Atividades

Uma introdução à produção teórica africana

Cursos On-Line
Pensamento social africano: intelectuais e movimentos políticos

Voltar para o início Pensamento social africano: intelectuais e movimentos políticos

Programa

O curso tem por objetivo apresentar determinados debates constituídos no interior dos movimentos político-teórico em contextos africanos, que se desenvolveram no período pós-colonial. Este movimento tinha como intenção pensar política e intelectualmente o lugar dos africanos e do continente na modernidade. A questão central deste debate poderia ser expressa sob os termos: voltamos ao que éramos antes da colonização ou nos encaixamos no sistema-mundo moderno? E como será esta adaptação no sistema-mundo?
 
O curso propõe uma introdução a este debate a partir de uma breve discussão sobre nativismo x instrumentalismo, conhecimento endógeno x exógeno e capitalismo racial a partir dos processos de construção das ciências sociais africanas. Para tanto, tomaremos como eixo central os debates sobre alteridade, essencialismo e poder nos constructos de produção de conhecimento. Estas discussões colocam em reflexão os limites e desafios colocados às ciências sociais africanas pela produção intelectual ocidental. O curso é um convite à reflexão sobre as produções de conhecimento africanas que se colocam de forma crítica à produção teórica hegemônica, criando profundos debates, distinções e aproximações entre estas produções.
 
Programa
 
09/6 - Achille Mbembe - repensando a história

MBEMBE, Achille. 2001. As formas africanas de auto-inscrição. Estudos afro-asiáticos, 23 (1), 171-209.

A discussão partirá do conceito de "metafísica da diferença" para pensarmos os processos de inscrição dos povos e governos africanos, no período pós-colonial, em um mundo globalizado. Neste sentido, os processos de inscrição se deram por meio de discursos da corrente política-intelectual nativista que se manifestou sob a forma de governos de inspiração marxista, pela busca da endogeneidade e africanidade. O objetivo de se discutir este texto é o de nos aproximarmos das definições de metafísica da diferença; inscrição do eu; nativismo.
 

16/6 - Felwine Sarr - pensando a modernidade

SARR, Felwine. 2020. A proposta de modernidade. In: Afrotopia. University of Minnesota Press, p. 27- 44.
 
O encontro busca pensar como a base economicista delineou os contornos do que foi chamada a "modernidade africana", que tentou conciliar fragmentos das sociedades tradicionais aos da modernidade ocidental, mas cujo discurso foi de rechaço daquela. O objetivo de se discutir este texto é o de nos aproximarmos dos debates sobre modernidade x tradição, no sentido de entendermos como estas dualidades não existem enquanto tal.
 

23/6 - Cedric Robinson e o nascimento do capitalismo racial

ROBINSON, Cedric J. 2018. Capitalismo racial: el carácter no objetivo del desarrollo capitalista. Tabula Rasa, 28 (1), 23-56.
 
O encontro busca pensar o desenvolvimento do capitalismo racial, que colocou o continente africano na modernidade, mesmo antes de ter sido oficialmente considerado como inserido dentro desta. O objetivo de se discutir este texto é o de nos aproximarmos dos debates sobre como o desenvolvimento do capitalismo fixou o lugar geográfico e ideológico do continente africano dentro do sistema-mundo capitalista.
 

30/6 - Archie Mafeje e a ontologia combativa.
 
MAFEJE, Archie. [2008] 2019. Africanidade: uma ontologia combativa. Tradução de Paulo Ricardo Müller. AbeÁfrica: Revista da Associação Brasileira de Estudos Africanos, 3 (3), 315-326.

A discussão busca aprofundar e delinear o escopo de um dos aspectos do nativismo. Apontando as contradições e as ideologias presentes neste movimento político-intelectual. O objetivo de se discutir este texto é o de nos aproximarmos dos conceitos de endógeno; de africanidade; de afrocentrismo e como eles se desenvolveram dentro da tensão entre mundos globais e locais, entre moderno e tradicional.

Obs: O participante precisa ter celular e computador e conhecer os princípios básicos para uso desses equipamentos. Após a conclusão da sua inscrição on-line na atividade e/ ou curso, você receberá por e-mail um link de acesso à Plataforma Zoom, onde será realizada a atividade e/ou curso, com até 1 (um) dia de antecedência da data de início. O acesso também poderá ser realizado através do web navegador de sua preferência.

Os encontros em ambiente on-line não são gravados, não sendo disponibilizados seus registros para posterior visualização.

As inscrições podem ser feitas a partir das 14h do dia 27/5, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação do Sesc. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição. O cadastro é pessoal e intransferível.

O pagamento dever ser feito através do cartão de crédito, e trabalhamos com as bandeiras Visa, Mastercard, Elo e Hipercard.

*Este curso será 100% Online. A declaração será enviada automaticamente em até 10 dias após a finalização da atividade e caso isso não ocorra, você poderá solicitar pelo e-mail: declaracao.cpf@sescsp.org.br

Palestrantes

Ana Carolina de Oliveira Costa

Ana Carolina de Oliveira Costa

Mestre e doutoranda em Antropologia Social pela UNB. Possui doutorado sanduíche na Université D'Abomey-Calavi no Benim.
(Foto: Acervo Pessoal)

Data

09/06/2021 a 30/06/2021

Dias e Horários

Quartas, 16h às 18h.

Curso 100% online

Inscrições a partir das 14h do dia 27/5, até o dia 7/6.
Enquanto houver vagas.

Local

Plataforma Zoom

Valores

R$ 15,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 25,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 50,00 - inteira