Atividades

O potencial conflito entre a proteção dos animais e liberdades humanas

Perspectivas
Especismo, ética animal e manifestações culturais

Voltar para o início Especismo, ética animal e manifestações culturais

Programa


Condições especiais de atendimento, como tradução em libras, devem ser informadas por email ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade.
centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

O uso de animais em manifestações culturais, como rodeios, vaquejadas, artes visuais e rituais religiosos, desperta controvérsia e disputas narrativas e políticas seja em direção ao reconhecimento dessas práticas enquanto manifestações culturais a serem tuteladas, seja em direção à sua criminalização e repressão pelo Estado. O objetivo deste ciclo é refletir sobre essas disputas por meio de olhares filosófico, jurídico, religioso, artístico, antropológico e histórico.

11/09-Especismo, abolicionismo e direito dos animais
Elucidação do conceito de especismo (descriminação preconceituosa baseada na noção de espécie biológica) no contexto da Ética Animal. Caracterização de cenários típicos de descriminação especista no tratamento humano dos animais. Quando a descriminação moral entre diferentes animais não pode ser chamada de preconceituosa. O que significa dizer que animais têm direitos morais em termos normativos. A problemática operacional na atribuição de direitos morais aos animais. A tese abolicionista na Ética Animal. Contraste da tese com outras perspectivas. O debate entre “abolicionismo ingênuo” e “abolicionismo pragmático”.
Com Carlos Naconecy

18/09-O mundo dos rodeios e vaquejadas
A aula apresentará a dinâmica do mundo dos rodeios e das vaquejadas no Brasil e analisará as descrições, feitas por interpretes do país, dos tipos sociais que lhes dão vida, com o objetivo de compreender fenômenos sociais mais amplos, como a integração regional e as relações entre rural e o urbano.  Evidenciará os fundamentos da crítica ao uso de animais nessas manifestações culturais e os argumentos dos integrantes do mundo dos rodeios e das vaquejadas para a manutenção do próprio evento e também do uso de touros e cavalos.
Com Simone Pereira da Costa Dourado

25/09-O uso de animais nas artes visuais
A aula apresentará projetos de artistas brasileiros e estrangeiros contemporâneos que investigam a interação humana com animais, incluindo a produção artística da própria professora. Serão feitas considerações acerca dos aspectos éticos e sobre os direitos dos animais quando usados no contexto artístico. A aula apontará para algumas questões do campo multidisciplinar entre arte e ciências biológicas, buscando com isso levantar tópicos para discussão com o grupo sobre os tipos de conhecimento que podem ser gerados pela arte, e até que ponto ela pode contribuir com ou problematizar práticas da ciência contemporânea que envolvam interação com animais.
Com Silvana Macêdo

02/10-Sacrifício de animais e liberdade religiosa
A Constituição Federal de 1988 protege a liberdade religiosa, incluindo o direito de professar a convicção bem como praticar os dogmas inerentes à fé. A Carta Magna protege, também, a fauna e a flora vedando práticas que submetam os animais a crueldade. Um enfrentamento polêmico envolvendo a intolerância religiosa se dá em torno da prática de sacrifício de animais, também chamada de imolação, nas liturgias afrorreligiosas, ainda que as religiões de matriz africana não sejam as únicas que preparam e ofertam alimentos segundo preceitos religiosos. Neste contexto, nota-se uma colisão entre o direito fundamental à liberdade religiosa e a proteção aos direitos dos animais. A aula buscará analisar em que medida a proteção aos animais, baseado no aspecto da crueldade, pode impor-se como um limite a prática de cultos religiosos que utilizam a imolação.
Com Tagore Trajano

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

(Foto: Tatiana Azeviche)

Palestrantes

Carlos Naconecy

Carlos Naconecy

Filósofo (UFRGS), doutor em filosofia (PUCRS). Membro do Oxford Centre for Animal Ethics e do corpo editorial do Journal of Animal Ethics. Coordenador do Departamento de Ética Animal da Sociedade Vegetariana Brasileira.
(Fotol: Acervo Pessoal)

Simone Pereira da Costa Dourado

Simone Pereira da Costa Dourado

Professora Associada junto ao Departamento de Ciências Sociais da UEM. Doutora em Ciências Sociais pela UERJ. Atua na área dos estudos urbanos e regionais.
(Foto: Acervo Pessoal)

Silvana Macêdo

Silvana Macêdo

Doutorado em Fine Art pela Northumbria University, UK. Professora Efetiva do Departamento de Artes Visuais, CEART, UDESC, e do PPGAV, UDESC. Trabalha com vídeo, instalação, pintura, fotografia e gravura.
(Foto: Acervo Pessoal)

Tagore Trajano

Tagore Trajano

Doutor em Direito Público pela UFBA. Professor Efetivo Adjunto "A" da Faculdade de Direito da UFBA. Ex-Presidente do Instituto Abolicionista pelos Animais. Coordenador Regional do Brazil-American Institute for Law and Environment – BAILE.
(Foto: Acervo Pessoal)

Data

11/09/2017 a 02/10/2017

Dias e Horários

Segundas, das 19h30 às 21h30

As inscrições podem ser feitas a partir de 25 de agosto às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 15,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 25,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 50,00 - inteira