Atividades

Com a virtualização dos acervos e da informação, como os estudantes universitários têm se comportado como leitores?

Pesquisa em Foco
A morte do leitor? Práticas de leitura entre universitários

Voltar para o início A morte do leitor? Práticas de leitura entre universitários

Programa

"Os jovens de hoje não leem", diz o senso-comum, responsável também por outra assertiva recorrente: "Brasileiro não gosta de ler".

De fato, em pesquisa nacional do Instituto Pró-Livro, em 2015, 44% dos entrevistados declararam "não ter lido nenhum livro nos últimos três meses" - índice alto de não-leitores, sobretudo se comparado com o de países como a França, onde, já em 2018, os autodeclarados não-leitores são apenas 8%. Números assim, para mal e para bem, impressionam. Isoladamente, a leitura parece ter mesmo baixo prestígio social aqui - basta constatar o secular abandono das bibliotecas públicas e escolares.

Mas o que ocorre quando segmentamos a análise do público leitor e cruzamos a prática da leitura com outros aspectos da vida cultural e do perfil socioeconômico? Foi o que fizemos, ao investigar a presença do livro e da leitura entre os graduandos da Universidade Federal Fluminense, a segunda maior universidade pública do país, em número de matriculados.

Por meio de formulário on-line, entrevistamos 2.075 alunos das três grandes áreas, perguntando sobre seus hábitos de lazer e cultura, além da relação com os estudos universitários.

A análise dos primeiros resultados é que apresentaremos nesse encontro, na esperança de indicar possibilidades de compreensão dos rumos da leitura no Brasil.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

Se você necessita de recursos de acessibilidade, como tradução em Libras, audiodescrição, entre outros, solicite por e-mail ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade. centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

(Foto: PixaBay)

Palestrantes

Joaci Pereira Furtado

Joaci Pereira Furtado

Graduado em história pela Universidade Federal de Ouro Preto e mestre e doutor em história social pela USP, é professor nos cursos de arquivologia e biblioteconomia da UFF e autor de Uma república de leitores.
(Foto: Maria do Carmo Bergamo)

 

Data

13/08/2019 a 13/08/2019

Dias e Horários

Terça, 19h às 21h.

As inscrições podem ser feitas a partir de 25 de julho, às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 4,50 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 7,50 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 15,00 - inteira

Inscreva-se agora