Atividades

Com Bruno Baronetti, historiador

Contextos
A ditadura militar em 33 discos

Voltar para o início A ditadura militar em 33 discos

Programa

A apresentação busca através da escuta de canções promover uma discussão sobre o regime militar brasileiro e compreender o processo de formação da MPB e as mudanças estéticas vivenciadas por ela no período.

O período analisado é um dos mais ricos da história da música popular brasileira e marca diversas mudanças na indústria fonográfica do país. O ano de 1964 foi o último em que foram prensados os discos de 78 rpm. Daí em diante até os anos 1980 foi vivida a "era do vinil" - os  LP's.

As mudanças nas condições técnicas de produção, o barateamento do preço dos discos e dos aparelhos de reprodução, as populares "vitrolas", deram espetacular impulso à indústria fonográfica no período.
No primeiro dia terão destaque as canções de protesto, na qual muitos compositores e cantores fizeram de sua arte uma forma de protesto para denunciar a violência e opressão da ditadura militar.

Alguns artistas atraídos pelo bom momento da indústria e da "popularidade" do regime foram buscaram realizar músicas ufanistas e patrióticas.

No segundo dia serão analisados diferentes artistas e diferentes gêneros musicais do período como a Tropicália, Jovem Guarda, o Rock e o Brega.

As canções abordam problemas sociais, econômicos, políticos e montam retratos do cotidiano brasileiro no período e expressam o ideal de construção de uma sociedade democrática.

A apresentação também busca contribuir para a formação de professores que desejam utilizar a música como fonte histórica e recurso didático em sala de aula com uma análise das canções em dois aspectos: a interpretação de sua letra e a observação da melodia da música.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

Se você necessita de recursos de acessibilidade, como tradução em Libras, audiodescrição, entre outros, solicite por e-mail ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade. centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

(Foto: Divulgação)

Palestrantes

Bruno Sanches Baronetti

Bruno Sanches Baronetti

Historiador, professor e pesquisador da Cultura Popular Brasileira. Doutorando em História Social pela USP é autor do livro Transformações na Avenida. História das escolas de samba da cidade de São Paulo (1968-1996) pela ed. Liber Ars (2015). 
(Foto: Acervo Pessoal)

Data

13/09/2018 a 14/09/2018

Dias e Horários

Quinta e Sexta, 19h às 21h.

As inscrições podem ser feitas a partir de 28 de Agosto, às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 9,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 15,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 30,00 - inteira