Sociais; e bacharel Gestão de Políticas Públicas, ambos pela USP. Atualmente Coordenador Técnico do projeto BolsaCoop (Inter-American Foundation) para o desenvolvimento organizacional das cooperativas.
(Foto: Vitor Vieira)

Lucelia Sergio da Conceição

Lucelia Sergio da Conceição

Atriz formada pela Escola de Arte Drama¿tica EAD/ECA-USP e com licenciatura em Artes Ce¿nicas na Faculdade Paulista de Artes. E¿ atriz, diretora, arte educadora e co-fundadora da Cia de teatro "Os Crespos". Desenvolve aprofundada pesquisa teatral a partir das questo¿es relacionadas a¿ negritude, racismo e identidade.
(Foto: Vitor Vieira)

Bibliografia

HIRSCHMAN, Albert O. Auto-Subversão - Teorias consagradas em xeque; O Argumento Contra "Uma Coisa Por Vez"; Ed. Companhia das Letras; LOCAL E DATA, pp. 88.
OLIVEIRA, Francisco de. Aproximações ao enigma: o que quer dizer desenvolvimento local? São Paulo, Pólis; Programa Gestão Pública e Cidadania/EAESP/FGV, 2001. 40p Disponível aqui.
SEN, Amartya. Por que é necessário preservar a coruja-pintada. Tradução MIGLIACCI, Paulo. Folha de São Paulo. São Paulo, domingo, 14 de março de 2004. Disponível aqui.
SEN, A. K. Desenvolvimento como liberdade. Tradução MOTTA L. T. Companhia das letras: São Paulo, 2000.
ACSELRAD, Henri. 2008. Cartografias sociais e território. Rio de Janeiro: IPPUR/UFRJ. Disponível aqui.
LOBATÓN, Susana B. Reflexiones sobre Sistemas de Información Geográfica Participativos (sigp) y cartografía social. Cuadernos de Geografía, 2009, Issue 18, pp.9-23. Disponível aqui.
RIBEIRO, Ana Clara Torres. Cartografia da ação social: região latino- americana e novo desenvolvimento urbano. In: Poggiese, Hector; Egler, Tâmara Tania Cohen (Org.). Otro desarrollo urbano: ciudad incluyente, justicia social y gestión democratica. Buenos Aires: Clacso. p.147-156. 2009. Disponível aqui.
RISLER, J., & ARES, P. (2013).  . Buenos Aires: Tinta Limón. Disponível aqui.

Data

07/05/2018 a 11/06/2018

Dias e Horários

Segundas, 14h às 18h.

As inscrições podem ser feitas a partir de 24 de abril às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 24,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 40,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 80,00 - inteira