Atividades

rememoração e elaboração de traumas na história

Contextos
Crises da Memória e a Segunda Guerra Mundial

Voltar para o início Crises da Memória e a Segunda Guerra Mundial

Programa

Diante da violência irrestrita, presente no cotidiano de inúmeros povos ao longo da história, como lidar com o incessante jogo da memória e do esquecimento?

De que forma os discursos da contemporaneidade, especialmente os literários, artísticos e filosóficos, atuam no processo de ressignificação dos traumas do passado e das lembranças difusas, que, por vezes, retornam à revelia ou se recusam ao esquecimento?

Qual o impacto de tais rememorações na esfera pública?
Na esteira das experiências humanas de dimensões catastróficas, o esquecimento é inevitável; mas, recordar, repetir e elaborar também o são.  Neste contexto, falar sobre memória implica também falar de suas arestas.

Com o memorioso aprendemos que é impossível refletir sem esquecer, com Suleiman descobrimos que o perdão e a possibilidade de remissão também atravessam este processo.

A palestra tem a parceria do Brazil Office da Harvard University, David Rockefeller Center for Latin American Studies (DRCLAS).

Haverá Tradução simultânea.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

Se você necessita de recursos de acessibilidade, como tradução em Libras, audiodescrição, entre outros, solicite por e-mail ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade. centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

(Foto: Divulgação)

Palestrantes

Jacques Fux

Jacques Fux

Possui pós-doutorado pelo Instituto de Estudos da Linguagem da Unicamp, e doutorado em Literatura Comparada pela UFMG. É autor de "Meshugá: um romance sobre a loucura" (José Olympio, 2016), entre outros.
(Foto: Acervo Pessoal)

Susan Rubin Suleiman

Susan Rubin Suleiman

Faz parte do corpo docente da Universidade de Harvard desde 1981 e atualmente possui o título de C. Douglas Dillon Research Professor of the Civilization of France and Research Professor of Comparative Literature. Seu livro mais recente, que ainda não foi traduzido para o português, se chama The Némirovsky Question: The Life, Death, and Legacy of a Jewish Writer in 20th-Century France (2016); outros livros de sua autoria incluem Crises de Memória e a Segunda Guerra Mundial.
(Foto: Allen Reiner)

Alcione Cunha Silveira

Alcione Cunha Silveira

Doutora em Literatura Comparada pela UFMG, com estágio concedido pela CAPES e desenvolvido na Universidade de Guelph, Canadá. Atua como tradutora independente desde 2008, tendo vertido do inglês para o português, entre outros, os seguintes livros: Apichatpong Weerasethakul, (Iluminuras, 2015) e Design e crime: e outras diatribes (Editora da UFMG, 2016, co-traduzido com Jacques Fux).
(Foto: Acervo Pessoal)

Data

11/03/2019 a 11/03/2019

Dias e Horários

Segunda, 16h às 18h.

As inscrições podem ser feitas a partir de 26 de Fevereiro, às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 4,50 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 7,50 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 15,00 - inteira