Atividades

O caráter experimental do texto político anônimo

Cursos On-Line
Escrita anônima e banditismo social

Voltar para o início Escrita anônima e banditismo social

Programa

No encontro serão abordados os diferentes contextos de luta criados após a insurreição cultural e política de 1968 na França, a fim de lançar olhos a contingência de grupos radicais ativos na década seguinte. Este breve histórico clarificará o surgimento de Les Fossoyeurs du vieux monde (1979-1983) [Os Coveiros do Velho Mundo], grupo que antecede Os Cangaceiros, qual alguns de seus participantes integrará. Com este reconhecimento, a criação do autonomismo político, diferente das correntes socialistas, comunistas e anarquistas da época, se torna a justificativa de muitas ideias e ações até hoje não compreendidas.

Ao se apropriarem do nome e do "modo de vida" do banditismo social que se alastrou entre o norte de Minas Gerais e o nordeste brasileiro, o grupo francês Os Cangaceiros desenvolvem uma gama vasta de textos que apresentam suas escolhas e seus empenhos de pesquisa acerca do contexto apropriado. Nesse momento, a perspectiva milenarista de Antônio Conselheiro em Canudos e os relatos da vida do cangaço brasileiro são alçados como motivadores de muitas das ações delinquentes de Os Cangaceiros, assim como de suas perspectivas acerca da marginalidade, do anonimato, da violência e, principalmente, do abolicionismo penal.

Programa
Apresentação do encontro
Introdução: contextualização histórica pós maio de 1968
Breve histórico: o autonomismo e Os Coveiros do Velho Mundo
Apropriação e Expropriação: a) Canudos, Antônio Conselheiro, o milenarismo e os cangaceiros brasileiros; b) ações delinquentes e pensamentos radicais de Os Cangaceiros; c) abolicionismo penal, marginalidade e violência na perspectiva do grupo
 Leituras e análises coletivas de alguns textos de Os Cangaceiros
Considerações finais acerca do Banditismo Social e da Escrita Anônima

Obs: O participante precisa ter celular e computador e conhecer os princípios básicos para uso desses equipamentos. Após a conclusão da sua inscrição on-line na atividade e/ ou curso, você receberá por e-mail um link de acesso à Plataforma Microsoft Teams, onde será realizada a atividade e/ou curso, com até 1 (um) dia de antecedência da data de início. O acesso também poderá ser realizado através do web navegador de sua preferência.

As inscrições podem ser feitas a partir das 14h do dia 30/11, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação do Sesc. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição. O cadastro é pessoal e intransferível.

O pagamento dever ser feito através do cartão de crédito, e trabalhamos com as bandeiras Visa, Mastercard, Elo e Hipercard.

*Este curso será 100% Online. Após o encerramento, será possível solicitar sua declaração de participação, enviando um email para declaração.cpf@sescsp.org.br

Vagas Limitadas.

(Arte: Walter Cruz)

Palestrantes

Leonardo Araujo Beserra

Leonardo Araujo Beserra

Escritor e editor de livros. Bacharel em Artes Visuais pelo Centro Universitário Belas Artes. Foi crítico de arte do Grupo de Crítica do Centro Cultural São Paulo entre 2016 e 2018 e desde o início de 2019 vem editando livros filosófico-políticos pela editora GLAC edições.
(Foto: Denise Algures)

Data

17/12/2020 a 17/12/2020

Dias e Horários

Quinta, 14h às 18h30.

Curso 100% online

Inscrições a partir das 14h do dia 30/11

Local

Em Casa

Valores

R$ 16,50 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 27,50 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 55,00 - inteira

Inscreva-se agora