Atividades

Quem foi Luíza Mahin? Livro analisa textos, poesias e romances protagonizados pela africana livre e insurreta, mãe do abolicionista Luiz Gama.

Autografias
Luíza Mahin: um mito libertário no Feminismo Negro

Voltar para o início Luíza Mahin: um mito libertário no Feminismo Negro

Programa

Luíza Mahin, mãe do poeta, advogado e abolicionista Luiz Gama - figura entre os grandes nomes celebrados pelo movimento negro brasileiro. Teria sido uma das líderes da maior revolta escrava ocorrida no Brasil - o Levante dos Malês - bem como participado de inúmeras revoltas de escravos ocorridas em Salvador nos anos de 1830. Entre as feministas negras, Mahin tem sido exaltada como referencial de luta e recebido diversas homenagens.

A palestra abordará o processo de mitificação que garantiu a manutenção de Luíza Mahin no imaginário afrobrasileiro. Parte-se do pressuposto de que o Feminismo Negro foi o principal responsável pelo seu desenvolvimento enquanto mito. Para tanto, foram analisadas as produções de Luiz Gama, Pedro Calmon e Arthur Ramos, entendidas aqui como norteadoras das produções das feministas negras. No período estabelecido entre 1980 e 2006 foram analisadas ações do Feminismo Negro que resultaram no fortalecimento de Luíza Mahin no imaginário afrobrasileiro como a cartilha Mulher Negra tem História, poemas das escritoras Alzira Rufino e Miriam Alves, a inauguração da Praça Luiza Mahim entre outras, por fim o romance Um defeito de cor de Ana Maria Gonçalves. No intuito de superar a violência simbólica exercida pelos estereótipos em torno da mulher negra, o Feminismo Negro procurou positivar a imagem das afrobrasileiras recorrendo à reelaboração e valorização das histórias de suas antecessoras. Consideradas heroínas, as trajetórias dessas mulheres foram também empregadas no sentido de forjar uma identidade que favorecesse a luta empreendida pelas organizações de mulheres negras. Justifica-se assim a afirmação feita pelo historiador João José Reis, em que define Luíza Mahin como um mito libertário.


(Foto: Alberto Henschel - Negra com Turbante - 1870)

Inscrições a partir do dia 23/02, às 14h.

Data

28/03/2015 a 28/03/2015

Dias e Horários

Sábado, 16h às 18h.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 
4º andar do prédio da FecomércioSP
Bela Vista - São Paulo/SP
 

Valores

Grátis.