Atividades

Qual o lugar da experiência e da vida vivida em comum?

Contextos
A solidão do monopólio do global-virtual e a destruição do comum da experiência

Voltar para o início A solidão do monopólio do global-virtual e a destruição do comum da experiência

Programa

Serão apresentadas algumas proposições de Walter Benjamin sobre a configuração das multidões como sucedâneo da modernidade e a entropia tecnológica e moderna  como elemento de dissuasão e quebra entre laços mantidos entre pessoas. A emergência e a imposição das máquinas como novas modalidades de ideal cultural, impondo novas formas de identificação que revelam o humano como o polo negativo das máquinas.

Em seguida desenvolveremos a noção de massas tal como veremos aparecer na obra de Sigmund Freud, como eclipse e ressurgimento do sujeito e como horizonte de sua eliminação e/ou reinvenção. Nesse ponto dialogaremos com Maurice Blanchot sobretudo na tensão que ele estabelece entre destruição e palavra; entre o sujeito que fala e o que foi emudecido e entre a possibilidade de dizer em meio a ruinas. 

O testemunho e o sonho nos servirão como guias.

Veremos, posteriormente se, com esses elementos dispostos, será possível contribuir num debate sobre convívio, convivência e a experiência do comum mediado pela palavra, pelo compromisso, pela amizade e pela partilha num mundo que necessita urgentemente reabilitá-los, aos mesmo tempo em que permanentemente os elide.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição. O cadastro é pessoal e intransferível.

Se você necessita de recursos de acessibilidade, como tradução em Libras, audiodescrição, entre outros, solicite por e-mail ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade. centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

(Foto: Unsplash)

Palestrantes

Paulo Endo

Paulo Endo

Psicanalista e professor livre-docente da USP. É coordenador do Grupo de Pesquisa Direitos Humanos, Democracia, Política e Memória do Instituto de Estudos Avançados da USP. É também membro pesquisador da Unit Research on Dreams, Memory and Imagination Studies (Polônia), dos Territórios Clínicos de la Memória (TeCMe-Argentina) e membro associado da Memory Studies Associaion (Dinamarca/Holanda). Foi agraciado com o prêmio Jabuti em 2006 com a obra A Violência no Coração da Cidade: Um Estudo Psicanalítico.
(Foto: Acervo Pessoal)

Data

13/02/2020 a 27/02/2020

Dias e Horários

Quintas, 19h30 às 21h30.

As inscrições podem ser feitas a partir de 28 de janeiro, às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 15,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 25,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 50,00 - inteira

Inscreva-se agora