Atividades

As noções de erotismo e pornografia em seus usos artísticos e políticos

Em Cima da Hora
Obscenidade, arte e teoria queer

Voltar para o início Obscenidade, arte e teoria queer

Programa

Condições especiais de atendimento, como tradução em libras, devem ser informadas por email ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade.
centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

No campo da arte, principalmente a partir dos anos 1960, uma série de artistas têm utilizado suas obras como armas políticas que desestabilizam noções hegemônicas de gênero e sexualidade.

Qual o lugar dessas obras na história da arte?

Como foi sua absorção e institucionalização e quais as consequências desse processo?
De que maneira as inquietações provocadas por essas obras se relacionam com algumas ideias colocadas pela teoria queer/cuir?

A incorporação dessas/es artistas pelo mundo institucional da arte, de alguma maneira, diminui seu potencial subversivo?

Quais processos de higienização entram em jogo nesse cenário?

Quem entra e quem fica de fora daquilo que conta como arte legítima nesse campo? A mesa também discutirá o conceito de obscenidade (especialmente relacionada ao campo da representação da sexualidade) em seu caráter histórico e social, problematizando também as noções de erotismo e pornografia em seus usos artísticos e políticos.

Para isso, refletirá sobre a representação obscena como um campo de disputas tanto sociopolíticas quanto de mercados (legítimos e/ou ilegítimos), em que religião, feminismos e tecnologia ora entram em conflito, ora se aliam nesse debate.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

(Ilustração: O Jardim das Delicias Terrenas, de Hieronymus Bosch)

Palestrantes

Vitor Grunvald

Vitor Grunvald

Doutor pela USP em Antropologia Social. É professor da Faculdade Cásper Líbero. É pesquisador do Grupo de Antropologia Visual (GRAVI), Núcleo de Antropologia, Performance e Drama (NAPEDRA) e do Núcleo de Estudos sobre Marcadores Sociais da Diferença (NUMAS).
(Foto: Bianca Vasconcellos)

Jorge Leite Jr.

Jorge Leite Jr.

Doutor em Ciências Sociais pela PUC-SP. Professor Adjunto do Departamento de Sociologia da UFSCar. Pesquisa temas como sexualidade, gênero, corpo e entretenimento.
(Foto:Acervo Pessoal)

Data

19/09/2017 a 19/09/2017

Dias e Horários

Terça, 19h30 às 21h30

As inscrições podem ser feitas a partir de 25 de agosto às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

Grátis

Inscreva-se agora