Atividades

Do 13 ao 20 (Re)Existência do Povo Negro

Contextos
Narrativas negras no cinema: um roteiro de possibilidades

Voltar para o início Narrativas negras no cinema: um roteiro de possibilidades

Programa

O cinema brasileiro é um universo repleto de olhares e vozes, mas também de invisibilidades e silenciamentos. A história única contada mundo a fora e também aqui ensina que pessoas negras passaram a adquirir conhecimentos, organização e intelectualidade após o contato colonial.

Essa falsa premissa fez com que naturalizássemos a ausência de negros nas universidades, na literatura, nas grandes mídias e também no cinema.

É urgente que descolonizemos nossos pensamentos e aprendamos a buscar na História as nossas próprias memórias que ainda precisam ser contadas.

Esse movimento imprescindível é capaz de ressignificar nossa criação, não apenas para contar nossas histórias coletivas, ou dos personagens que carregam o que somos, mas também para que possamos escrever sobre todo e qualquer sonho, angústia e questão da humanidade, por uma perspectiva negra não estereotipada, atual e atuante.

O cinema é uma arte pouco acessível para as classes populares e, em especial, à população negra. Isso não se dá apenas pela naturalização das ausências negras que citamos, mas também pelos altos custos da produção audiovisual e, principalmente, por um ciclo que se criou na indústria cinematográfica que acaba por garantir a continuidade das ausências.

Adentrar e ter sucesso nesse universo sendo uma pessoa negra é um grande desafio que torna-se mais leve quando trilhamos juntos.

Este curso é uma oportunidade de trocas que podem fortalecer essa rede por novas e legítimas criações cinematográficas.

Tem por objetivo discutir o que já existe em termos de narrativas negras no Brasil e no mundo e apontar caminhos para que esse protagonismo se torne real e mais abrangente.

21/09 - Sobreposição das narrativas brancas sobre as negras no cinema
-África como um continente de múltiplas narrativas transformadas em um estereótipo: como o cinema americano resumiu o negro.
-Exibição do filme A Negação do Brasil: paralelo com o Brasil
-Debate sobre a construção da imagem do negro no cinema nacional;
-Conceito de White Savior; o protagonismo do negro contato a partir do ponto de vista do herói branco.
-Leitura de trecho de roteiro escrito pelo próprio Marton Olympio; (ATO 1)
-Proposta de escrita de cenas pelos participantes.

28/09 - Novos caminhos e possibilidades para a representação do negro como personagem
-Abdias do Nascimento e o Teatro Experimental do Negro;
-Cajado Filho, primeiro cineasta negro, e seu legado para o cinema nacional (+ de 50 filmes como diretor, roteirista e diretor de arte;
-A narrativa negra sob o ponto de vista do cinema hoje: erros e acertos;
-Exibição trechos de filmes de Cajado Filho como: Esse milhão é meu e O Homem de Sputnik;
-Adélia Sampaio e o protagonismo feminino negro no cinema nacional: ontem e hoje.
-Leitura de trecho de roteiro escrito pelo próprio Marton Olympio (ATO 2);
-Releitura de personagens negra de filmes consolidados na perspectiva do negro personagem;
-Leitura e análise coletivas das cenas escritas pelos participantes.

05/10 - Continuação encontro anterior e Encerramento
-Continuação da leitura do roteiro de Marton Olympio (ATO 3);
-Exibição de trechos da série televisiva Cidade dos Homens, do mesmo autor;
-Debate: como subverter e encontrar espaços dentro do painel atual;
-Hackeando o ponto de vista do cinema nacional hoje e introduzindo personagens negras reais;
-Discussão a respeito das possibilidades de narrativas: novas personagens, histórias e conceitos;
-Leitura e análise das outras cenas escritas pelos participantes.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

Se você necessita de recursos de acessibilidade, como tradução em Libras, audiodescrição, entre outros, solicite por e-mail ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade. centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

(Foto: Divulgação)

Palestrantes

Marton Olympio

Marton Olympio

Diretor e roteirista, sendo o autor da última temporada de Cidade dos Homens (2018), colaborador da série Rio Negro (2019) um dos novos autores da série Os Experientes (2019), todas para a TV Globo. Também escreveu o roteiro do novo filme de Tata Amaral, Sequestro Relâmpago (2018), GloboFilmes e hoje está escrevendo o longa Alemão 2, continuação do filme de 2016.
(Foto: Acervo Pessoal)

Data

21/09/2019 a 05/10/2019

Dias e Horários

Sábados, 10h às 17h.

As inscrições podem ser feitas a partir de 27 de agosto, às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 24,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 40,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 80,00 - inteira