Atividades

Mesa discute o protagonista de intelectuais negros no abolicionismo

Abolicionistas negros: Luiz Gama, Ferreira de Menezes e suas redes

Voltar para o início Abolicionistas negros: Luiz Gama, Ferreira de Menezes e suas redes

Programa

Assim como introduziu uma enunciação negra na literatura, Luiz Gama, declarado "Patrono da Abolição" em 2018, inscreveu um discurso atravessado por sua identidade racial no abolicionismo brasileiro, cerca de vinte anos antes do final da escravidão.

Longe de ser solitária, sua voz se somou à de outros afrodescendentes, como seu dileto amigo José Ferreira de Menezes, escritor, advogado e fundador da influente folha Gazeta da Tarde (RJ).

Esta mesa pretende apresentar o perfil e trajetórias cruzadas destes dois ativistas, em torno dos quais giram figuras como José do Patrocínio, André Rebouças, Vicente de Souza, Machado de Assis, Chiquinha Gonzaga e outros atores menos conhecidos.

Manifestações políticas, culturais e literárias tornaram-se, assim, espaços privilegiados de sociabilidade desta rede raramente evocada mas que traz outras perspectivas sobre a experiência abolicionista no Brasil, como se depreenderá dos textos comentados.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

Condições especiais de atendimento, como tradução em libras, devem ser informadas por email ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade.
centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

(Foto: Divulgação)

Palestrantes

Ligia Fonseca Ferreira

Ligia Fonseca Ferreira

Docente de graduação e pós-graduação em Letras da UNIFESP. É autora de Primeiras Trovas Burlescas e outros poemas de Luiz Gama (Martins Fontes, 2000) e de Com a palavra Luiz Gama. Poemas, artigos, cartas, máximas (Imprensa Oficial, 2011).
(Foto: Acervo Pessoal)

Ana Flávia Magalhães Pinto

Ana Flávia Magalhães Pinto

Docente do Departamento de História da UNB. É autora de “Escritos de Liberdade: literatos negros, racismo e cidadania no Brasil oitocentista” (Ed. da Unicamp, 2018 - no prelo), entre outros. É coordenadora nacional do GT Emancipações e Pós-Abolição da Anpuh (2017-2019).
(Foto: Acervo Pessoal)

Data

13/06/2018 a 13/06/2018

Dias e Horários

Quarta, 14h às 18h.

As inscrições podem ser feitas a partir de 24 de maio às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 15,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 25,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 50,00 - inteira

Inscreva-se agora