Atividades

Curso sobre Jornalismo cultural e crítica de artes que será realizado em março abre processo de seleção

Perspectivas
Jornalismo cultural e a crítica de artes no Brasil

Voltar para o início Jornalismo cultural e a crítica de artes no Brasil

Programa

O curso Jornalismo cultural e a crítica de artes no Brasil tem coordenação de Camila Fresca e consultoria de Claudia Toni e apoio do British Council.

O Centro de Pesquisa e Formação do Sesc-SP promove, entre março e maio de 2020, o curso Jornalismo cultural e a crítica de artes no Brasil cujo objetivo é fomentar e fortalecer a prática da crítica cultural voltada às artes da performance –  teatro, dança, música clássica e popular.

O programa inclui palestras, aulas, laboratórios e workshops com alguns dos mais destacados profissionais da área.

Os dois primeiros encontros, dias 04 e 09 de março, terão como convidada Fiona Maddocks, jornalista inglesa e crítica de música clássica do jornal dominical The Observer (associado ao The Guardian).

Maddocks acompanha o concerto da Osesp junto com os alunos na sexta-feira, dia 06. A jornalista ainda assiste ao concerto da Orquestra Sinfônica Municipal, com a Sinfonia n.3 de Mahler, no sábado dia 7. Os espetáculos serão discutidos com os participantes no encontro seguinte, dia 9.

Além de Fiona Maddocks, a programação conta com a participação de profissionais como Beth Nespoli, Julio Maria, João Marcos Coelho, Amanda Queirós, Maria Eugênia de Menezes, Jotabê Medeiros, Pedro Alexandre Sanches e João Luiz Sampaio.

O curso, dividido em três módulos, é voltado para estudantes universitários e jovens profissionais da área de ciências humanas e artes, tais como jornalismo, história, filosofia, música, teatro e dança.

Embora a produção cultural no Brasil nas diversas áreas talvez nunca tenha sido tão rica, o espaço para o jornalismo cultural e a crítica de arte vem se restringindo cada vez mais. Os veículos impressos, que tradicionalmente tinham cadernos culturais vultosos, além de suplementos especiais dedicados à crítica e à difusão das artes, possuem espaço cada vez mais restrito para o assunto.

Por outro lado, há uma proliferação de blogs no mundo virtual, muitos deles dedicados à cultura. No entanto, o fato de serem feitos em grande parte por amadores resulta na carência de uma abordagem embasada e que sirva de espaço consistente para o diálogo, o embate de ideias e a mediação com o público. Por sua vez, a formação de novos críticos é uma especialização que leva tempo e necessita de prática. Todas essas questões serão abordadas no curso. Os interessados podem participar do processo de seleção através do seguinte endereço eletrônico: jornalismocultural@cpf.sescp.org.br (veja abaixo as instruções detalhadas).

Programação

25/5 – Aula magna de teatro e dança: Beth Nespoli

1/6 – Aula magna de música popular: Thales de Menezes 

8/6 – Aula magna de música clássica: João Marcos Coelho

 

15/6 – mesa-redonda/ debate 01: publishers de revistas de cultura no Brasil falam de suas experiências e critérios editoriais. Participantes:

•Fernanda Paola (Revista Cult) 23 anos em 2020

•Nelson Rubens Kunze (Revista Concerto) 25 anos em 2020

•Helena Bagnoli (Revista Bravo!) 23 anos em 2020*

•Adriana Matos (Revista Continente/ PE) 20 anos em 2020

•Adriana Reis (Revista E/ Sesc-SP) 26 anos em 2020

•Mediação: Camila Fresca

 

22/6 – Mesa-redonda/ debate 02: política cultural no Brasil e como ela impacta o trabalho da imprensa cultural. Participantes:

•Leonardo Lichote (repórter e crítico)

•Jotabê Medeiros (crítico musical de Carta Capital e do blog Farofafá)

•João Luiz Sampaio (crítico de O Estado de S. Paulo/Revista Concerto)

•Maria Eugênia de Menezes (crítica teatral O Estado de S. Paulo)

•Mediação: Claudia Toni

 

 

PARTE II - Workshops 

A segunda parte consistirá em três aulas dedicadas a um assunto específico. Essas aulas serão menos expositivas e mais como um workshop, no qual os alunos irão atuar/produzir conteúdo. O grupo se dividirá em 4 turmas diferentes, a partir de sua área de interesse: teatro / dança / música clássica / música popular. Os alunos deverão assistir a um espetáculo/ filme em cartaz no momento [serão informados em algum momento da Parte I do curso], para entregar uma crítica na Aula 01 desse módulo.

 

29/6 – AULA 01: a especificidade da crítica em [teatro / dança / música]. Um histórico do gênero no Brasil. Exercício prático: exame de trecho de obra seguido de comentário/crítica, orientada pelo professor. (+ entrega da crítica de espetáculo previamente selecionado.)

 

6/7 – AULA 02: a mediação didática de obras como parte do trabalho do crítico: a partir de obra previamente selecionada, os alunos devem apresentar uma breve descrição em forma de apresentação oral voltada a um público leigo, com duração de 5 a 15 minutos. 

 

13/7 – AULA 03: devolução das críticas corrigidas, com comentário e discussão em classe. Encerramento desse módulo

Até 15 alunos por módulo. Professores dos módulos:

•Aulas de dança: Amanda Queirós.

•Aulas de teatro: Maria Eugênia de Menezes.

•Aulas de música popular: Jotabê Medeiros e Pedro Alexandre Sanches.

•Aulas de música clássica: João Luiz Sampaio.

 

PARTE III - Debates finais

Todos os participantes voltam a se reunir.

20.07 – Mesa-redonda/ Debate 03: Blogs de cultura que têm na crítica de artes uma atividade central e que são feitos por profissionais oriundos de veículos tradicionais. É possível viver de jornalismo cultural no mundo digital? Quais as formas de se viabilizar o negócio? Qual o futuro da atividade?
Participantes:

•Pedro Alexandre Sanches (Fundador do blog Farofafá).

•Henrique Rochelle (Editor do blog de dança criticatividade).

•Valmir Santos (Crítico do site Teatrojornal, de crítica teatral).

•Isabella Lubrano (Fundadora do canal Ler Antes de Morrer).

Mediação: Camila Fresca.

 

27/7 – Mesa-redonda/Debate 04: como criar formas alternativas à mídia tradicional, que já não dá conta de acompanhar e fazer a mediação crítica das manifestações artísticas junto ao público? como a mídia recebe, cobre e compreende manifestações culturais contemporâneas alternativas e/ou periféricas? como esses produtores culturais sentem-se frente aos veículos tradicionais? que meios utilizam para fazer circular suas iniciativas?

•Rafael Ferro (Programador cultural da Ocupação 9 de Julho).

•Gabrielly Oliveira (Uma das organizadoras da Perifacon).

•Ruy Filho (Dramaturgo e fundador do blog Antro+).

Mediação: Úrsula Passos (Folha de S. Paulo).



Público-alvo: estudantes universitários e jovens profissionais da área de ciências humanas e artes, tais como jornalismo, história, filosofia, música, teatro e dança.

Calendário:

Período de inscrições no Curso
20/1 a 10/2

Divulgação dos selecionados
14/2

Inscrição dos selecionados no Curso
14/2 a 04/3

Período do Curso
04/3 a 25/5

Ficha de Inscrição

Enviar para o e-mail jornalismocultural@cpf.sescsp.org.br os seguintes dados:

Dados Pessoais:

Nome Completo:

RG ou CPF:

Data de Nascimento:

Endereço Residencial:

Telefones para contato:

E-mail:

Currículo resumido / memorial – com formação, experiência e interesses

Carta de intenção contendo resposta as seguintes questões:
1. Por que você quer fazer o curso?
2. Com qual das áreas a serem oferecidas você mais se identifica?
3. Qual a sua expectativa em relação ao curso?

OBS. esse material não deve ultrapassar DUAS páginas.

Item opcional: você já escreveu sobre uma das linguagens abordadas? Se sim, por gentileza, anexe um texto para que possamos conhecer um pouco mais sobre sua produção.

Apoio: British Council

O cadastro é pessoal e intransferível.

Se você necessita de recursos de acessibilidade, como tradução em Libras, audiodescrição, entre outros, solicite por e-mail ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade. centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

Palestrantes

Beth Néspoli

Beth Néspoli

Jornalista, crítica e doutora em artes cênicas pela USP. Edita o site Teatrojornal - Leituras de Cena. Tem artigos publicados nas revistas Cult, Sala Preta e nos livros O ato do espectador (Hucitec, 2017) e Teatro da Vertigem (Editora Cobogó, 2018). Durante 15 anos, de 1995 a 2010, atuou como repórter e crítica no jornal O Estado de S.Paulo. Entre 2003 e 2008, foi comentarista de teatro na Rádio Eldorado. Realizou a cobertura de mostras nacionais e internacionais, como a Quadrienal de Praga: Espaço e Design Cênico (2007) e o Festival Internacional A. P. Tchéchov (Moscou, 2005). Foi jurada dos prêmios Governador do Estado de São Paulo, Shell, Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) e Prêmio Itaú Cultural 30 anos.
(Foto: Agência Ophelia)

Maria Eugênia de Menezes

Maria Eugênia de Menezes

Crítica teatral, formada em jornalismo pela USP, com especialização em teoria literária. É colaboradora de O Estado de S.Paulo, jornal onde trabalhou como repórter e editora, entre 2010 e 2016. Também escreveu para Folha de S.Paulo, entre 2007 e 2010. Foi curadora de programas, como o Circuito Cultural Paulista e o Festival Cultura Inglesa, e jurada de prêmios como Bravo! de Cultura, APCA e Prêmio Governador do Estado de São Paulo. É autora da pesquisa “Breve Mapa do Teatro Brasileiro” e de capítulos de livros, como Jogo de corpo (Martins Fontes, 2014). Foi professora convidada em instituições como a Universidade de São Paulo e a Faculdade Cásper Líbero.
(Foto: Maria do Carmo Oliveira)

João Marcos Coelho

João Marcos Coelho

Jornalista, atualmente crítico de “O Estado de S. Paulo” e colunista da revista “Concerto”. Passou pelas redações de “Veja” e “Folha de S. Paulo”, nas quais foi crítico musical. Seu livro “No Calor da Hora – música e cultura nos anos de chumbo” (Editora Algol, 2008) foi finalista do Prêmio Jabuti de 2009. Editou o volume coletivo “Cem anos de música no Brasil – 1912/2012” (Editora Andreato, 2014). Autor de “Pensando as músicas no século XXI – Invenção e Utopia nos Trópicos” (Editora Perspectiva, 2017).
(Foto: Tatiana Ferro)

Leonardo Lichote

Leonardo Lichote

Repórter e crítico musical desde 2001, assina o texto final do livro “Minha fama de mau”, com memórias de Erasmo Carlos, e é autor das análises críticas que acompanham a caixa “De todas as maneiras”, de Chico Buarque. Desde 2018, apresenta a série "Cria", no Manouche, de encontros com compositores - pela qual já passaram artistas como Adriana Calcanhotto, Martinho da Vila e Gilberto Gil. Integra também os júris do Prêmio da Música Brasileira e do Prêmio Multishow.
(Foto: Acervo Pessoal)

Helena Bagnoli

Helena Bagnoli

Historiadora e jornalista. Trabalhou na TV Cultura, na TVCableVision e no Grupo Abril por 18 anos, onde dirigiu diversas revistas, foi publisher das revistas de cultura e das femininas e diretora geral responsável por 50 marcas da Editora. De 2010 a 2013 foi presidente da MTV Brasil. Atualmente é publisher e diretora editorial da Bravo!
(Foto: Acervo Pessoal)

Amanda Queirós

Amanda Queirós

Jornalista, crítica de dança e mestre em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP. Foi editora de cultura do Metro Jornal e repórter dos jornais O Povo e Folha de S.Paulo, além de ter colaborado para diversas publicações. Atuou como pesquisadora das enciclopédias Itaú Rumos Dança e Dança em Rede e integra a Comissão de Dança da Associação Paulista de Críticos de Artes (APCA). Atualmente escreve como freelancer para várias publicações e coedita o site www.criticatividade.com
(Foto: Acervo Pessoal)

Valmir Santos

Valmir Santos

Jornalista e crítico idealizador e editor do site Teatrojornal – Leituras de Cena, criado em 2010. Repórter de teatro desde 1992, tendo publicado em Folha de S.Paulo, Valor Econômico e Bravo!. Autor de livros no campo das artes cênicas. Colaborador em curadorias ou consultorias de mostras, festivais, enciclopédias. Mestre em artes cênicas pela USP. Ator amador na fundação do Grupo Pombas Urbanas em 1989.
(Foto: Fábio Alcover)

Nelson Rubens Kunze

Nelson Rubens Kunze

Nasceu em São Paulo em 1958. Graduou-se em engenharia e música. Completou os estudos em música e comunicações na Hochschule der Künste Berlin e na Technische Universität Berlin, na Alemanha. Atuou profissionalmente como músico e desde 1989 desenvolve atividades empresariais, de produção e jornalísticas nas áreas de comunicação e cultura. É fundador, sócio e diretor da empresa Clássicos Editorial Ltda., que publica a Revista CONCERTO (desde 1995) e o Site CONCERTO (desde 2006), dos quais é editor e colunista.
(Foto: Acervo Pessoal)

Fiona Maddocks

Fiona Maddocks

Principal crítica de música clássica do Observer (Reino Unido), jornal dominical mais antigo do mundo e parte do Guardian Media Group. Foi editora fundadora da BBC Music Magazine, estabelecendo-a como a revista clássica mais vendida no mundo. Trabalhou como redatora-chefe de arte do London Evening Standard, além de ter atuado como produtora de rádio e TV. 

Maddocks tem livros lançados sobre a compositora do século XII Hildegard von Bingen e o compositor contemporâneo britânico Harrison Birtwistle, além de um pequeno guia sobre a música do século XX, Music for Life(Faber & Faber, 2016). Ela integra o conselho da Pimlico Opera, que realiza óperas nas prisões com a participação dos detentos. Fiona Maddocks estudou na Universidade de Cambridge e vive em Londres.


(Foto: Acervo Pessoal)

Isabella Lubrano

Isabella Lubrano

Jornalista formada pela Cásper Líbero e bacharel em Direito pela Universidade de São Paulo, trabalhou em emissoras de TV e rádio de São Paulo como produtora, apresentadora e repórter. Comanda desde 2014 o projeto Ler Antes de Morrer, um dos maiores canais sobre Literatura no YouTube brasileiro, com cerca de 400 mil inscritos. Foi finalista do Prêmio Jabuti na categoria "Fomento à Leitura" por dois anos consecutivos, 2018 e 2019. Também em 2019, lançou seu próprio Clube de Assinatura de livros, em parceria com a Bux Club.
(Foto: Acervo Pessoal)

Data

04/03/2020 a 25/05/2020

Dias e Horários

Segundas e Quarta, 19h30 às 21h30.

Período de inscrições no Curso
20/1 a 10/2.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 36,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 60,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 120,00 - inteira

Ficha de Inscrição
Enviar para o e-mail jornalismocultural@cpf.sescsp.org.br os seguintes dados:
- Dados Pessoais, Nome Completo, RG ou CPF, Data de Nascimento, Endereço Residencial, Telefones para contato e E-mail;
- Currículo resumido / memorial – com formação, experiência e interesses
 
Carta de intenção contendo resposta as seguintes questões:
1. Por que você quer fazer o curso?
2. Com qual das áreas a serem oferecidas você mais se identifica?
3. Qual a sua expectativa em relação ao curso?
 
OBS. esse material não deve ultrapassar DUAS páginas.
 
Item opcional: você já escreveu sobre uma das linguagens abordadas? Se sim, por gentileza, anexe um texto para que possamos conhecer um pouco mais sobre sua produção.

 
Calendário:
Período de inscrições no Curso
20/1 a 10/2
 
Divulgação dos selecionados
14/2
 
Inscrição dos selecionados no Curso
14/2 a 04/3
 
Período do Curso
04/3 a 25/5