Atividades

Reflexões sobre a representatividade feminina nos quadrinhos brasileiros

Perspectivas
Mulheres e quadrinhos

Voltar para o início Mulheres e quadrinhos

Programa

Tradução em Libras disponível. Faça sua solicitação no ato da inscrição, com no mínimo dois dias de antecedência da atividade.


As novas narrativas e protagonismos na produção feminina nos quadrinhos tem assumido um papel importante na construção de diferentes cenários e experiências. Ao ter a HQ como uma ferramenta de empoderamento, os próprios olhares e discursos tem auxiliado na informação e no rompimento do silenciamento de mulheres cis e trans. O ciclo tem por objetivo desconstruir e evidenciar a complexidade de identidade de gênero nos quadrinhos, além de mapear alguns dos coletivos e publicações que dão visibilidade ao trabalho de mulheres cartunistas e às diferentes formas de representação de gênero nas HQs do Brasil e do mundo.


 


8/12 – Representação feminina nos quadrinhos


Assim como na TV ou no cinema, a maioria das personagens femininas nas histórias em quadrinhos ainda ocupa um espaço marginalizado em relação aos homens, e isso pode ser um reflexo da nossa cultura. Em grande parte dos comics produzidos ao redor do mundo ao longo dos anos, as personagens femininas são parte secundária das histórias. A mesa analisará a representação da mulher e os discursos de gênero nas HQs. O objetivo é compreender a presença da mulher como produto e produtora no âmbito dos quadrinhos nacional e internacional, e como os trabalhos contemporâneos promovem um discurso de resistência contra-hegemônico e um olhar crítico e construtivo da mulher na sociedade atual.


Com Gabriela Borges e Samanta Coan.


 


 


11/12 – Coletivos e publicações


Um breve panorama sobre o cenário de quadrinhos nacionais com recorte na produção feminina e em seus problemas enfrentados e possíveis maneiras de contorná-los. Além de explicar a importância da mulher dentro desse meio nos dias de hoje, a mesa também irá comparar o que anda acontecendo no Brasil com o que acontece com outras cenas de quadrinhos alternativos em outros países, contextualizando os motivos que levaram à criação do Zine XXX, da fanpage Mulheres nos Quadrinhos e suas atuais consequências na cena de quadrinhos.


Com Beatriz Lopes e Roberta de Souza Araujo.


 


 


As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do inicio da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

Nosso canal no YouTube oferece mais de nossa programação. Fique por dentro.

Palestrantes

Gabriela Borges

Gabriela Borges

Jornalista, mestre em Antropologia. Autora do Mina de HQ, colunista do Update or Die e da Revista Tpm e finalista do Troféu HQ Mix 2015, na categoria “Prêmios Acadêmicos”.

Samanta Coan

Samanta Coan


Cofundadora do site e coletivo Lady’s Comics, mestranda em Design, cultura e sociedade.


Beatriz Lopes

Beatriz Lopes


Feminista, estudante de Belas Artes na UFRJ. Começou a publicar tiras em 2012 e em 2013 criou o Zine XXX, coletivo que tinha como objetivo unir, estimular e publicar trabalhos de quadrinistas iniciantes.


Roberta de Souza Araujo

Roberta de Souza Araujo


Criadora e administradora da página Mulheres nos Quadrinhos, estudante de História da Arte pela UFRJ.


Data

08/12/2015 a 11/12/2015

Dias e Horários

Terça e sexta, 14h às 17h.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 15,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 25,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 50,00 - inteira