Atividades

Rupturas e incertezas na Turquia

Contextos
Direitos Humanos e diálogo intercultural na Turquia

Voltar para o início Direitos Humanos e diálogo intercultural na Turquia

Programa

Ciclo aborda as intrincadas relações entre as forças políticas e sociais da Turquia contemporânea, ensejando uma reflexão sobre os possíveis caminhos que o estratégico país euroasiático seguirá nos próximos anos.

22/01: Diálogo intercultural
Inspirado pelo pensador turco Fethullah Gülen, o Movimento Hizmet ("Serviço") representa uma corrente muçulmana moderada, não-violenta, modernista mas com raízes na tradição sufi (mística islâmica), que atua também como entidade social em mais de 170 países. Peter Demant, que visitou a Turquia várias vezes e recentemente encontrou Gülen, falará da estrutura e das políticas do movimento e das ideias e objetivos de seu fundador.
Com Peter Demant.


23/01: Direitos Humanos na Turquia contemporânea: sobre o universalismo dos indivíduos e os direitos das nações
O tema abordado aqui diz respeito a duas questões fundamentais, com os quais a Turquia moderna vive, enquanto desafio no Sistema Internacional: 1) Como os Direitos Humanos se tornaram mais importantes nos dias de hoje, com a expansão do processo de globalização das relações econômicas, culturais, políticas e sociais; e 2) como os direitos das nações estão tendo de ser repensados em categorias cada vez mais amplas, além das formalidades rituais e constitucionais.
De um lado, a ideia de Estado-nação que reivindica a autodeterminação, e a soberania de seu povo. Por outro lado, como o mecanismo de autodeterminação é importante, mas não se basta por si só, para acolher os direitos fundamentais da população em geral. Nesse sentido, é preciso que esta nação construa dentro de si, de modo cada vez mais assertivo e presente, formas de afirmar e confirmar as suas responsabilidades na proteção dos direitos individuais. Seja perante o indivíduo que ela assiste, ou diante da sociedade internacional, com a qual ela compartilha. 
Com Fábio Metzger.

24/01: Enquadramento da cobertura da tentativa de golpe de 15 de julho de 2016 na Turquia
No dia 15 de julho de 2016, houve uma tentativa de golpe militar na Turquia, só que desta vez - diferente do que ocorreu com os anteriores, como os golpes de 1960, 1971,1980 e 1997 - esse golpe não foi bem-sucedido. A palestra trata da cobertura da imprensa brasileira, que publicou um grande volume de notícias sobre o assunto devido ao impacto internacional que o golpe gerou.
Com Yusuf Elemen.

(Foto: Su?leymaniye Mosque and the Skyline of the Fatih District seen from the Galata Bridge - Istanbul - Dan - CC 2.0)

Palestrantes

Yusuf Elemen

Yusuf Elemen

Nascido em Van, região predominantemente curda da Turquia. Concluiu o MBA em gestão de bens culturais na FGV-SP, com estudo comparativo entre Getúlio Vargas e Atatürk. Mestrando em Ciências Políticas na PUC-SP. Diretor e gestor cultural do Centro Cultural Brasil-Turquia em São Paulo.
(Foto: Acervo Pessoal)

Peter Demant

Peter Demant

Historiador, doutor em História Moderna e Contemporânea pela Universiteit van Amsterdam, Holanda, onde lecionou até 1990; de 1990 ate 2000 foi pesquisador sênior na Universidade Hebraica de Jerusalém, e diretor de projetos no Israel/Palestine Center for Research and Information (IPCRI). Professor no Departamento de História da USP, lecionando também no Instituto de Relações Internacionais (IRI-USP).
(Foto: Acervo Pessoal)

Fábio Metzger

Fábio Metzger

Sociólogo, jornalista e professor. Mestre em História Social e doutor em Ciência Política pela USP.
(Foto: Acervo Pessoal)

Data

22/01/2018 a 24/01/2018

Dias e Horários

Segunda a Quarta, 19h30 às 21h30

As inscrições podem ser feitas a partir de 19 de dezembro às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 15,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 25,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 50,00 - inteira

Inscreva-se agora