Atividades

ATIVIDADE ADIADA.

Em Debate: Urgências do Presente: entre traumas, tensões e negacionismos
Negacionismo Científico e Teorias da Conspiração

Voltar para o início Negacionismo Científico e Teorias da Conspiração

Programa

As redes sociais multiplicaram os agentes de informação, mas também de desinformação. Notícias muitas vezes são compartilhadas sem que suas fontes sejam devidamente checadas, dando voz a teorias da conspiração. O clima de anti-intelectualismo que reduz fatos a opiniões, por sua vez, desqualifica o discurso científico e questiona pontos que há muitos anos eram vistos como consensos superados. O presente ciclo explorará alguns tipos de negacionismo científico, o cenário propício ao seu aparecimento, as formas de sua difusão e suas consequências danosas para a saúde humana e do planeta.  

 

16/3 - Terraplanistas

Partindo de situações etnográficas experienciadas durante a pesquisa com ufólogos e terraplanistas, a palestra traçará as linhas gerais das diferentes miradas dos dois coletivos em relação à Ciência. Serão abordadas suas práticas de conhecimento, os seus processos de produção de evidência e, sobretudo, os possíveis elos entre os modos de existência destas comunidades, a noção de conspiração e a política.

Com Rafael Antunes Almeida

 

19/3 - O movimento antivacinação 

A proposta dessa apresentação é expor um breve histórico dos movimentos antivacinação no Brasil e no mundo, com destaque às especificidades do contexto brasileiro e às dimensões sociais mais amplas, como a influência da mídia e da internet e a crise de confiança que extrapola as instituições relacionadas com as vacinas ou com as práticas de imunização.

Com Carolina Luísa Alves Barbieri.

 

23/3 - O negacionismo climático

Em 2018, o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) publicou um relatório em que aponta nitidamente que não se deve ultrapassar 1,5°C de aquecimento global em relação ao período pré-industrial. Mesmo com a anomalia de temperatura média global já em 1,1°C, uma onda de negacionismo climático segue na ofensiva, atacando a ciência e sabotando as ações necessárias. Nesta apresentação, mostraremos como o negacionismo foi produto de laboratório da indústria fóssil, aperfeiçoando estratégias antes adotadas pela indústria do tabaco. Também discutiremos suas táticas presentes e a necessidade de combatê-las.

Com Alexandre Araújo Costa.

 

26/3- A "controvérsia da AIDS" na África do Sul 

A palestra retoma a chamada "controvérsia da AIDS", ocorrida na África do Sul na década 2000, para analisar alguns problemas suscitados pelo negacionismo oficial da epidemia, as complicadas relações entre ciência, Estado e políticas públicas, assim como a atmosfera moral produzida em torno da AIDS como "problema social" no contexto do pós-Apartheid. Alguns desses problemas ecoam até hoje em outras discussões pelo mundo afora, nas quais diversas formas de negacionismo e revisionismo continuam a desafiar nossas concepções de "justiça", "democracia" e "pluralismo". 

Com Guillermo Vega Sanabria.


As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição. O cadastro é pessoal e intransferível.

 

Se você necessita de recursos de acessibilidade, como tradução em Libras, audiodescrição, entre outros, solicite por e-mail ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade. centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

(Foto: Trekky)

Palestrantes

Alexandre Araújo Costa

Alexandre Araújo Costa

PhD em Ciências Atmosféricas pela Colorado State University, com pós-doutorado pela Yale University. É Professor Titular da Universidade Estadual do Ceará e colaborador do Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas.
(Foto: Acervo Pessoal)

Carolina Luísa Alves Barbieri

Carolina Luísa Alves Barbieri

Médica pediatra, doutora em ciências pelo Departamento de Medicina Preventiva da FMUSP. Professora do Programa Stricto Sensu em Saúde Coletiva da Universidade Católica de Santos (UNISANTOS).
(Foto: Acervo Pessoal)

Guillermo Vega Sanabria

Guillermo Vega Sanabria

Professor doutor do Departamento de Antropologia da UFBA. Tem realizado pesquisa nas áreas de cognição, educação e antropologia social na Colômbia, no Brasil e na África do Sul. Atualmente é coordenador da Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia da ABA.
(Foto: Fábio Durso)

Rafael Antunes Almeida

Rafael Antunes Almeida

Doutor em Antropologia pela Universidade de Brasília e Professor do Programa Associado de Pós-Graduação em Antropologia UFC/UNILAB. É autor da tese "Objetos intangíveis: ufologia, ciência e segredo".
(Foto: Acervo Pessoal)

Data

16/03/2020 a 26/03/2020

Dias e Horários

Segundas e Quintas, 19h30 às 21h30.

As inscrições podem ser feitas a partir de 26 de fevereiro, às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 15,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 25,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 50,00 - inteira