Atividades

Org. Leandro Garcia

Curso Presencial
Diversos 22: Outros Modernismos

Voltar para o início Diversos 22: Outros Modernismos

Programa

O centenário da Semana de Arte Moderna, em fevereiro de 2022, obriga-nos a repensar os mais diferentes direcionamentos da história, da política e da cultura do Brasil. Um ano singular – 2022 – que comemora não apenas o centenário modernista, mas também o bicentenário da Independência, será uma grande oportunidade para (re)avaliarmos o modernismo e sua relação com a sua própria história.

Este ciclo quer debater os “outros modernismos”, isto é, autores, obras e propostas que não figuram no discurso canônico, nos manuais de história e crítica literárias. Enfim, modernismos que nem sempre são considerados modernistas, possuindo suas próprias idiossincrasias, limitações e expressões... porém modernismos.

18/5 - 15h às 18h -  Conferência de abertura: A vida negra moderna em Lino Guedes (anos 1920-1950), com Mário Augusto Medeiros da Silva (UNICAMP).

Mesa 1 - Um modernismo meio conservador. 

Quando surgiu, o nosso modernismo ainda estava impregnado de conservadorismo estético, numa espécie de modernidade passadista que produziu obras e autores singulares.

Convidados:  

- Leandro Garcia (UFMG) - Raul de Leoni e a sua Luz Mediterrânea

- Marcos Antônio Moraes (IEB-USP) - Rodrigues de Abreu no limiar do modernismo

- Lígia Kimori (IEB-USP) - Por seguirem os velhos poetas, os modernistas são tão novos: Mário de Andrade e o diálogo com as poetas parnasianas.
Mediação: Maurício Trindade da Silva.

19/5 - 15h às 17h -  Mesa 2 - Problemas da crítica modernista.
Nem sempre lembrado nos eventos culturais, o pensamento crítico modernista ajudou a compreender e configurar este movimento, apresentando as suas complexidades.

Convidados:
- João Cézar de Castro Rocha (UERJ) - Sud Mennucci e o ideal de uma crítica "ruralista": reações ao moderno;
- Eduardo César Maia (UFPE) - Uma conversa entre críticos: Mário de Andrade e Álvaro Lins;
- Elizabeth Cardoso (PUC-SP) - Lúcia Miguel Pereira e Gilda de Mello e Souza: a presença da mulher na fundação da crítica literária brasileira.
Mediador: Leandro Garcia.

25/5 - 15h às 17h -  Mesa 3 - Cartografias modernistas.  

É preciso falarmos de "modernismos", com ênfase no plural, pois este movimento teve diferentes representações pelas regiões brasileiras, daí se pensar nesta cartografia modernista.

Convidados:
- Evelina Hoisel (UFBA) - Modernidade: outras geografias e configurações
- Tânia Ramos (UFSC) - O futuro é o futuro, ora essa: Santa Catarina e seu modernismo ainda que tardio
- Izabela Leal
(UFPA) - Para agitar a Amazônia: Bruno de Menezes e a revista Belém Nova.
Mediador: Carolina Barmell.

26/5 - 15h às 17h - Mesa 4 -  Os esquecidos.
Muitos autores modernistas continuam esquecidos ou até mesmo ignorados pelo cânone, não são lidos e/ou (re)publicados, o que provoca uma real pobreza para a compreensão ampla deste movimento.

Convidados:
- Maria Eugênia Boaventura (UNICAMP) - Couto de Barros (1896-1966) e os bastidores do Modernismo.

- Ana Paula Andrade (IEB-USP) – Avanguardia, Semana Futurista, Verdamarelismo: o itinerário modernista de Menotti Del Picchia;
- Marcos Rogério Cordeiro (UFMG) - Rosário Fusco: um modernismo às avessas.
Mediador: Diogo de Moraes Silva.

Recomendamos o uso de máscara cobrindo nariz e boca.


Para ingressar nas unidades do Sesc no estado de São Paulo é necessário apresentar comprovante de vacinação contra Covid-19 (físico ou digital) e um documento com foto:

- Maiores de 12 anos devem apresentar o comprovante contendo as duas doses ou dose única da vacina.

-Crianças de 5 a 11 anos devem apresentar comprovante evidenciando uma dose (consulte o calendário e as orientações do município onde acontecerá a atividade).

*O acesso as unidades do Sesc estão sujeitas a legislação municipal em relação a Covid-19.

Se você necessita de recursos de acessibilidade, como tradução em Libras, solicite pelo e-mail centrodepesquisa.cpf@sescsp.org.br, após a conclusão e efetivação do pagamento da sua inscrição, com até 48 horas de antecedência do início da atividade.

As inscrições podem ser feitas a partir das 14h do dia 28/4, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação do Sesc. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição. O cadastro é pessoal e intransferível.

O pagamento dever ser feito através do cartão de crédito, e trabalhamos com as bandeiras Visa, Mastercard, Elo e Hipercard.

** A declaração será enviada automaticamente em até 10 dias após a finalização da atividade e caso isso não ocorra, você poderá solicitar pelo e-mail: declaracao.cpf@sescsp.org.br

*** Havendo ainda disponibilidade de vagas para os cursos presenciais, as inscrições poderão ser feitas no dia do curso no Centro de Pesquisa e Formação.

(Arte: Divulgação)

Palestrantes

Maria Eugênia Boaventura

Maria Eugênia Boaventura

Doutora em Letras Clássicas pela Universidade de São Paulo. Atualmente é Professora Titular da Universidade Estadual de Campinas. Tem experiência na área de Crítica e Historia Literárias, com ênfase nos seguintes temas: Modernismo, Oswald de Andrade, Mário Faustino, Literatura contemporânea, Crítica genética, Crítica textual, entre outros.

Evelina Hoisel

Evelina Hoisel

Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Letras pela Universidade Federal da Bahia (1970), mestrado em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1979) e doutorado em Letras (Teoria Literária e Literatura Comparada) pela Universidade de São Paulo (1996). É professor titular da Universidade Federal da Bahia. Foi Diretora do Instituto de Letras da UFBA (1996- 2004), Coordenadora da Pós-Graduação ( PPGLL); Presidente da ABRALIC (1998-2000). Atualmente, é presidente da Academia de Letras da Bahia.
(Foto: Acervo Pessoal)

Leandro Garcia

Leandro Garcia

Doutor em Estudos Literários pela PUC-Rio e Pós-doutor em Teologia pela FAJE-BH. Professor adjunto de Teoria Literária da Faculdade de Letras da UFMG.
(Foto: Acervo Pessoal)

João Cezar de Castro Rocha

João Cezar de Castro Rocha

Professor titular de Literatura Comparada da UERJ. Autor de 11 livros e organizador de mais de 20 títulos, entre eles, Antropofagia Hoje? Oswald de Andrade em cena (É Realizações, 2011). Recebeu o Prêmio Mário de Andrade (Biblioteca Nacional, 1998) e o Prêmio de Crítica Literária (ABL, 2014).

(Foto: CPFL Campinas)

Marcos Antônio de Moraes

Marcos Antônio de Moraes

Doutor em Literatura Brasileira pela Universidade de São Paulo. É pesquisador e docente do Instituto de Estudos Brasileiros e da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (USP). Especialista nos estudos epistolográficos, publicou, entre outros títulos, Correspondência Mário de Andrade & Manuel Bandeira (IEB/Edusp, 2001, prêmio Jabuti), Me escreva tão logo possa (Salamandra, 2005) e Orgulho de jamais aconselhar: a epistolografia de Mário de Andrade (Edusp/Fapesp, 2007).
(Foto: Acervo Pessoal)

Mário Augusto Medeiros da Silva

Mário Augusto Medeiros da Silva

Sociólogo, professor do departamento de sociologia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Autor dos livros Os escritores da guerrilha urbana: literatura de testemunho, ambivalência e transição política (1977-1984) [2008]; A descoberta do Insólito: literatura negra e literatura marginal no Brasil (1960-2000) [2013].Co-organizou com Lucía Tennina, Érica Peçanha e Ingrid Hapke o livro Polifonias Marginais [2015] e com Mariana Chaguri o livro Rumos do Sul: periferia e pensamento social [2018].
(Foto: Acervo Pessoal)

Mauricio Trindade da Silva

Mauricio Trindade da Silva

Doutor em Sociologia da Cultura (USP) com pesquisa sobre Mário de Andrade e o Grupo dos Cinco; é gerente adjunto do Centro de Pesquisa e Formação do Sesc em São Paulo.
(Foto: Acervo Pessoal)

Carolina Barmell

Carolina Barmell

Doutoranda em Estética e História da Arte no Programa de Pós-Graduação Interunidades em Estética e História da Arte (PGEHA), na Universidade de São Paulo (USP). Mestre em História da Arte pela Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade Federal do Estado de São Paulo (Unifesp). Atua como assistente na gerência de artes visuais e tecnologias do Sesc São Paulo.

Diogo de Moraes Silva

Diogo de Moraes Silva

Pesquisador, mediador cultural e artista visual. Atua como assistente técnico no Sesc São Paulo, na Gerência de Estudos e Desenvolvimento. É doutorando no Programa Interunidades em Estética e História da Arte da Universidade de São Paulo.
(Foto: Acervo Pessoal)

Eduardo Cesar Maia

Eduardo Cesar Maia

Professor do curso de Comunicação Social (CAA) e do Programa de Pós-Graduação em Letras (Teoria da Literatura) da Universidade Federal de Pernambuco. É colaborador do Estado da Arte, suplemento de cultura, filosofia e artes do Jornal O Estado de S. Paulo e da Revista Continente (CEPE Editora). Doutor em Teoria da Literatura pela Universidade Federal de Pernambuco, com estágio doutoral na Universidad de Salamanca (Espanha).
(Foto: Acervo Pessoal)

Ana Paula Freitas de Andrade

Ana Paula Freitas de Andrade

Doutora em Teoria Literária pela FFLCH - USP; onde também se graduou em Letras e concluiu o mestrado em Literatura Brasileira. Desenvolveu projetos de pós-doutorado com enfoque no Modernismo, junto ao Instituto de Estudos Brasileiros - USP. Atualmente é leitora de Língua Portuguesa, Literatura e Cultura Brasileira, no âmbito do Ministério das Relações Exteriores.
(Foto: Acervo Pessoal)

Elizabeth Cardoso

Elizabeth Cardoso

Doutora em Teoria Literária pela USP (estágios doutorais na Universidade de Nova York e Universidade Complutense de Madrid). Professora e vice-coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Literatura e Crítica Literária na PUC-SP, realizando pesquisas, oferecendo disciplinas e orientando mestrados e doutorados.
(Foto: Acervo Pessoal)

Ligia Rivello Baranda Kimori

Ligia Rivello Baranda Kimori

Bacharel e licenciada em Letras pela FFLCH-USP, onde se especializou em língua francesa (2007). Defendeu mestrado (2014) e doutorado (2020) sobre Mário de Andrade na mesma instituição, sob orientação de Telê Ancona Lopez. Atua como professora, tradutora de francês e pesquisadora de temáticas concernentes à crítica genética, à literatura brasileira e ao modernismo, conteúdo de seus artigos.
(Foto: Acervo Pessoal)

Marco Rogério Cordeiro Fernandes

Marco Rogério Cordeiro Fernandes

Graduação em História pela Universidade Federal de Juiz de Fora (1992), mestrado em Letras (Letras Vernáculas) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1996) e doutorado em Letras (Letras Vernáculas) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2001). Atualmente é professor adjunto III da Universidade Federal de Minas Gerais. Tem experiência na área de Letras e História, com ênfase em Literatura e Cultura brasileiras, atuando principalmente nos seguintes temas: Crítica Literária, Literatura Brasileira, História do Brasil, Cultura Brasileira, Euclides da Cunha, Machado de Assis.
(Foto: Acervo Pessoal)

Tania Ramos

Tania Ramos

Possui graduação em Letras pela Universidade Federal de Santa Catarina, mestrado e doutorado em Literaturas de Língua Portuguesa pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.   É professora de Literatura Brasileira e Estudos Literários nos Cursos de Graduação e Pós Graduação em Letras e Literatura na UFSC.
(Foto: Acervo Pessoal)

Izabela Leal

Izabela Leal

Graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1994), mestrado em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2003), doutorado em Letras (Letras Vernáculas) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2008) e fez um pós-doutorado junto ao departamento de Letras Neolatinas da UFRJ com bolsa da FAPERJ. Atualmente é professora de Literatura Portuguesa na Universidade Federal do Pará (UFPA) e professora do Programa de Pós-Graduação em Letras da UFPA.
(Foto: Acervo Pessoal)

Data

18/05/2022 a 26/05/2022

Dias e Horários

Quartas e Quintas, 15h às 17h.

Curso Presencial

Inscrições a partir das 14h do dia 28/4, até o dia 18/5.
Enquanto houver vagas.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

Grátis

Inscreva-se agora