Atividades

Reflexões sobre litígios políticos/epistêmicos nas fronteiras das metrópoles

Contextos
Cidade, Imagens e Periferias

Voltar para o início Cidade, Imagens e Periferias

Programa

Estruturado em seis partes, o minicurso terá como proposta central adensar um conjunto de reflexões voltadas à compreensão da relação responsável por aproximar as "periferias" urbanas da chamada "virada móvel nas ciências sociais". Partiremos, assim, do pressuposto de que alterações contemporâneas nos campos do trabalho, dos transportes, das mídias, do urbanismo e do mercado tem levado a transformações consideráveis nas formas de pensar e conceituar a noção de "periferia", uma vez que a dicotomia entre proximidade e distancia que sempre caracterizou a categoria na sua relação com o "centro", vem sendo sistematicamente desestabilizada.

Buscando, portanto, escapar tanto das formulações "sedentárias" (centradas em paradigmas binários fixos do tipo: centro/periferia; global/local; legal/ilegal; lugar/não lugar), quanto das "nomadistas" (voltadas à idealização dos fluxos e indiferentes às dimensões geográficas/territoriais dos fenômenos sociais), consideramos a mobilidade como um operador analítico e metodológico responsável por viabilizar o entendimento de dinâmicas que escapam ao alcance dos paradigmas clássicos das teorias sociais.

Neste sentido, tomaremos como referente empírico principal das análises que serão apresentadas, um conjunto de mobilizações e manifestações culturais, protagonizadas por núcleos diversificados de atores (em geral, jovens), que tem marcado as fronteiras geográficas e simbólicas, características das metrópoles brasileiras e latino americanas na contemporaneidade.

O que, afinal, esses sujeitos e suas experiências tem a nos dizer sobre os cenários urbanos em que vivemos, bem como sobre as lógicas desiguais que caracterizam tais ambientes? E que contribuições epistêmicas os mesmos trazem, para conceituarmos aquilo que entendemos, atualmente, como "cidade"?

Aula 1 - Cidade, imagens e insurgências periféricas: uma mirada antropológica
Com Guilhermo Aderaldo.

Aula 2 - Mobilidades juvenis e (vídeo)ativismos "periféricos"
Com Guilhermo Aderaldo e Daniel Fagundes.

Aula 3: Espaços urbanos, necropolítica e ativismos contrageográficos
Com Guilhermo Aderaldo.

Aula 4: Raça, gênero e mercado: experiências de consumo e ativismo na metrópole paulista
Com Gleicy Mailly Silva.

Aula 5: O lazer como subversão: "rolês" pela cidade mercado
Com Alexandre Barbosa Pereira.

Aula 6: Mais além da geografia: a "periferia" como posição epistêmica
Com Guilhermo Aderaldo, Daniel Fagundes, Gleicy Mailly Silva e Alexandre Barbosa Pereira.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição. O cadastro é pessoal e intransferível.

Se você necessita de recursos de acessibilidade, como tradução em Libras, audiodescrição, entre outros, solicite por e-mail ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade. centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

(Foto: Divulgação)

Palestrantes

Daniel Fagundes

Daniel Fagundes

Pedagogo e cinegrafista de formação técnica pelo SENAC/São Paulo com pós graduação em tecnologias na aprendizagem. Produziu e dirigiu de uma série de documentários, ficções e curtas experimentais, a maior parte deles em parceria com o coletivo Núcleo de Comunicação Alternativa (NCA). Atualmente vem trabalhando na direção de fotografia do projeto Racismo Brasil de Toni Venturi.
(Foto: Acervo pessoal)

Guilhermo Aderaldo

Guilhermo Aderaldo

Doutor (2013/USP) em Antropologia, com pós-doutorado na mesma área (USP/UBA). Nos últimos anos, tem se dedicado a pesquisar a relação entre formas contemporâneas de ativismo cultural e processos de disputa em torno do conceito de "cidade".
(Foto: Acervo Pessoal)

Gleicy Silva

Gleicy Silva

Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Estadual Paulista (UNESP), com bacharelado e licenciatura em Sociologia; mestrado em Antropologia Social pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e doutorado em Antropologia Social pela Universidade de São Paulo (USP) com pesquisa que enfoca a análise de circuitos econômicos e culturais realizados por empreendedoras negras na cidade de São Paulo.
(Foto: Acervo Pessoal)

Alexandre Barbosa Pereira

Alexandre Barbosa Pereira

Professor adjunto do curso de Ciências Sociais na UNIFESP, pesquisador associado do Núcleo de Antropologia Urbana da USP e ao Grupo de Pesquisas Visuais e Urbanas da UNIFESP, com mestrado e doutorado em Antropologia pela Universidade de São Paulo (USP).
(Foto: Acervo Pessoal)

Data

04/11/2019 a 25/11/2019

Dias e Horários

Segundas e Quartas, 19h30 às 21h30.
*Exceto dia 20/11.

As inscrições podem ser feitas a partir de 29 de outubro, às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 18,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 30,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 60,00 - inteira