Atividades

Artistas e pesquisadores discutem as representações sobre HIV/AIDS

Curso On-Line
Existe uma ética bixa? Discursos artísticos e teóricos sobre HIV/AIDS

Voltar para o início Existe uma ética bixa? Discursos artísticos e teóricos sobre HIV/AIDS

Programa

Este ciclo tem a intenção de pensar a história da epidemia e seus desdobramentos no Brasil, sua possível decolonização, bem como também se debruçar sobre obras de arte da TV, cinema e performance que foram realizadas até agora sobre essa questão.

Na década de 80, a comunidade LGBT sofreu um grande golpe. No mundo todo, uma epidemia do vírus HIV matou muitos LGBTs e alterou significativamente as organizações políticas do movimento - dando luz à novas urgências e demandas, sobretudo porque na mesma época, os governos das chamadas "potências" eram regidos pelos conservadoras Margareth Tatcher e Ronald Reagan. A síndrome trouxe de novo um estigma para a comunidade, agora vista como portadora e transmissora de uma doença incurável, à época chamada de "câncer gay".

O surgimento da AIDS se configurou como uma enorme rasura, que fez retroceder o potencial questionador e libertador da revolução sexual e suas conquistas no campo cultural, alcançados até aquele momento.

As consequências dessa crise são sentidas até hoje. 40 anos depois da epidemia, faz-se então necessário perguntar: quais foram as consequências do HIV/AIDS para a comunidade LGBT? De que maneira foram e são representadas as pessoas vivendo com HIV nas obras de arte? Como podemos traçar estratégias em conjunto para nos emanciparmos dos estereótipos negativos?

22/11 - Descolonizando o HIV: Pensando a história brasileira da epidemia sob perspectivas interseccionais
Com Ali Prando e Ronaldo Serruya.

23/11 - História do HIV/AIDS no Brasil
Com Carolina Iara.
Mediação: Ali Prando.

24/11 - A quem serve o drama das representações do HIV/AIDS na televisão e cinema
Com Fabiano Freitas.  
Mediação: Ali Prando.

25/11 - A morte invertida e o estigma da Aids
Com Maria Sil.
Mediação: Ali Prando.

26/11 - A cena pós coquetel: A performance brasileira da Aids
Com Franco Fonseca.
Mediação: Ali Prando.

27/11 - Existe acolhimento para a dor? Reflexões sobre hiv/aids na educação
Com Vinicius Couto.  
Mediação: Ali Prando.

Obs: O participante precisa ter celular e computador e conhecer os princípios básicos para uso desses equipamentos. Após a conclusão da sua inscrição on-line na atividade e/ ou curso, você receberá por e-mail um link de acesso à Plataforma Microsoft Teams, onde será realizada a atividade e/ou curso, com até 1 (um) dia de antecedência da data de início. O acesso também poderá ser realizado através do web navegador de sua preferência.

Se você necessita de recursos de acessibilidade, como tradução em Libras, solicite pelo e-mail centrodepesquisa.cpf@sescsp.org.br, após a conclusão e efetivação do pagamento da sua inscrição, com até 48 horas de antecedência do início da atividade.

Os encontros em ambiente on-line não são gravados, não sendo disponibilizados seus registros para posterior visualização.

As inscrições podem ser feitas a partir das 14h do dia 27/9, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação do Sesc. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição. O cadastro é pessoal e intransferível.

O pagamento dever ser feito através do cartão de crédito, e trabalhamos com as bandeiras Visa, Mastercard, Elo e Hipercard.

*Este curso será 100% Online. A declaração será enviada automaticamente em até 10 dias após a finalização da atividade e caso isso não ocorra, você poderá solicitar pelo e-mail: declaracao.cpf@sescsp.org.br

(Arte: Walter Cruz)

Palestrantes

Ronaldo Serruya

Ronaldo Serruya

Dramaturgo, ator e diretor, em seu trabalho, toca em temas como homossexualidade, soropositividade e outros marcadores de opressão. Atuou em "Corpo Elétrico" e "Desmesura", entre outros.
(Foto: Acervo Pessoal)

Ali Prando

Ali Prando

Filósofo. Pesquisador com as temáticas de gênero, sexualidade e feminismo através de perspectivas butlerianas. Atua também como blogger e jornalista nos portais DiscoPunisher e WhatElseMag.
(Foto: Acervo Pessoal)

Carolina Iara

Carolina Iara

Mulher intersexo, travesti, negra, bissexual e positHIVa. Covereadora pela Bancada Feminista do PSOL, mestranda em Ciências Humanas e Sociais na UFABC, escritora e poeta.
(Foto: Acervo Pessoal)

Fabiano Freitas

Fabiano Freitas

Diretor, dramaturgo e ator. Mestre em Artes pela UERJ, pesquisa performance, política e sexualidade. Dirige o Teatro de Extremos. Realizou trabalhos sobre homofobia, intolerâncias e discursos artísticos sobre hiv/aids.
(Foto: Acervo Pessoal)

Maria Sil

Maria Sil

Formada em Artes Dramáticas pelo SENAC Santos e estudante de licenciatura em teatro pela UnB. É gestora da produtora Itararé Cultural que realizou  uma performance e um show musical que refletem as vivências da artista em relação a travestilidade e à Aids.
(Foto: Acervo Pessoal)

Franco Fonseca

Franco Fonseca

Educador e ator, graduado em Teatro e Mestre em Artes Cênicas com pesquisa intitulada "Agora Chupa Essa Manga - cena pós-coquetel: interfaces da aids e artes da cena". Vive com o hiv desde 2014 e entre 2015 e 2017 trabalhou com dramaturgias da aid$ como uma resposta social à epidemia.
(Foto: Acervo Pessoal)

Vinicius Couto

Vinicius Couto

Artista e diretor de criação, pesquisa gênero, raça, classe, sexualidade, movimentos LGBT e suas interseções, com o intuito de despertar novos formatos de reflexão.
(Foto: Acervo Pessoal)

Data

22/11/2021 a 27/11/2021

Dias e Horários

Segunda à Sábado, 15h às 17h.

Curso 100% online

Inscrições a partir das 14h do dia 27/10, até o dia 18/11.
Enquanto houver vagas.

Local

Plataforma Microsoft Teams

Valores

R$ 21,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 35,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 70,00 - inteira