Atividades

Qual o papel do espaço doméstico na nossa sociedade?

Contextos
Curadoria museológica e domesticidade: questões de gênero e identidade?

Voltar para o início Curadoria museológica e domesticidade: questões de gênero e identidade?

Programa

Condições especiais de atendimento, como tradução em libras, devem ser informadas por email ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade.
centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

Será abordado o fenômeno de transformação do espaço doméstico em lugar de crescimento da interioridade subjetiva. Esta noção, a partir do século XIX, tem como característica principal a intercambialidade entre espaço doméstico, imagem visual e interioridade psíquica e a casa passa a ser entendida como extensão da personalidade de seus proprietários.

Destituída das antigas funções produtivas e culturais, ela torna-se o lugar de crescimento do que Vigarello denominou como "sentimento de si".

As práticas de apropriação do espaço doméstico torna-se o oposto da experiência urbana moderna, fragmentária e imediata. A casa ofereceria, então, o terreno fértil para a construção de narrativas biográficas, associadas aos objetos organizados segundo critérios pessoais.

Todo morador seria um colecionador em potencial, que ao arranjar seus objetos na casa fabricaria sua auto representação. Sendo o lugar de construção da identidade pessoal, a casa é também o lugar de diferenciação social, étnica e de gênero.

Aspectos desses desdobramentos serão tratados não apenas como parte do fenômeno social em questão, mas na perspectiva de sua documentação. As formas de coleta e exposição de fontes material sobre este fenômeno serão exploradas.

Programa
22/6: O espaço doméstico e a noção de interior.
Discutiremos a formação da noção de interior no século XIX, bem como o fenômeno de projeção da categoria para períodos anteriores, especialmente o século XVII.

29/6: Gênero e colecionismo.
Discutiremos a formação de noções de gênero masculino e feminino a partir do uso do espaço da casa e seus objetos. Em uma segunda parte da palestra abordaremos a repercussão do fenômeno social nas ações curatoriais do Museu Paulista da USP.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

(Foto: Clark Young)

Palestrantes

Vânia Carvalho

Vânia Carvalho

Historiadora, com mestrado e doutorado em História Social. Atua como professora e curadora no Museu Paulista da USP desde 1990, sendo atualmente vice-diretora da instituição. Entre suas publicações destaca-se o livro Gênero e Artefato: o espaço doméstico na perspectiva da cultura material. 
(Foto: Acervo Pessoal)

Data

22/06/2017 a 29/06/2017

Dias e Horários

Quintas, 15h às 18h

As inscrições podem ser feitas a partir de 24 de maio às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 18,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 30,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 60,00 - inteira