Atividades

Literatura, poética e o agir social

Perspectivas
Literatura, ética e uma poética do agir

Voltar para o início Literatura, ética e uma poética do agir

Programa

Condições especiais de atendimento, como tradução em libras, devem ser informadas por email ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade.
centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

A relação entre ética e comportamento humano é um tema caro às diversas áreas do saber. Do ponto de vista filosófico, é incontornável o que Aristóteles (384-322 a.C) defende na Ética a Nicômaco: a ética relaciona-se ao bem agir e aos preceitos da virtude perfeita a fim de alcançar a felicidade. No que diz respeito à literatura, o comportamento das personagens ficcionais pode ser bom exemplo de um agir ético ou antiético na medida em que incorporam virtudes ou defeitos. Levando em conta esse aspecto, este evento procura analisar a construção de diversas personagens literárias a partir de um ponto de vista ético. Como se comportam diante dos desafios da vida? Que decisões tomam e como elas influenciam na formação de seu caráter? Estão ou não preocupadas com um agir virtuoso? O que elas podem nos ensinar? Essas são algumas questões que permearão a análise de personagens presentes em autores como Charles Perrault, Guy de Maupassant, Harper Lee e Vladimir Korolenko, e também em textos hagiográficos (biografias de santos) como os Fioretti (Florezinhas) e os Flos Sanctorum (Flor dos Santos).       

Dia  22/08
Ética, literatura e direito à luz da obra O sol é para todos

A partir do livro VI da Ética a Nicômaco e de textos de neo-aristotélicos, pretende-se refletir sobre o papel das emoções na tomada de decisão prática e na tomada de decisão judicial. O personagem Atticus Finch será trazido ao debate como exemplo de virtude e prudência; requisitos para a justiça concreta.
Com Ana Carolina de Faria Silvestre.

Figurações éticas do desejo masculino em fábulas e contos de fadas
A prosa de ficção é pródiga na elaboração de dilemas éticos sobre o desejo e a identidade masculina. A partir de algumas narrativas sobre lobos, santos e caçadores, discutiremos a representação do desejo masculino em três níveis: conversão, destruição e rememoração.
Com Marcos Aparecido Lopes.

Mediação:  Thiago Maerki.


Dia 23/08
A “literatura” hagiográfica entre ética e estética
As hagiografias (biografias de santos) foram das obras mais lidas até o século XVIII. Dada sua importância, propõe-se analisar alguns excertos desse gênero de texto pelo viés “ético” ou “moral”, sem perder de vista uma possível “leitura estética”, fortemente marcada pelo deleite e pelo prazer.
Com Thiago Maerki.

O Sonho de Makar de V. Korolenko: Ética, Literatura e Teologia
O conto Um Sonho de Makar do escritor russo e ativista dos Direitos Humanos, Vladimir Korolenko (1853-1921) será analisado a partir de uma poética da alteridade, como compreende o filósofo franco-lituano Emmanuel Lévinas, portador de um imaginário que formula uma identidade aberta à alteridade.
Com Alex Villas Boas.

Mediação:  Marcos Aparecido Lopes.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

(Ilustração: Federico Faruffini - A Polabear's Tale - Public domain, via Wikimedia Commons)

Palestrantes

Thiago Maerki

Thiago Maerki

Doutorando e mestre em Teoria e História Literária pela Unicamp com período colaborativo na Universidade do Porto (Portugal). Membro do Centro de Estudos de Literatura, Teorias do Fenômeno Religioso e Artes (CELTA / Unicamp) e da Hagiography Society (EUA).
(Foto: Acervo pessoal)

Ana Carolina de Faria Silvestre

Ana Carolina de Faria Silvestre

Doutoranda e mestre em Filosofia Jurídica pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra. Professora na Faculdade de Direito do Sul de Minas.  Membro da RBDL. Membro da International Research Collaborative network on Law, Reason and Emotion.
(Foto: Acervo Pessoal)

Marcos Aparecido Lopes

Marcos Aparecido Lopes

Professor de Literatura no Departamento de Teoria e História Literária da Unicamp. Pesquisador de temas relacionados à secularização, espiritualidade e poesia.
(Foto: Acervo Pessoal)

Alex Villas Boas

Alex Villas Boas

Professor Livre docente em Ética Teológica do Programa de Pós-Graduação em Teologia da PUC PR. Professor convidado da Faculdade de Letras de Aveiro (Portugal). Editor da Teoliterária - Revista Brasileira de Literaturas e Teologias (PUC PR/ PUC SP/ UNICAMP).
(Foto: Acervo Pessoal)

Data

22/08/2017 a 23/08/2017

Dias e Horários

Terça e Quarta, 19h30 às 21h30

As inscrições podem ser feitas a partir de 25 de julho às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 15,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 25,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 50,00 - inteira

Inscreva-se agora