Atividades

A sensibilidade e o caráter íntimo da fotografia de Alair Gomes

Autografias
A fotografia de Alair Gomes: entre a escrita pessoal e o corpo outro

Voltar para o início A fotografia de Alair Gomes: entre a escrita pessoal e o corpo outro

Programa

Tendo como base a primeira tese a se debruçar sobre a complexa obra do fotógrafo fluminense Alair Gomes (1921-1992), a palestra analisa a presença de uma sensibilidade melancólica na trajetória, tanto biográfica quanto artística, do referido artista, salientando que essas duas instâncias se entrecruzam em suas imagens e em sua carreira de intelectual ligado à engenharia, à filosofia, à ciência e à crítica de arte.

Tal relação entre vida, obra e melancolia é pensada a partir da noção de escrita pessoal, a qual se ancora no caráter íntimo da fotografia fragmentária e narrativa do fotógrafo, em sintonia com suas reflexões filosófico-religiosas e seus diários íntimos escritos desde a juventude, a partir dos anos 1940.

A imagem fotográfica, deste modo, é uma expressão complementar à palavra escrita e funciona como um dispositivo de reflexão sobre o universo desejante de Gomes e, portanto, como uma espécie de caligrafia pessoal. O seu discurso fotográfico - seja sobre a praia, os clubes de prática de esportes, os registros dos blocos populares do carnaval carioca, as viagens aos Estados Unidos e Europa e, principalmente, as composições fotográficas de caráter autoral mais evidente - tem como alvo principal o registro do corpo masculino como objeto de desejo.

Nesta medida, a fotografia de Gomes assume o caráter de um contradiscurso, compreendido como um corpo-outro, uma alternativa aos apelos imagéticos voltados para a acentuação da sensualidade do corpo feminino e para o que alguns autores chamam de construção do olhar tributário à dominação masculina.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

Se você necessita de recursos de acessibilidade, como tradução em Libras, audiodescrição, entre outros, solicite por e-mail ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade. centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

(Foto: Divulgação)

Palestrantes

Alexandre Santos

Alexandre Santos

Mestre e doutor em Artes Visuais, realizou pós-doutorado na Università di Bologna, Itália. É docente de História da Arte no Instituto de Artes da UFRGS e autor do livro "A fotografia como escrita pessoal: Alair Gomes e a melancolia do corpo outro" (Editora da UFRGS/FUNARTE, 2018).

(Crédito: Acervo Pessoal) 

Data

23/07/2019 a 23/07/2019

Dias e Horários

Terça, 19h às 21h.

As inscrições podem ser feitas a partir de 27 de junho, às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

Grátis