Atividades

Cultura e Identidade no Mundo Árabe

Perspectivas
Cultura e identidade no mundo árabe

Voltar para o início Cultura e identidade no mundo árabe

Programa

Tradução em Libras disponível. Faça sua solicitação no ato da inscrição, com no mínimo dois dias de antecedência da atividade.

Esse ciclo busca lançar novas perspectivas sobre o Mundo Árabe por meio de múltiplas abordagens sobre a cultura, história e identidade dos povos que vivem na região, destacando as questões atuais e as representações no imaginário ocidental.

25/04 - Identidade árabe
A identidade árabe é o resultado de um processo histórico ainda em construção. Marcados por estereótipos ou representações míticas, os elementos que compõem a condição de ser árabe, além de históricos, são culturais, políticos e também afetivos. Essa pluralidade pode ser sentida nas notícias sobre o Oriente Médio, nos sabores da culinária árabe, nas obras de Jorge Amado e Milton Hatoum, e nos olhos dos refugiados que chegam ao Brasil.
Com Murilo Sebe Bon Meihy.

27/04 - Oriente Médio: entre permanências e revoluções
O Oriente Médio é difícil de entender, não há novidade nisso. A riqueza e a complexidade das sociedades locais, de cada país ou sub-região, a intensidade dos conflitos e das oposições que dividem a região e que mobilizam, em múltiplos campos, os atores relevantes da política mundial são quebra-cabeças desafiadores. As revoltas recentes adicionaram complexidade ao desafio. Ainda assim, há permanências que fornecem chaves de leitura importantes.
Com Salem Nasser.

02/05 - Um fio de esperança: independência ou guerra no Saara Ocidental
Negligenciado pelo mundo, o Saara Ocidental é um dos conflitos de independência mais longos do mundo contemporâneo. O documentário conta a história da resistência do povo saharaui, que há 25 anos espera a realização de um referendo de autodeterminação, e explora a frustração crescente desse povo com o processo de paz da ONU, seja nos acampamentos de refugiados, nas zonas liberadas ou nos territórios ocupados pelo Marrocos.
Com Rodrigo Duque Estrada e Renatho Costa.

04/05 - Longe demais de casa: a trágica vida dos refugiados
A ação das potências em determinadas regiões, normalmente gera conflitos armados. Com isso, segmentos das sociedades acabam se tornando vítimas de outras ou mesmo da própria guerra. A fuga do cidadão de seu Estado nacional o converte em refugiado. Assim, sejam sírios, afegãos, iraquianos, saharauis, em sua grande maioria, passam a viver em acampamentos ou buscam ser aceitos por outras sociedades.  
Com Renatho Costa.

O direito de asilo entre a sharia islâmica e o direito internacional dos refugiados
Debate sobre a atual crise humanitária de refugiados no mundo árabe, com ênfase na publicação “O direito de asilo entre a sharia islâmica e o direito internacional dos refugiados: um estudo comparativo” que aponta como os 1.400 anos da tradição islâmica influenciou a atual lei internacional dos refugiados.
Com Luiz Fernando Godinho.

09/05 - O dilema dos alauítas na Síria e no Líbano
A Guerra Civil Síria que já dura seis anos expôs um grupo minoritário do islã, os alauítas, conhecidos ainda como Nusayristas.  Cerca de 15% da população síria e  menos 10% de libaneses, em sua maioria concentrados no norte do país,  pertencem a esse grupo religioso. A apresentação destacará sua origem religiosa e seus conflitos identitários no conturbado mundo árabe contemporâneo.
Com Muna Omran

11/05 - Narrativa e ficção na literatura árabe
O período clássico da civilização árabe legou, entre outras coisas, um repertório narrativo que, além de constituir por si só um rico manancial de informações e diversão, também é uma reflexão sobre a própria arte de narrar. É sobre esse tema tão amplo que a nossa palestra irá se debruçar, procurando historiar as etapas da formação desse repertório.
Com Mamede Mustafa Jarouche.
 
16/05 - Um encontro com a música árabe
Esse encontro musical tem como objetivo o estudo sobre  a música árabe clássica num enlace histórico e cultural desde o período pré- islâmico, por volta de 500 a.c, até os dias atuais; as primeiras musicistas (as Qainat), os poetas-músicos, as canções de caravana (a Huda): como os primeiros músicos profissionais conquistaram seu espaço na sociedade, os médicos alaudistas, o renascimento cultural “a Nahda”, os estilos e formas musicais orientais; os instrumentos orientais, sua origem, sua execução e a riqueza de seu ornamento.
Com Sami Bordokan.

18/05 - A culinária pela paz
A atividade consiste na apresentação do projeto "A culinária pela paz" e na preparação de um prato da culinária árabe, o Foul Medamess, que será oferecido aos participantes.
Com Sheila Mann.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

Palestrantes

Salem Nasser

Salem Nasser

Professor de direito internacional da FGV/ SP. Tem escrito muito sobre Oriente Médio, Mundo Árabe, Islã, e participado do debate público em torno desses temas. É colunista da Revista Brasileiros.
(Foto: Acervo pessoal)

 

Renatho Costa

Renatho Costa

Mestre e doutor em história social pela USP e pesquisador de questões relacionadas ao Oriente Médio. Professor de Relações Internacionais na UNIPAMPA e coordenador do Grupo de Análise Estratégica - Oriente Médio e África Muçulmana (GAE-OMAM).
(Foto: Patricia Obrakat)

 

Sheila Mann

Sheila Mann

Nasceu no Líbano e emigrou para Israel. Graduada em Artes Plásticas no Brasil, participou como artista de exposições em galerias no Brasil e exterior. Criadora do movimento POT – Peace on the Table, um projeto de culinária pela paz, que reúne judeus e árabes, muçulmanos e cristãos, em torno da mesa.
(Foto: Carol Mendonça)

 

Murilo Sebe Bon Meihy

Murilo Sebe Bon Meihy

Professor de História Contemporânea da UFRJ. Mestre em História Social da Cultura pela PUC/RJ e em Estudos Árabes e Islâmicos pela Universidad Autónoma de Madrid. Doutor em Estudos Árabes pela USP. É também autor de livros e artigos sobre a história e a cultura de países do Oriente Médio.
(Foto: Acervo Pessoal)

Rodrigo Duque Estrada

Rodrigo Duque Estrada

Graduado em Relações Internacionais pela Universidade Federal do Pampa e mestrando em Relações Internacionais pelo Programa de Pós-Graduação San Tiago Dantas. É diretor do documentário “Um Fio de Esperança”.
(Foto: Acervo Pessoal)

Luiz Fernando Godinho

Luiz Fernando Godinho

Porta-voz do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) no Brasil. Jornalista formado pela PUC-MG e mestre em Globalização e Desenvolvimento pela Universidade de Westminster, em Londres. Trabalha no ACNUR desde 2006 e é membro da Equipe de Emergência do ACNUR. Trabalhou como repórter e editor em vários veículos nacionais e regionais.
(Foto: Acervo Pessoal)

Muna Omran

Muna Omran

Professora colaboradora da pós-graduação em Estudos da Linguagem na UFF, com pós-doutorado em Estudos Literários pela UFF. Diretora Acadêmica do Instituto de Cultura Brasil Líbano (ICBL).
(Foto: Acervo Pessoal)

Mamede Mustafa Jarouche

Mamede Mustafa Jarouche

Professor de Língua e Literatura Árabe na USP desde 1992. Entre outros, traduziu ao português o Livro das Mil e Uma Noites, em quatro volumes, trabalho pelo qual recebeu o prêmio jabuti de tradução. Recentemente, traduziu ao árabe o romance Um Copo de Cólera, do escritor brasileiro Raduan Nassar. 
(Foto: Acervo Pessoal)

Sami Bordokan

Sami Bordokan

Músico e compositor. É autor do  CD “A corda da alma” em que apresenta, além da riqueza estética dos ornamentos da música árabe clássica, o lado místico e terapêutico do envolvente fraseado oriental. Compôs para o teatro, televisão e cinema.
(Foto: Beatriz Ricco)

Data

25/04/2017 a 18/05/2017

Dias e Horários

Terças e Quintas, 19h30 às 21h30

As inscrições podem ser feitas a partir de 23 de março às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 18,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 30,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 60,00 - inteira