Atividades

Fotografia e Realidade - reflexões sobre a imagem fotográfica digital e o autorretrato na contemporaneidade

Contextos
Realidades idealizadas: fotografia, imagem digital e autorretrato

Voltar para o início Realidades idealizadas: fotografia, imagem digital e autorretrato

Programa

A passagem da base química para eletrônica, mais precisamente a condição digital da fotografia, revela-se sobretudo na mutação dos modos de pensar a imagem, na transformação do imaginário, e na plasticidade da matriz intangível calcada na computação gráfica. Mais ainda, projeta uma imagem/realidade algorítmica, em que a idealização destaca-se como diretriz estética da representação fotográfica assim construída.

O autorretrato serve de mote para o exame da relação entre fotografia e realidade. Aborda-se sua trajetória, incluindo o selfie, os fundamentos e os esquemas de elaboração, em particular, a idealização da cena, estabelecida pela pose, tendo como pano de fundo o culto e a cultura da imagem.

O curso desdobra-se em duas palestras, a saber, Imagem fotográfica / imagem digital em perspectiva e Autorretrato: sobre fotografia e realidade.

14/08 - Imagem fotográfica / imagem digital em perspectiva.
A condição digital da imagem fotográfica é destacada mais na mudança nos modos de pensar e menos nos modos de fazer, na metamorfose do imaginário do autor e do leitor, cuja matriz intangível e maleável projeta uma imagem/realidade algorítmica. Condensada numa visão histórico-cultural da fotografia, a passagem da base química para eletrônica é abordada do ponto de vista técnico, estético e ético, bem como da metodologia de produção,
difusão e guarda da imagem.

16/08 - Autorretrato: sobre fotografia e realidade.
Abordando a relação fotografia e realidade à luz do autorretrato, a palestra
compreende uma apresentação sobre sua presença, particularmente, na
contemporaneidade. Apoiada numa análise de seus fundamentos, dos modos de construção da imagem e dos procedimentos de difusão, com exemplos num percurso cronológico incluindo a ascensão do selfie, e, por fim, examina a questão do culto e cultura da imagem.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.


Se você necessita de recursos de acessibilidade, como tradução em Libras, audiodescrição, entre outros, solicite por e-mail ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade.

centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

(Foto: Carlos Fadon Vicente)

Palestrantes

Carlos Fadon Vicente

Carlos Fadon Vicente

Sua formação compreende doutorado em artes visuais pela Universidade de Évora e mestrado em arte e tecnologia pela School of the Art Institute of Chicago.
(Foto: Autorretrato)

Data

14/08/2018 a 16/08/2018

Dias e Horários

Terça e Quinta, 19h às 21h.

As inscrições podem ser feitas a partir de 26 de Julho, às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 9,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 15,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 30,00 - inteira