Atividades

Políticas de cuidado, cooperação, valorização social e geração de renda

Contextos
Práticas do comum e do cuidado

Voltar para o início Práticas do comum e do cuidado

Programa

Neste encontro a importância do cuidado é apresentada através de iniciativas no campo social que produzem interface entre as artes, a saúde e a acessibilidade com a geração de renda serão debatidos a partir da apresentação de três ações.

Feira de Culturas do Cuidado é uma iniciativa da Rede arte (in)comum. Surgida em 2015 a partir da articulação de pessoas e coletivos que sentem restrições no campo de atuação institucional ligados às políticas públicas estritamente governamentais e que desenvolvem iniciativas autônomas no campo social, das artes e da saúde, a rede busca semear alternativas e novas formas de construção e atuação na interface destas práticas a partir da colaboração horizontal, autônoma e transparente, com o objetivo de criar ferramentas para que estas se enraízem, proliferem e estabeleçam conexões com os participantes. Através dela são produzidos encontros comunitários abertos como forma a criar espaços de convivência e troca, ocupando espaços públicos e compartilhando práticas.

Feira de Saúde Mental e Economia Solidária é uma iniciativa da Rede de Saúde Mental e Economia Solidária é um movimento social organizado, que fomenta espaços de tomada de decisões e articulações, respeita a identidade de usuários e trabalhadores, em que todos têm seu espaço. É composta por serviços de saúde mental, profissionais da saúde, trabalhadores-usuários de serviços de saúde mental, empreendimentos de economia solidária.

Coletivo Tem Sentimento - Projeto de Geração de Renda e Economia Solidária, realizado na região da LUZ - área conhecida como "cracolância de São Paulo". As ações do coletivo estão fundamentadas no da cultura do diálogo, no combate a todas as formas de violência, de preconceito, de discriminação e de estigmatização das relações. É estruturado a partir de uma cooperativa de moda, voltada para a produção de vestuário e artigos utilitários produzidos por mulheres, trans e cis em situação de rua, que atualmente encontram-se em contexto de grande vulnerabilidade socioeconômica, privadas de oportunidades de trabalho e apartadas de condição cidadã.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição. O cadastro é pessoal e intransferível.

Se você necessita de recursos de acessibilidade, como tradução em Libras, audiodescrição, entre outros, solicite por e-mail ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade. centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

(Foto: Alice Vasconcelos)

Palestrantes

Isabela Umbuzeiro Valent

Isabela Umbuzeiro Valent

Terapeuta ocupacional, Mestre e Doutoranda em Estética e História da Arte pelo (PGEHA-USP). Realiza e pesquisa ações culturais colaborativas e comunitárias relacionadas à práticas sociais e artísticas. É co-criadora e uma das articuladoras da Rede arte (in)comum.
(Foto: Acervo Pessoal)

Carmen Lopes

Carmen Lopes

Assistente social, pós graduada em Intervenções Comunitárias da Rede Americana de Intervenções em Situação de Sofrimento Social pela UNIFESP. Atua como orientadora sócia educativa e assistente social em abordagem de rua na região da luz chamada de Cracolândia. É líder comunitária e idealizadora do coletivo Tem Sentimento.
(Foto: Acervo Pessoal)

Carlos Santana Junior

Carlos Santana Junior

Membro da Rede de Saúde mental e Ecosol desde sua criação (2008); atuou como representante do Pronacoop Social em Brasília e militante da Luta Antimanicomial.
(Foto: Acervo Pessoal)

Íris Smaniotto Roschel Rotger

Íris Smaniotto Roschel Rotger

Fisioterapeuta. Atuante na Rede de Saúde Mental e Economia Solidária; co-criadora e mediadora da oficina de Literatura do CECCO Ibirapuera; professora colaboradora na UNIFESP; palestrante sobre Cooperativismo Social.
(Foto: Acervo Pessoal)

Data

12/11/2019 a 12/11/2019

Dias e Horários

Terça, 19h30 às 21h30.

As inscrições podem ser feitas a partir de 29 de outubro, às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

Grátis

Inscreva-se agora