Atividades

As representações de bruxas e feiticeiras na filmografia de Lars von Trier

Cursos On-Line
Bruxas e feiticeiras no cinema de Lars von Trier: representações e influências

Voltar para o início Bruxas e feiticeiras no cinema de Lars von Trier: representações e influências

Programa

O propósito do curso é discutir como a temática de bruxas, feiticeiras e caça às bruxas insere-se na filmografia do diretor dinamarquês Lars von Trier e a influência, em suas obras, de cineastas dinamarqueses que também exploraram esses assuntos.

Na primeira aula serão discutidos alguns trechos dos filmes Häxan - A Feitiçaria através dos Tempos (1922), de Benjamin Christensen e de dois filmes de Carl Theodor Dreyer: A Paixão de Joana D'arc (1928) e Dias de Ira (1943). Nas três aulas seguintes serão discutidos os seguintes filmes de Trier: Medeia (1988), Ondas do Destino (1996) e Anticristo (2009).

9/9 - Influências de Benjamin Christensen e de Carl Theodor Dreyer.
 Apresentação e contextualização da carreira de Lars von Trier. Breve exposição do tema das bruxas e da caça às bruxas na cultura nórdica à luz da obra Caliban e a Bruxa, de Sílvia Federici. Análise de trechos de filmes de Benjamin Christensen (Häxan - A Feitiçaria através dos Tempos, de 1922) e de Carl Theodor Dreyer (A Paixão de Joana D'arc, de 1928, e Dias de Ira, de 1943). Discussão da maneira como os cineastas dão forma artística à figura histórica da bruxa.

16/9 - Medeia (1988)
Discussão sobre o filme Medeia (1988), cujo roteiro original é de Carl Theodor Dreyer. Análise da representação da feitiçaria e da "vingança feminina" e exploração da figuração de Medeia em termos mais históricos do que míticos. Discussão sobre a concepção da feiticeira em termos de sabedora e poder femininos e sobre como esses atributos geram pavor e a demanda por controle e punição do corpo da mulher.

23/9 - Ondas do Destino (1996)
Análise de Ondas do Destino (1996) como reconfiguração do martírio de Santa Joana e como representação do deslocamento e da marginalização da figura feminina frente aos valores religiosos fundamentalistas de sua comunidade. Discussão sobre a vinculação do feminino ao âmbito do irracional, da natureza e do pensamento mágico e sobre as raízes históricas dessa construção social na caça às bruxas contemporânea ao nascimento do Racionalismo.

30/9 - Anticristo (2009)
Discussão sobre Anticristo (2009) como materialização de processos históricos e sociais na figura da personagem masculina, que atua como foco narrativo do filme. Dentro dessa configuração, analisaremos a alusão que o filme faz direta e indiretamente à caça às bruxas e aos processos de demonização do feminino, conectando o temor contemporâneo da insubordinação feminina ao feminicídio europeu ocorrido, sobretudo, no século XVI.

Obs: O participante precisa ter celular e computador e conhecer os princípios básicos para uso desses equipamentos. Após a conclusão da sua inscrição on-line na atividade e/ ou curso, você receberá por e-mail um link de acesso à Plataforma Microsoft Teams, onde será realizada a atividade e/ou curso, com até 1 (um) dia de antecedência da data de início. O acesso também poderá ser realizado através do web navegador de sua preferência.

As inscrições podem ser feitas a partir das 14h do dia 31/8, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação do Sesc. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição. O cadastro é pessoal e intransferível.

*Este curso será 100% Online. Após o encerramento, será possível solicitar sua declaração de participação, enviando um email para declaracao@cpf.sescsp.org.br

(Arte: Walter Cruz)

Palestrantes

Patrícia Kruger

Patrícia Kruger

Doutora pela FFLCH-USP, onde desenvolve, atualmente, pesquisa de pós-doutorado. Realizou estágio doutoral no Nordeuropa-Institut da Universidade de Humboldt e co-organizou a obra Imagem e História (BECA, 2017).
(Foto: Acervo Pessoal)

Data

09/09/2020 a 30/09/2020

Dias e Horários

Quartas, 16h às 18h.

Curso 100% Online.

Vagas Limitadas e Intransferíveis.

Local

Em Casa

Valores

Grátis