Atividades

A arte de viver em revolta contra as velhas e novas faces do horror

Curso On-Line
Entre Freud e Camus - ódio e absurdo em tempos de peste

Voltar para o início Entre Freud e Camus - ódio e absurdo em tempos de peste

Programa

Um convite ao diálogo entre obra filosófico-literária de Albert Camus e a psicanálise de Freud, e entre elas e o nosso tempo.

Eis o intuito essencial do presente curso. Nesse “entre” Freud e Camus, e nesse “entre” eles e nós, está a nossa aposta na existência de um duplo espaço potencial de afinidades calcadas em certa noção do trágico.

Nosso tempo é o de uma “brutalidade escancarada”, como disse Freud de seus próprios dias de guerra e de peste –ele não só testemunhou a gripe espanhola como perdeu para ela uma de suas filhas.

Já de Camus o absurdo arrancou o pai, mobilizado pela metrópole francesa e morto em combate na Primeira Guerra Mundial. No diálogo entre esses dois gênios e deles com nosso presente, não será menos desolador o desafio de forjar, como queria Camus, uma arte de viver em revolta contra as velhas e novas faces do horror?

Aula1 - Premissas e panorama do curso
O niilismo moderno como background filosófico e cultural da tomada de consciência, em Freud e em Camus, do desamparo trágico humano. Panorama histórico-biográfico dos dois autores. Definição preliminar de alguns dos conceitos que nortearão nosso percurso –no caso de Camus, absurdo e revolta; no caso de Freud, inconsciente, mal-estar na civilização, “Das Unheimliche”, Eros e Tânatos.

Aula 2 – Dos usos e abusos do absurdo para a vida
O trágico segundo os gregos e sua releitura na modernidade. O “tempo cíclico” figurado no eterno rolar da pedra por Sísifo na montanha e seus paralelos no fenômeno psicanalítico da compulsão da repetição. O autoritarismo de Calígula e a sabedoria de Sísifo como personificações antagônicas, na obra de Camus, de uma mesma consciência do absurdo.

Aula 3 –Do absurdo à revolta, sob o choque da peste
A peste como metáfora, em Camus, da crise que desperta o senso e a atitude de revolta coletiva contra o absurdo humano e contra o terror totalitário. A narrativa camusiana repensada à luz da psicologia das massas investigada por Freud.  Paralelos com a atualidade.

Aula 4 – Outras vinhetas literárias sobre o ódio totalitário
Um olhar camusiano e psicanalítico para a peça O rinoceronte, em que Ionesco expõe uma alegoria do surto coletivo de estupidez, e para o conto “A infância de um chefe”, de Jean-Paul Sartre, em que um filho da burguesia troca a infinita busca de si por falsas seguranças calcadas no preconceito e no fascismo.

Obs: O participante precisa ter celular e computador e conhecer os princípios básicos para uso desses equipamentos. Após a conclusão da sua inscrição on-line na atividade e/ ou curso, você receberá por e-mail um link de acesso à Plataforma Microsoft Teams, onde será realizada a atividade e/ou curso, com até 1 (um) dia de antecedência da data de início. O acesso também poderá ser realizado através do web navegador de sua preferência.

Se você necessita de recursos de acessibilidade, como tradução em Libras, solicite pelo e-mail centrodepesquisa.cpf@sescsp.org.br, após a conclusão e efetivação do pagamento da sua inscrição, com até 48 horas de antecedência do início da atividade.

Os encontros em ambiente on-line não são gravados, não sendo disponibilizados seus registros para posterior visualização.

As inscrições podem ser feitas a partir das 14h do dia 27/9, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação do Sesc. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição. O cadastro é pessoal e intransferível.

O pagamento dever ser feito através do cartão de crédito, e trabalhamos com as bandeiras Visa, Mastercard, Elo e Hipercard.

*Este curso será 100% Online. A declaração será enviada automaticamente em até 10 dias após a finalização da atividade e caso isso não ocorra, você poderá solicitar pelo e-mail: declaracao.cpf@sescsp.org.br

(Arte: Walter Cruz)

Palestrantes

Caio Liudvik Caramico Soares

Caio Liudvik Caramico Soares

Pós-doutorando no departamento de filosofia da Universidade de São Paulo. É autor de Sartre e o pensamento mítico (ed. Loyola) e tradutor de livros como “As moscas”,de Jean-Paul Sartre; “Camus e Sartre”, de Ronald Aronson; e “Simone de Beauvoir”, de Huguette Bouchardeau. Fez cursos de formação de psicanálise e de artes cênicas, protagonizando o espetáculo Calígula, a partir da obra de Albert Camus, no Teatro-Escola Macunaíma. Redator, repórter e crítico no jornal Folha de S. Paulo entre 2000 e 2016.
(Foto: Acervo Pessoal)

Fernanda Fazzio

Fernanda Fazzio

Mestranda em Psicologia Clínica na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) com orientação do prof. Dr. Renato Mezan. Tornou-se Especialista em Semiótica Psicanalítica pela PUC-SP (COGEAE) em 2016. Graduada em psicologia na PUC-SP em 2012. Psicóloga e Psicanalista com consultório particular desde 2013. Formada no curso Psicanálise com Criança do Instituto Sedes Sapientiae (2014-2016). Bacharel em teatro pela Escola Superior de Artes Célia Helena (2013), escreveu “A inquietante beleza do Feio” (ed. Patuá). Idealizadora do podcast Era da Pre(s)sa: psicanálise entre esperas e extremos.
(Foto: Acervo Pessoal)

Juliana F. Martone

Juliana F. Martone

Pós-doutoranda no departamento de filosofia da Universidade Federal de São Carlos. É graduada em filosofia pela Universidade de São Paulo, doutora em filosofia pela USP e pela Università degli Studi di Parma. É tradutora de livros como “Reflexões sobre o riso” de Francis Hutcheson (ed. Clandestina). Passou por universidades e institutos de pesquisa internacionais, como Freie Universität zu Berlin, Università degli Studi di Parma, Bayerische Akademie der Wissenschaften.
(Foto: Acervo Pessoal)

Data

17/11/2021 a 08/12/2021

Dias e Horários

Quartas, 19h30 às 21h30.

Curso 100% online

Inscrições a partir das 14h do dia 27/10, até o dia 15/11.
Enquanto houver vagas.

Local

Plataforma Microsoft Teams

Valores

R$ 10,50 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 17,50 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 35,00 - inteira