Atividades

Todos temos um ser jovem dentro de nós; nos caberia preservá-lo

Contextos
Saber, aos poucos, se tornar "sem idade"

Voltar para o início Saber, aos poucos, se tornar "sem idade"

Programa

Condições especiais de atendimento, como tradução em libras, devem ser informadas por email ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade.
centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

Esta atividade, denominada  Revista Viva, traz  discussões entre o fotógrafo , autor do ensaio fotográfico  e o autor do texto de capa da edição da  "Revista mais 60: estudos  sobre envelhecimento", (nesse mês a nº 65) para compartilhar seu processo de criação com o público.

A imagem da velhice é uma imagem atemorizante. Porque nos aproxima da morte. E não sabemos como lidar com a morte. Porque ela é o desaparecimento súbito, o fim daquele ou daquela que estavam, até há pouco, próximos de nós e que faziam parte de nossa vida. E, de repente, já não estão lá. Desapareceram para nunca mais voltar.

Esse misterioso processo nos deixa perplexos. Não sabemos lidar com o definitivo. Por isso, inventamos tranquilizantes, fórmulas que relativizam o irrelativizável. Que nos fazem crer que não, que a coisa não é irreversível, que há um retorno, que a alma renasce, que há mundos além da morte, que, em suma, temos um pouco de eternidade.

E, no rosto de cada pessoa idosa, o testemunho irrefutável de que esse é nosso destino, o destino de todos, inevitável. E essa insistente lembrança nos faz mal, queremos fugir dela, não vê-la, passar batidos, preferir outras ilusões. Por isso, a cultura apela para a juventude. Porque ela é a marca da vida plena, saudável, cheia de futuro, de possibilidades, de esperanças. O jovem corporifica esse ideal, a plenitude física, os gozos permanentes, as vivências intermináveis. É nossa ilusão.

Esse trauma existencial nos acompanha desde as origens. Homens criam arte, edificações, textos para perenizar sua existência, para enganar a morte. Para sobreviverem apesar dela. Tudo isso porque jamais conseguiremos vencer a guerra contra o desaparecimento total. Nos resignamos a ela, entregamos os pontos, aceitamos o destino, por fim.

Por isso tudo, encarar o desaparecimento como algo natural dos seres vivos é uma conquista da alma. O único remédio ainda é preservar a juvenilidade do espírito, vencer a batalha contra o engessamento dos pensamentos, o conservadorismo das ideias, os preconceitos, o fechamento da alma.

Há um ser jovem dentro de cada um, independente da idade. Assim, como pode haver um ser velho morando dentro dos corpos mais juvenis. A idade não é nada físico nem cronológico mas uma conquista ou uma derrota do espírito, que saiba optar por qual idade possui.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

(Foto: Monica Vendramin)

Palestrantes

Beltrina Côrte

Beltrina Côrte

Diretora de conteúdos do site Portal do Envelhecimento. Coeditora da Revista Portal de Divulgação e supervisora editorial do Portal Edições. Jornalista, docente da Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde e coordenadora do Mestrado em Gerontologia da PUC-SP.
(Foto: Acervo Pessoal)

Ciro Marcondes Filho

Ciro Marcondes Filho

Professor titular da ECA-USP, doutor pela Universidade de Frankfurt, coordenador do FiloCom, titular da Cátedra UNESCO de Divulgação Científica, publicou cerca de 50 livros sobre comunicação, jornalismo, mass media, filosofia, cinema. É colunista da Rádio USP.
(Foto: Acervo Pessoal)

Mônica Vendramini

Mônica Vendramini

Fotógrafa,fundadora e diretora da BIOGRAPHICA arte Contemporânea.
(Foto: Acervo Pessoal)

Data

25/05/2017 a 25/05/2017

Dias e Horários

Quinta, 19h às 21h30

As inscrições podem ser feitas a partir de 25 de abril às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 9,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 15,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 30,00 - inteira

Inscreva-se agora