Atividades

Modos de fazer uma exposição acessível para todos os públicos

Gestão Cultural
Exposições Acessíveis

Voltar para o início Exposições Acessíveis

Programa

A história das exposições está entre os temas mais discutidos e valorizados atualmente, nos campos da história da arte e da museologia. Esta nova disciplina contribui para uma revisão crítica da historiografia da arte, das práticas museológicas e das políticas de promoção artística e valorização patrimonial.

A atenção e observação sobre as demandas de diferentes públicos que vêm frequentando os espaços culturais, está entre as dimensões que constituem os novos modos de fazer exposições. E, pensar projetos que incluam todos os indivíduos, é parte fundamental das novas demandas expográficas.

Pessoas com e sem deficiência de todas idades, gêneros, classes sociais e culturas podem fruir dos espaços culturais públicos e privados, através do desenho universal das exposições, seus artefatos e tecnologias assistivas.

Para tanto, se propõe um curso com ferramentas históricas, normativas, estudos de casos, visitas e criação de uma exposição, destacando sempre o olhar sobre a diversidade, ergonomia e bom acesso a todos os públicos.

Programa:
1. Introdução. Roda de conversa inicial, com sensibilização espacial no local. Introdução à história das exposições internacionais e nacionais.

2. Pessoas com deficiência e acessibilidade
- Definição e tipologias, a acessibilidade e o desenho universal. Visita ao espaço do Centro de Pesquisa e Formação, desde a entrada do prédio até a sala de aula, identificando situações de desenho universal.

3. Estudos de caso - A partir das observações dos alunos baseadas na visita do módulo 1, serão apresentados boas práticas de exposições com acessibilidade no Brasil e no mundo , apresentação de normas e do artigo "Uma análise da norma atualizada NBR 9050:2015 com vistas à Acessibilidade em exposições", de autoria da própria palestrante.

4. Normas -
Apresentação resumida de normas técnicas, leis e decretos. Links para NBR 9050/2015 acessibilidade como um todo, NBR 16537/2016 para sinalização podotátil e LBI 2015.

5. Visita técnica -
Encontro em espaço cultural a ser definido para fruição de uma visita a um local projetado com acessibilidade.

6. Apresentação de materiais - Bibliografia comentada, tecnologias assistivas e técnicas. Noções de descrição de imagem e áudio/vídeo.

7.Exercício prático - Como montar uma exposição. Criação de uma exposição através de um olhar multidisciplinar. Discussão do tema do trabalho final dado pela palestrante para preparar a curadoria e conteúdo do trabalho final.      

8. Continuação e conclusão do exercício prático - Montagem da exposição em equipes com materiais fornecidos. Apresentação das exposições. Conclusões e roda de conversas de encerramento.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

Se você necessita de recursos de acessibilidade, como tradução em Libras, audiodescrição, entre outros, solicite por e-mail ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade. centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

(Foto: Silvia Arruda)

Palestrantes

Sílvia Gonçalves Arruda

Sílvia Gonçalves Arruda

Arquiteta há 35 anos (FAU Santos), tem especialização em acessibilidade e curadoria, com ênfase em expografia acessível. Participa dos grupos de pesquisa REM-Rede de Educadores em Museus e GEPAM-Grupo de Estudos e Pesquisa de Acessibilidade em Museus - USP. É mãe da Raquel, de 25 anos, cadeirante e blogueira do portal Mobilize.
(Foto: Emidio Luisi)

Data

08/04/2019 a 06/05/2019

Dias e Horários

Segundas e Quartas, 19h às 21h30.

Exceto dia 1/5.

As inscrições podem ser feitas a partir de 26 de Março, às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 24,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 40,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 80,00 - inteira