Atividades

Reflexões sobre a fruição e produção de manifestações e expressões culturais no ambiente urbano

Contextos
Jornadas CEBRAP: Práticas Culturais e Cidades

Voltar para o início Jornadas CEBRAP: Práticas Culturais e Cidades

Programa

A evolução dos estudos sobre cultura das últimas décadas aponta que a questão do acesso não pode ser reduzida à dimensão da fruição cultural, ainda que seja urgente diminuir a desigualdade no consumo das formas culturais mais legitimadas.

A possibilidade de participar da produção de manifestações culturais, bem como de exercer a vivência de diferentes identidades culturais, são dimensões complementares e fundamentais da cidadania cultural.

Os ambientes urbanos são contextos em que a produção, a fruição e a vivência da cultura revelam-se em processos sociais complexos. Uma produção cultural intensa em circuitos específicos reflete a diversidade do próprio tecido social da cidade - ou as cidades dentro da grande cidade.

As práticas de fruição reverberam questões mais amplas, como a desigualdade nos níveis educacionais e nas possibilidades de deslocamento no território urbano.

As práticas de produção cultural e artística, por sua vez, expressam pontos de vistas de quem experimenta a cidade, e as próprias cadeias de produção, de lugares bem diferentes, mais centrais ou mais periféricos.

Neste debate, apresentam-se reflexões sobre as práticas culturais no ambiente urbano, abordando questões como fruição e produção de manifestações e expressões culturais. Este encontro faz parte de uma série de seis debates, pensando em uma agenda de pesquisa para o futuro, e que marcam os 50 anos do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento - CEBRAP.

Com Isaura Botelho e Maria Carolina Vasconcelos Oliveira.
Mediação: Ricardo Teperman.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

Se você necessita de recursos de acessibilidade, como tradução em Libras, audiodescrição, entre outros, solicite por e-mail ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade. centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

(Arte: Divulgação CEBRAP)

Palestrantes

Maria Carolina Vasconcelos Oliveira

Maria Carolina Vasconcelos Oliveira

Pesquisadora, professora e realizadora nas áreas de cultura e artes. É mestre e doutora em sociologia (USP) e tem formação prática como artista cênica. É pesquisadora do CEBRAP desde 2005.
(Foto: Acervo Pessoal)

Ricardo Teperman

Ricardo Teperman

Doutor em Antropologia pela USP, editor na Companhia das Letras e autor do livro Se liga no som - As transformações do rap no Brasil (ClaroEnigma, 2015).
(Foto: Acervo Pessoal)

Isaura Botelho

Isaura Botelho

Doutora em Ação Cultural pela ECA-USP, com pós-doutorado na França. É especialista em políticas públicas de cultura e gestora cultural. Atuou na Funarte, na Biblioteca Nacional e no Ministério da Cultura. Atualmente é consultora do Centro de Pesquisa e Formação do Sesc-SP.
(Foto: Acervo Pessoal)

Data

22/08/2019 a 22/08/2019

Dias e Horários

Quinta, 19h30 às 21h30.

As inscrições podem ser feitas a partir de 25 de julho, às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 4,50 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 7,50 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 15,00 - inteira

Inscreva-se agora