Atividades

As mudanças de olhares sobre os povos indígenas por meio do cinema

Contextos
A imagem audiovisual do indígena no Brasil

Voltar para o início A imagem audiovisual do indígena no Brasil

Programa

O cinema, emblema da modernidade, desde seus primórdios registra e descreve as civilizações consideradas primitivas, no intuito de construir documentos para catalogação e consequente dominação. Para se contrapor a esse olhar etnocêntrico, artistas e militantes da causa indígena iniciam movimentos de desconstrução dessa tradição de caráter colonial, passando a produzir filmes de pesquisa formal e ética.

Ao longo das décadas de 1960 e 1970, essa produção se desenvolve muito próxima dos interesses indígenas, em contraposição à modernidade conservadora imposta pelo regime militar.

Por fim, ao longo da década de 1980 movimentos indígenas e artistas empenhados iniciam um processo de produção audiovisual em que o índio deixa de ser tema para construir estéticas próprias.

O curso pretende discutir essas transformações. 

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.


Se você necessita de recursos de acessibilidade, como tradução em Libras, audiodescrição, entre outros, solicite por e-mail ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade.

centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600


(Foto: Heinz Forthmann)

Palestrantes

Adilson Mendes

Adilson Mendes

Doutor pela ECA-USP. Organizador do volume Cadernos de História da Ciência, número temático sobre imagem em que consta o artigo O cinema, a imagem indígena e as expedições científicas - o caso König Amazonas.
(Foto: Claire Angelini)

Peter W. Schulze

Peter W. Schulze

Diretor do Instituto Luso-Brasileiro  da Universidade de Colônia, Alemanha. Professor de estudos latino-americanos. Organizador do seminário A imagem audiovisual indígena (Universidade de Colônia, Alemanha, 2018).
(Foto: Acervo Pessoal)

Data

20/08/2018 a 31/08/2018

Dias e Horários

Segundas e Sextas, 19h30 às 21h30.

As inscrições podem ser feitas a partir de 26 de Julho, às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 15,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 25,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 50,00 - inteira