Atividades

Arquitetura contemporânea, cidade, urbanismo, lazer e moradia

Cursos On-Line
XVI Seminário Internacional Escola da Cidade 2021 - Cidades em debate

Voltar para o início XVI Seminário Internacional Escola da Cidade 2021 - Cidades em debate

Programa

O Centro de Pesquisa e Formação do Sesc São Paulo, em parceria com a Escola da Cidade convida para a série de conferências que integram o XVI Seminário internacional Escola da Cidade 2021. O seminário busca estimular olhares para a cidade e entender as diferentes camadas e tramas que constituem sua complexidade. Pretende trazer a discussão sobre a necessária revisão dos modos de intervir e de atuar na cidade.

Práticas sociais e ambiente construído serão discutidos tendo em vista a constante transformação dos espaços urbanos. Novas demandas da vida contemporânea, mudanças de hábitos, de usos e de experiências e novas consciências ambientais e culturais revelam as cidades como estruturas necessariamente flexíveis. São essas discussões que podem subsidiar projetos que considerem a complexidade que o tema exige.

Em busca de entender como reconhecer as lógicas de nossos contextos urbanos e propor cidades acessíveis e democráticas, a 16ª. edição do Seminário Internacional propõe uma agenda que se concentra nas formas de olhar para a cidade a partir de questões sociais, culturais, econômicas que podem contribuir para o desenho da cidade.

Ao longo das oficinas, mesas e conferências, o debate promovido deverá refletir sobre ferramentas, métodos e resultados em contextos diversos, sempre atentos às questões contemporâneas, à diversidade e à representatividade.

2/8
18h00
Abertura: Fernando Marineli (Sesc São Paulo) e Cristiane Muniz (Escola da Cidade).

18h30
CONFERÊNCIA 1:  Abertura
A arquiteta italiana acumula uma experiência extensa no desenvolvimento de planejamento urbano e projetos de espaços públicos e arquitetônicos. Nesta conferência de abertura, propõe-se discutir intervenções na cidade e desenho na escala metropolitana.
Com Paola Viganò (Itália).
Mediação: Fernando Marineli (Sesc São Paulo).



3/8
CONFERÊNCIA 2: Cidadania Crítica: entender o passado, reconstruir o presente, qualificar o futuro
As cidades de hoje carregam na sua forma e função os discursos opressores que mutilaram cidadanias e se naturalizaram como parte inerente ao desenvolvimento e desenho urbano. Em tempos de pandemia, as dinâmicas presentes nos espaços urbanos se descortinam e expõe o que, até então, era negligenciado. Chegamos a conclusão que no pós pandemia transformações sociais serão necessárias. Mas essas transformações sociais não serão efetivas se não abarcar os resquícios coloniais e excludentes que permeiam nossa vivência nas cidades. Ou seja, toda e qualquer transformação no âmbito social deve ser tangenciada pela leitura do território, para que possamos entender até que ponto a cidades consubstanciam as opressões recebendo e organizando o pensamento social equivocado na configuração dos espaços, na produção habitacional, na concepção das edificações, no planejamento e nas políticas urbanas como um todo.
Com Joice Berth (São Paulo, Brasil).
Mediação: Dulci Da Conceição Lima (Sesc São Paulo).

4/8
CONFERÊNCIA 3:  A casa na cidade pós-produção
A cidade é determinada por múltiplos agentes e interesses mercadológicos, contrariando aqueles que chamam de ‘orgânica’ a maneira como os centros urbanos crescem e se articulam. Nesta conferência, a arquiteta mexicana Tatiana Bilbao se propõe a debater como propor maneiras de habitar atendendo às demandas e às complexidades dos diversos núcleos familiares e indivíduos que residem nos centros urbanos contemporâneos.
Com Tatiana Bilbao (Cidade do México, México).
Mediação: Paula Santoro (FAU-USP).

5/8
CONFERÊNCIA 4: Novos métodos, resultados diversos
A arquiteta e ativista social argentina se propõe a apresentar investigações e ações feministas que tratem de projeto e de políticas urbanas e habitacionais a partir das perspectiva de gênero, em especial na América Latina.
Com Ana Falú (Argentina).
Mediadora: Gabriela Gaia (UFBA).

6/8
CONFERÊNCIA 5: A metrópole contemporânea e os sentidos do urbanismo
Há hoje uma revisão profunda dos princípios que pautaram o urbanismo voltado à cidade do futuro conduzindo às novas metodologias. Essas revisões combatem o dogmatismo que dominou o urbanismo no século 20. Num arco de alternativas temos duas polaridades extremas. De um lado a visão utópica, remanescente do urbanismo modernista, guiada por problemas atuais, conduzindo a propostas de projeto ex-novo. Na ponta oposta, há a prefiguração da cidade do futuro como realidade distópica e também regida problemas atuais, porém vistos de forma exacerbada, sombria e avessa à possibilidade de recuperação. É interessante observar que nos dois casos a cidade atual é a matéria prima para pensar e projetar a cidade do futuro. Portanto, é urgente aprofundar nosso conhecimento acerca da cidade existente associado ao padrão da urbanização contemporânea.
Com Regina Meyer (FAU-USP).
Mediação: Sabrina Fontenele Sílvio Oksman (Escola da Cidade) e Sílvio Oksman (Escola da Cidade) .

Obs: O participante precisa ter celular e computador e conhecer os princípios básicos para uso desses equipamentos. Após a conclusão da sua inscrição on-line na atividade e/ ou curso, você receberá por e-mail um link de acesso à Plataforma Zoom, onde será realizada a atividade e/ou curso, com até 1 (um) dia de antecedência da data de início. O acesso também poderá ser realizado através do web navegador de sua preferência.

Se você necessita de recursos de acessibilidade, como tradução em Libras, solicite pelo e-mail centrodepesquisa.cpf@sescsp.org.br, após a conclusão e efetivação do pagamento da sua inscrição, com até 48 horas de antecedência do início da atividade.

Os encontros em ambiente on-line não são gravados, não sendo disponibilizados seus registros para posterior visualização.

As inscrições podem ser feitas a partir das 14h do dia 27/7, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação do Sesc. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição. O cadastro é pessoal e intransferível.

O pagamento dever ser feito através do cartão de crédito, e trabalhamos com as bandeiras Visa, Mastercard, Elo e Hipercard.

*Este curso será 100% Online. A declaração será enviada automaticamente em até 10 dias após a finalização da atividade e caso isso não ocorra, você poderá solicitar pelo e-mail: declaracao.cpf@sescsp.org.br

(Arte: Walter Cruz)

Palestrantes

Gabriela Gaia

Gabriela Gaia

Professora da Faculdade de Arquitetura da UFBA, é arquiteta e urbanista formada pela UFES. Mestre e doutora pela UFBA. Seus trabalhos versam sobre as narrativas, histórias, memórias e epistemologias produzidas sobre a cidade e seus apagamentos, aproximando-os do debate étnico-racial e de gênero.

Ana María Falú

Ana María Falú

Arquiteta e ativista social argentina pelos direitos humanos e pelos direitos da mulher. Foi diretora regional da ONU Mulheres (ex-UNIFEM) para a região Andina (2002-04) e para o Brasil e países do Cone Sul (2004-2009). É pesquisadora do CONICET - Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia- e Professora Emérita da Universidade Nacional de Córdoba da Argentina desde 2018. Foi Diretora do INVIHAB -Instituto de Pesquisa Habitacional e Habitacional- até 2019. É co-fundadora da Rede Latino-Americana de Mulheres e Habitat, do CISCSA - Centro Interregional do Cone Sul-, do PIEMG na UNC, da Articulação Feminista Marcosur. Atualmente é diretora da pós-graduação (mestrado) de Habitação e Cidade da UNC /FAUD.
(Foto: Pablo Darbyshire)

Cristiane Muniz

Cristiane Muniz

Arquiteta e urbanista pela FAUUSP [1993], sócia fundadora do Una arquitetos, desde 1996, e em 2019 criou o estúdio UNA MUNIZVIEGAS, onde dirige ampla gama de projetos em diversas escalas e contextos. Diretora da Escola da Cidade Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, São Paulo. Coordenou o curso de pós-graduação "Arquitetura, Educação e Sociedade“ na mesma escola, onde é professora desde 2004. Em 2021 foi professora de desenho urbano em Harvard; além de lecionar e expor em várias outras universidades e centro culturais como WAVE em 2019, no IUAV Veneza; ou como keynote speaker no Congresso UIA 2017 Seoul.
(Foto: Acervo Pessoal)

Dulci Lima

Dulci Lima

Doutora em Ciências Humanas e Sociais pela UFABC, mestra em Educação, Arte e História da Cultura pelo Mackenzie, bacharel em História pela USP. Pesquisadora no Centro de Pesquisa e Formação do Sesc em São Paulo.
(Foto: Acervo Pessoal)

Fernando Marineli

Fernando Marineli

Sociólogo, pesquisador das áreas de teoria social e sociologia da cultura, e exerce atualmente a função de assessor de planejamento no Serviço Social do Comércio (Sesc São Paulo).
(Foto: Acervo Pessoal)

Joice Berth

Joice Berth

Arquiteta e Urbanista pela Universidade Nove de Julho e Pós graduada em Direito Urbanístico pela PUC-MG. Feminista Interseccional Negra e integrante do Coletivo Imprensa Feminista. Pesquisa sobre direito à cidade, sob a perspectiva de raça e gênero. É autora do livro "O que é Empoderamento?" (2018), terceiro da coleção Feminismos Plurais. Autora também do livro “Empoderamento”, foi colunista do site Justificando e também da revista Carta Capital. Atualmente é Colunista da Elle Brasil.
(Foto: Acervo Pessoal)

Paola Viganò

Paola Viganò

Arquiteta e urbanista, é professora de Teoria Urbana e Desenho Urbano na EPFL (Lausanne) e na IUAV Veneza. Fundou a PV junto com Bernardo Secchi Studio que já venceu inúmeros concursos internacionais. Ganhou prêmio “Nature en ville” do Ministère de l'Ecologie. O Studio trabalhou na construção de visões para algumas áreas metropolitanas importantes: Le Grand Paris, Kyoto; Bruxelas 2040; Lille 2030 e Montpellier 2040. Em 2012, o Studio foi escolhido para propor uma visão sobre a Nova Moscou.
(Foto: Acervo Pessoal)

Paula Freire Santoro

Paula Freire Santoro

Arquiteta urbanista, professora de Planejamento Urbano da FAU-USP onde coordena LabCidade. Foi Assistente Técnica do Ministério Público do Estado de São Paulo (2011-2013), pesquisadora do Instituto Pólis (2001-2011), do Instituto Socioambiental - ISA (2007-2008) e do Laboratório de Urbanismo da Metrópole - LUME FAUUSP (2001). Deu aulas na Escola da Cidade (2009-2013), na UniABC (2011), na Uniban Anhanguera (2012-2013). Em 2009 trabalhou na cooperação brasileira com o Governo de Moçambique para elaboração da Política Nacional de Habitação. Foi coordenadora editorial das publicações do Pólis entre 2002-2007.
(Foto: Acervo Pessoal)

Regina Maria Prosperi Meyer

Regina Maria Prosperi Meyer

Arquiteta e Urbanista pela Universidade de Brasília com especialização em Urban Design And Urban Planning pela Architectural Association School Of Architecture, mestrado pela University of London e doutorado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo. Foi coordenadora do Laboratório de Urbanismo da Metrópole (Lume) e atualmente é professora titular da Universidade de São Paulo. É autora dos livros “Os Centros das Metrópoles” (2001), “São Paulo Metrópole” (2004) e “A leste do centro: territórios do urbanismo” (2010).
(Foto: Acervo Pessoal)

Sabrina Fontenele

Sabrina Fontenele

Arquiteta e urbanista pela UFC, com mestrado e doutorado pela FAU-USP. Pós-doutora no IFCH-Unicamp. Autora dos livros “Edifícios modernos e o traçado urbano no Centro de São Paulo” (2015) e “Restauro da Faculdade de Medicina da USP: estudos, projetos e resultados” (2013). Foi pesquisadora do Centro de Preservação Cultural da USP (2012-2018).  Professora da Escola da Cidade onde também é Coordenadora de Pesquisa do Conselho Científico.  Diretora de Cultura do Instituto dos Arquitetos do Brasil – Departamento São Paulo (2020-2022) e co-curadora da 13ª. Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo.
(Foto: Acervo Pessoal)

Silvio Oksman

Silvio Oksman

Arquiteto, mestre e doutor e com pós doutorado em andamento todos pela FAUUSP. Socio do escritório Metrópole Arquitetos trabalha com projetos de preservação de bens culturais como o projeto de restauro da sede do IAB e o Plano de conservação da estrutura do MASP. É professor da Faculdade de Arquitetura da Universidade Presbiteriana Mackenzie e da Escola da Cidade. Foi representante do IAB SP no CONDEPHAAT (2013-2016) e no CONPRESP (2017). Coordena o Comitê Científico para Patrimônio do Século XX do ICOMOS Brasil e o GT Patrimônio do IAB SP.
(Foto: Acervo Pessoal)

Tatiana Bilbao

Tatiana Bilbao

Foi Assessora do Ministério de Desenvolvimento e Habitação do Governo do Distrito Federal da Cidade do México. Também ocupa um cargo recorrente de professora na Yale University School of Architecture além de já ter sido convidada como palestrante na Harvard University GSD, AA Association, Columbia University GSAPP, Rice University, Universidade de Andrés Bello e na Peter Behrens School of Arts. Tem trabalhos publicados no The New York Times, A + U, Domus, entre outros. Bilbao foi reconhecida com o Kunstpreis Berlin em 2012, foi nomeada pela New York League of Architecture, o Prêmio Global de Arquitetura Sustentável pela Fundação LOCUS em 2014 e o Prêmio Impacto 2017 para o Homenageado por ArchitzierA + Awards e 2019 Marcus Prize Award.
(Foto: Acervo Pessoal)

Data

02/08/2021 a 06/08/2021

Dias e Horários

Segunda a Sexta, 18h30 às 20h.

Curso 100% online

Inscrições a partir das 14h do dia 27/7, até o dia 1/8.
Enquanto houver vagas.

Local

Plataforma Zoom

Valores

Grátis