Atividades

Ideias e formulações que se mostram ainda hoje inspiradoras para diversas áreas das ciências humanas, das artes e da política

Contextos
Michel de Certeau: a Cultura no Plural

Voltar para o início Michel de Certeau: a Cultura no Plural

Programa

A obra de Michel de Certeau (1925-1986) desafia classificações preestabelecidas. Em sua ampla produção, o autor exercitou pontos de vista variados, experimentando combinações de disciplinas e perspectivas. Jesuíta e historiador; antropólogo e teórico da linguagem; erudito e militante político engajado: todos esses são aspectos de sua atividade e, ao mesmo tempo, rótulos que se mostram insuficientes para definir um percurso construído entre saberes e instituições.

Este curso se dedica a apresentar algumas linhas de força do pensamento crítico desse "homem de fronteira", destacando certas ideias e formulações que se mostram ainda hoje inspiradoras para diversas áreas das ciências humanas (história, antropologia, psicanálise, educação, linguística, arquitetura e urbanismo, geografia, entre outras), assim como nos campos das artes e da política.

Não se trata de dar conta do itinerário nem da vasta produção do autor, mas de propor leituras de alguns de seus textos e de suas proposições em função do modo como nós, duas antropólogas, nos apropriamos deles, testando suas sugestões e potencialidades em função de nossas pesquisas e interesses.

Programa

1. Teoria das práticas (táticas) e criação cultural
- Consumo e criação
- Tática e estratégia  - discussões com Pierre Bourdieu e Michel Foucault. A noção de métis (inspiração Jean Pierre Vernant & Marcel Detienne)
- A forma e estilo das práticas (poética social)
- A forma e escrita do texto: o experimento teórico-narrativo de Certeau

2. O corpo na teoria das práticas
- Corpo, fantasma do texto: a busca do vivido
- A história da mística cristã e os vocabulários do corpo
- Práticas corporais na invenção do cotidiano
- Saber-fazer: práticas, corpo e conhecimento

3. Reflexão nômade: a viagem como método
- Artes do deslocamento e produção de saberes
- Esquemas de ação e lógicas operatórias
- Caminhadas e práticas de espaço
- Linhas de "errância": memórias, sonhos e desejo

4. Poética social e experiência política
- A América Latina e o maio de 1968 francês no pensamento de Certeau
- A ação e o indizível: manifestações simbólicas
- Tomar a palavra: linguagem, poder e invenção
- Modos de fazer e pensar a transformação cultural

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

Se você necessita de recursos de acessibilidade, como tradução em Libras, audiodescrição, entre outros, solicite por e-mail ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade. centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

(Foto: Divulgação)

Palestrantes

Julia Ruiz Di Giovanni

Julia Ruiz Di Giovanni

Doutora em Antropologia Social pelo PPGAS-USP. Realiza desde o mestrado pesquisas sobre as qualidades poéticas e performáticas dos processos de organização e ação política, investigando atualmente as relações entre práticas corporais, performance e imagem nos trânsitos entre arte e ativismo. É autora de Artes do Impossível ¿ Protesto de rua no movimento antiglobalização (Annablume/Fapesp, 2013) e Cadernos do Outro Mundo: O Fórum Social Mundial em Porto Alegre (Humanitas/Fapesp, 2015).
(Foto: Acervo Pessoal)

Fernanda Areas Peixoto

Fernanda Areas Peixoto

Professora titular do Departamento de Antropologia da USP e coordenadora, com Julia Ruiz di Giovanni do grupo de pesquisa Coletivo Asa (artes, saberes, antropologia). Autora de Diálogos brasileiros: uma análise da obra de Roger Bastide (2000) e A Viagem como vocação: itinerários, parcerias e formas de conhecimento (2015), e co-organizadora, entre outros, de Las ciudades sudamericanas como arenas culturales (2016), a ser editado proximamente pelas edições do SESC, e do dossiê Michel de Certeau [em uso], Revista de Antropologia, USP, 61 (2), 2018.
(Foto: Acervo Pessoal)

Data

15/03/2019 a 05/04/2019

Dias e Horários

15/3, Sexta, 14h30 às 16h30
22/3 a 5/4, Sextas, 14h30 às 17h30.

As inscrições podem ser feitas a partir de 26 de Fevereiro, às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 15,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 25,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 50,00 - inteira

Inscreva-se agora