Notícias

Laboratório de Documentário Interativo & Cartografias da Memória
Laboratório de produção de documentário interativo coletivo sobre as vilas operárias de São Paulo.

Laboratório de Documentário Interativo & Cartografias da Memória

O Laboratório Documentário Interativo & Cartografias da Memória, ministrado por Marina Thomé e Marcia Mansur, propõe uma imersão em conceitos e cases de webdocumentários, discute etapas de produção e questiona como a interatividade transforma as possibilidades de impacto social e arte, em projetos de registro de memória e território. Através de oficinas criativas, filmagens e produção digital, realizaremos um documentário interativo coletivo a partir das Vilas Operárias de São Paulo, em retratos contemporâneos sobre a forma de ocupação da cidade.

O webdocumentário será publicado no final do curso e lançado no Centro de Pesquisa e Formação do Sesc

E as pré-inscrições podem ser feitas a partir do dia 28/11.

Programa:

O laboratório de produção de webdocumentário é dividido em 5 etapas fundamentais:

1) Introdução e conceitos (12 h)
O objetivo desta etapa é estimular a utilização crítica e criativa de dispositivos digitais. Estudos de caso e debates sobre audiovisual, memória e interatividade no contexto artístico e social. Tópicos incluem:
- plataformas narrativas, ferramentas colaborativas e novas formas de fazer documentário;
- estudos de caso: narrativas audiovisuais interativas;
- visualização de dados, mobilização e impacto social;
- criar e difundir conteúdos para engajamento social, participativo e colaborativo na era digital;
- patrimônio cultural e memória;
- histórias das vilas operárias de São Paulo.

2) Preparação e roteiro (12 h)
O objetivo desta etapa é a definição do tema do projeto coletivo, a imersão no roteiro e nos recursos interativos do projeto. Processo de criação de projeto narrativo com tecnologia e novas mídias. Tópicos incluem:
- roteiro e formas de registro documentais;
- design de interfaces para storytelling;
- design e narrativas para interação: histórias guiadas pela visualização de dados;
- interação e público;
- narrativas & tecnologia criativa: parceria entre roteiristas e programadores;
- roteiro e navegação não-linear;
- planejamento de projeto: da pesquisa ao lançamento;
- histórias das vilas operárias de São Paulo.

3) Pesquisa & produção: estrutura de produção do webdocumentário
(3 encontros de 3 horas cada + 3 saídas para gravação de 8 horas cada  - filmagens de campo)
- formação de equipes;
- pesquisa;
- produção de conteúdo em campo;
- curadoria de material.

4) Edição & desenvolvimento(24 h)
O objetivo desta etapa é a criação do roteiro de edição audiovisual, edição final do conteúdo audiovisual e dos recursos interativos do projeto, assim como a publicação online final.
Tópicos incluem:
- edição e compressão de vídeos e ajustes para web;
- roteiro e edição audiovisual;
- design, experiência e usabilidade;
- concepção gráfica, design de interfaces e implementação de templates;
- sustentabilidade do projeto online.

5) Lançamento do webdoc (6 h)
O objetivo desta etapa é divulgação e articulação da rede do projeto. Tópicos incluem:
- comunicação estratégica e engajamento do público e mídias sociais;
- criação de peças de divulgação e teasers.


Processo Seletivo e Calendário:

Serão disponibilizadas 16 vagas, a partir de processo seletivo.

Pré-requisitos:  É preciso ter experiência em pelo menos uma das seguintes áreas: documentário, produção audiovisual, fotografia, edição, desenho de som, pesquisa, ciências humanas, histórias de vida, design, ilustração, comunicação, artes visuais, arquitetura de informação ou programação. No caso dos documentaristas, é desejável ter o seu próprio equipamento de filmagem / áudio

Critérios de seleção: O processo seletivo leva em consideração a composição multidisciplinar do grupo. Além do compromisso com o laboratório de média duração, recomenda-se que os candidatos explicitem com que habilidades podem compor o projeto colaborativo.

Pré-inscrições: Preenchimento do Formulário para seleção entre os dias 28/11 e 10/01.

Resultado: Será informado no dia 18/01/18 via e-mail.
Após anuncio os selecionados deverão se matricular pessoalmente na Central de atendimento do Centro de Pesquisa e Formação, até o dia 24/01.

Sobre as palestrantes:



Marina Thomé é mestre em Documentário Criativo (UAB - Espanha). Possui especialização em fotojornalismo e storytelling (International Center of Photography, EUA)*.




Marcia Mansur é documentarista, produtora executiva e antropóloga com especialização em patrimônio cultural e em Arts Administration pela New York University*.

Ambas são criadoras do Estúdio CRUA e co-diretoras do projeto multimídia e interativo Som dos Sinos, vencedor do prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade - IPHAN, 2016 e do World Summit Award Mobile Brasil 2016 na categoria Cultura e Turismo. O documentário O Som dos Sinos foi exibido no XXVI Festival Biarritz Amerique Latine e recebeu o prêmio de Melhor Documentário no Florianópolis Audiovisual Mercosul (DOC-FAM).

No início do ano, Estúdio CRUA, em parceria com o Centro de Pesquisa e Formação do Sesc São Paulo e Instituto Bexiga realizou o curso “Webdocumentário, Patrimônio Cultural e Memória” que resultou na produção e publicação do webdocumentário coletivo Bixiga Existe sobre o território do Bixiga, em São Paulo.

Durante 6 dias intensos com 16 participantes selecionados, foram produzidas oficinas criativas e práticas, que guiaram o processo multidisciplinar para produção do webdoc Bixiga Existe.

Confira o resultado:




Laboratório de Documentário Interativo & Cartografias da Memória

20/02 a 03/05*
Terças e quintas, das 10 às 13h
10, 24/03 e 07/04, Sábados, das 10 às 18h
*01 de maio não haverá aula.

Valores:
R$ 120,00 - inteira
R$ 60,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 30,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes