Atividades

Desafios e potencialidades para o desenvolvimento de ações educativas com participação comunitária em áreas naturais protegidas no Brasil e em outros países do mundo.

Contextos
Áreas naturais protegidas: formação e participação comunitária

Voltar para o início Áreas naturais protegidas: formação e participação comunitária

Programa

A criação e a gestão de áreas protegidas no Brasil e no mundo enfrentam diversos desafios, como os conflitos relacionados às questões fundiárias, às políticas de acesso e utilização dos bens naturais e à sobreposição de territórios. Soma-se a essa realidade o desconhecimento ou incompreensão por parte da sociedade a respeito da importância da conservação da biodiversidade para a qualidade de vida das pessoas. 


Diante deste contexto, a realização de processos educativos em áreas naturais protegidas que envolvam as comunidades, se apresenta como uma estratégia importante para o enfrentamento destes desafios. Estas ações formativas, para além de estimular o protagonismo cidadão, tem o potencial de fortalecer políticas que preconizem a proteção do patrimônio natural e valorização da diversidade cultural dos povos. 


Para trazer reflexões e experiências a respeito desta temática, este debate traz um painel com diferentes perspectivas a partir de representantes de instituições que atuam com conservação da biodiversidade. Dirigido aos profissionais da área, pesquisadores, educadores, estudantes, ativistas e interessados em geral.


Haverá tradução simultânea Inglês-Português.


As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

Se você necessita de recursos de acessibilidade, como tradução em Libras, audiodescrição, entre outros, solicite por e-mail ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade. centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

(Arte: Divulgação)

Palestrantes

Ângela Pellin

Ângela Pellin

Bióloga pela Universidade Federal do Paraná, especialista em Biologia da Conservação pela Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul e doutora em Ciências da Engenharia Ambiental pela Universidade de São Paulo. Pesquisadora do Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPE) com experiência nos temas: áreas protegidas, manejo de unidades de conservação e instrumentos de gestão ambiental.

(Crédito: Maria Beatriz Pellin)

Rodrigo Junqueira

Rodrigo Junqueira

Engenheiro agrônomo pela ESALQ/USP, mestre em Ciência Ambiental pelo PROCAM/USP, especialista em projetos e iniciativas de adequação socioambiental e articulação intersetorial. Coordenador do Programa Xingu do Instituto Socioambiental (ISA) desde 2014. É presidente do Conselho Curador da Rede de Sementes do Xingu (www.sementesdoxingu.org.br). Assessorou a Campanha ´Y Ikatu Xingu, uma campanha de responsabilidade socioambiental compartilhada.

(Crédito: Acervo Pessoal)

Jim Barborak

Jim Barborak

Bacharel e mestre em recursos naturais pela Universidade Estadual de Ohio. Trabalhou em mais de 25 países nas Américas, Ásia e África, desenvolvendo trabalhos para diferentes instituições como a CI, WCS, IUCN, WWF, CATIE e Serviço de Parques da Costa Rica, em programas financiados pela USAID. Além de iniciativas conjuntas com Serviço Florestal Americano e Serviço Nacional de Parques, também atua como consultor do Banco Mundial, BID, PNUD, UNESCO, FAO e outras entidades. Através do Centro de Manejo de Áreas Protegidas realiza os cursos: "Manejo de Áreas Protegidas" "Planejamento e Gestão do Turismo em Áreas Protegidas" e "Seminário de Liderança para Mulheres na Conservação", oferecidos anualmente pela Colorado State University.

(Crédito: Adilson Felix)

Erika Guimarães

Erika Guimarães

Bióloga pela Universidade Federal do Mato Grosso do Sul e mestre em Ciência pela Universidade de São Paulo. Atua há mais de 20 anos em projetos de conservação da biodiversidade, com foco em áreas protegidas públicas e privadas em biomas como o Pantanal, Cerrado e a Mata Atlântica. Atualmente, trabalha na Fundação SOS Mata Atlântica. É co-autora do livro "BiodiverCidade: desafios e oportunidades na gestão de áreas protegidas urbanas".

(Crédito: Acervo pessoal) 

Anna Carolina Lobo

Anna Carolina Lobo

Gerente dos Programas Marinho e Mata Atlântica do WWF-Brasil, a qual trabalha com boas práticas produtivas e conservação, alinhando o uso sustentável dos recursos naturais com estratégias de conservação da biodiversidade, promovendo o desenvolvimento sustentável em ambientes terrestres, costeiros e marinhos alinhado à uma forte estratégia de engajamento da sociedade. É pós-graduada em Tecnologia e Gestão Ambiental, Bacharel em Turismo . Coordenou mais de 17 artigos e livros sobre conservação e áreas naturais protegidas.
(Foto: Acervo Pessoal)

Data

29/08/2019 a 29/08/2019

Dias e Horários

Quinta, 19h às 21h30.

As inscrições podem ser feitas a partir de 25 de julho, às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Valores

R$ 4,50 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 7,50 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 15,00 - inteira

Inscreva-se agora