Atividades

Movimentos transnacionais e modernizantes conduzidos por judeus sefaraditas

Perspectivas
Identidades judaicas sefarditas e conexões transatlânticas

Voltar para o início Identidades judaicas sefarditas e conexões transatlânticas

Programa

Ciclo aborda os movimentos transnacionais e modernizantes conduzidos por judeus sefaraditas que contribuíram para a expansão econômica em escala global e sua diversas expressões identitárias.

12/6- Judeus portugueses e o comércio transatlântico
Mercadores de origem judaica tiveram um papel de destaque no comércio transatlântico entre 1500 e 1750, sobretudo no de açúcar brasileiro. A palestra tentará mostrar quando e como a diáspora sefaradita impactou o comércio e como o comércio favoreceu sua situação econômica, social e política.
Com Daniel Strum.

Raízes sefaraditas dos refugiados do nazismo no Brasil: construção de identidades.
As  trajetórias dos  judeus sefarditas refugiado no Brasil entre 1933-1954 é, ainda hoje, uma história a ser escrita como parte de uma memória coletiva.
Ora como refugiados da violência nazifascista ora como sobreviventes  do  Holocausto,  estes personagens ainda não mereceram a devida atenção dos pesquisadores. Hoje, parte deste grupo (em grande parte proveniente da Grécia e Itália) têm as suas trajetórias registradas pelo Arqshoah/LEER-USP. Suas lembranças permitem extrapolar as fronteiras  da memória individual, reforçando a identidade de cada indivíduo que assim  encontra as suas raízes e (re)encontra à si mesmo.
Com Maria Luiza Tucci Carneiro.

19/6 - Diáspora sefaradita, reconstrução identitária e globalização
Reflexão sobre a diáspora sefaradita a partir do século XV e o seu papel na formação de uma economia mundial, com referência as comunidades mediterrânicas, norte-europeias, asiáticas americanas e africanas. Possibilidades de conservação e/ou recriação do sefaradismo nos diversos exílios em face das restrições ou perseguições da época.
Com Ronaldo Vainfas.

Os sefaraditas frente à modernidade
Através da análise de três casos, o da chegada de Elias Canetti a Viena, da recepção da "Haskalá" pelas autoridades religiosas e do nacionalismo sérvio, pretendemos mostrar como os sefaraditas se defrontaram com as mudanças que a modernidade, desde meados do século XIX, trouxeram para a Europa.
Com Emil Eskenazy Lewinger.

26/6- Música sefaradita
Os cantos ladinos trazem canções de amor, espirituais, com melodias imbuídas de melismas orientais, sensualidade da poética ibérica e ritmos mouros. Por meio do ladino, dialeto falado pelos judeus da Península Ibérica, a cantora Fortuna reconectou e atualizou um legado familiar e ancestral que traz influências de várias partes do Mediterrâneo e Oriente Médio e as reconectou com o nosso Brasil judaico, dos cristãos novos, também conhecidos como anussim. Neste encontro, acompanhada do músico Sérgio Zurawski, fala sobre esta experiência.
Com Fortuna e Sérgio Zurawski.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

Se você necessita de recursos de acessibilidade, como tradução em Libras, audiodescrição, entre outros, solicite por e-mail ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade. centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

(Foto: Sinagoga portuguesa em Cheetham Hill Road)

Palestrantes

Emil Eskenazy Lewinger

Emil Eskenazy Lewinger

Filósofo, mestre em Estudos Judaicos pela Universidade de São Paulo, estudioso do judaísmo iugoslavo e curador da plataforma GENI.
(Foto: Acervo Pessoal)

Ronaldo Vainfas

Ronaldo Vainfas

Doutor em História pela USP, lecionou na UFF de 1978 até 2015 e, atualmente, é professor visitante na UFRN (Natal). Autor de "Trópico dos Pecados" (1989), "A heresia dos índios" (1995),  "Antônio Vieira, jesuíta do rei" (2011), agraciado com o Prêmio Jabuti no ano seguinte, entre outros.
(Foto: Acervo Pessoal)

Maria Luiza Tucci Carneiro

Maria Luiza Tucci Carneiro

Historiadora e professora Livre Docente do Departamento de História  da USP. Coordenadora do LEER- USP.
(Foto: Acervo Pessoal)

Fortuna

Fortuna

Cantora e compositora.
(Foto: João Caldas)

Daniel Strum

Daniel Strum

Professor de História na USP. Foi pesquisador nas universidades de Yale e Stanford. É mestre e doutor em história pela Universidade Hebraica e economista pela USP. Publicou seu livro "The Sugar Trade: Brazil, Portugal and the Netherlands (1595-1630)" pela Stanford University Press.

Sérgio Zurawski

Sérgio Zurawski

Guitarrista, produtor, compositor e arranjador paulistano. Morou em Portugal durante 11 anos (2000 - 2011), onde integrava o grupo Madredeus.
(Foto: Paulo Rapoport)

Data

12/06/2019 a 26/06/2019

Dias e Horários

Quartas, 19h30 às 21h30.

As inscrições podem ser feitas a partir de 28 de Maio, às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 15,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 25,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 50,00 - inteira