Atividades

A fotografia latino-americana: conflitos políticos e transformações sociais

Perspectivas
Fotografia, Engajamento e Experimentalismo na América Latina

Voltar para o início Fotografia, Engajamento e Experimentalismo na América Latina

Programa

O ciclo aborda as relações entre cultura visual e política na América Latina, com foco na produção fotográfica centrada nos processos políticos e sociais que marcaram a história de países como: México, Cuba, Brasil, Argentina e Chile.

O ciclo propõe uma análise do trabalho de fotógrafos e fotógrafas que se utilizaram tanto da linguagem da fotografia documental, como da fotografia como linguagem artística, para refletir sobre processos históricos e conflitos sociais deflagrados, ao longo do século XX, no continente latino americano.       

23/10 - Fotografia Mexicana entre o documental e a arte.
A história mexicana do século XX começa com a eclosão da Revolução Mexicana (1910-1920). Esse movimento social foi extremamente complexo e polifacético, estabelecendo as bases da sociedade ao longo de grande parte do século passado. Os fotógrafos mexicanos não foram apenas testemunhas oculares desses acontecimentos, como tiveram uma atuação significativa tanto na esfera política como na arte. As artes visuais, e a fotografia em particular, são uma excelente plataforma de observação do século passado em terras mexicanas. Nesse sentido, o objetivo da palestra é captar como as lentes de fotógrafos mexicanos, através de algumas fotografias icônicas, retrataram os diversos movimentos sociais, e para usar uma expressão de André Rouillé, transitaram entre o documental e a arte nesse México Revolucionário.
Com Carlos Alberto Barbosa.

30/10 - A Revolução Cubana e as produções fotográficas: fotojornalismo, experimentalismo e engajamento.
A revolução cubana inaugurou um ciclo de grandes transformações políticas, econômicas, sociais e culturais. Na fotografia iniciou-se uma nova época, com o desenvolvimento do fotojornalismo e estímulo para a elaboração de uma cultura visual e política. Muitos fotógrafos e artistas cubanos destacaram-se, entre eles Alberto Díaz Gutiérrez (Korda), Raúl Corrales, Osvaldo Salas, Mario García Joya, María Eugenia Haya, entre outros. Suas produções fotográficas foram publicadas em vários jornais e revistas, oscilando entre o engajamento, o registro dos acontecimentos revolucionários, e o experimentalismo da obra de arte.
Com Sílvia Cezar Miskulin.

6/11 - A fotografia e as ditaduras latino-americanas.
Nesta palestra iremos analisar momentos da história recente latino-americana em que a fotografia atuou para registrar, questionar ou denunciar conflitos e arbitrariedades ocorridos durante os regimes ditatoriais que ganharam o poder durante a segunda metade do século vinte.  A palestra focará especialmente nos casos do Brasil, Chile e Argentina, em suas produções tanto documentais e fotojornalísticas, quanto produções artísticas envolvendo a fotografia. Será discutida também as formas com que estes fotógrafos e artistas se utilizaram da imagem fotográfica para agir politicamente em momentos de tensão social.
Com Erika Zerwes.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição. O cadastro é pessoal e intransferível.

Se você necessita de recursos de acessibilidade, como tradução em Libras, audiodescrição, entre outros, solicite por e-mail ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade. centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

(Foto: Museo Che Guevara - Centro de Estudios Che Guevara en La Habana, Cuba. Domínio Público)

Palestrantes

Sílvia Cezar Miskulin

Sílvia Cezar Miskulin

Possui mestrado, doutorado e pós-doutorado em História pela USP. É professora de História da UMC, campus Villa-Lobos em São Paulo.
(Foto: Acervo Pessoal)

 

Erika Zerwes

Erika Zerwes

Doutora em História pela UNICAMP, com estágio-sanduíche na École des Hautes Études en Sciences Sociales, EHESS de Paris. Realizou Pós-Doutorado no MAC-USP, pesquisando a fotografia humanista em seus diversos aspectos e dimensões políticas.
(Foto: Acervo Pessoal)

Carlos Alberto Barbosa

Carlos Alberto Barbosa

Doutor em História Social pela USP. Realizou pós-doutorado junto ao Consejo Superior de Investigaciones Científicas (Madri, Espanha). É Professor do departamento de História e vinculado ao PPG em História da UNESP/Assis.
(Foto: Acervo Pessoal)

Data

23/10/2019 a 06/11/2019

Dias e Horários

Quartas, 19h às 21h30.

As inscrições podem ser feitas a partir de 26 de setembro, às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 15,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 25,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 50,00 - inteira

Inscreva-se agora