Atividades

Ciclo aborda o Ano Novo chinês

Perspectivas
Festival da Primavera: valores, simbolismos e tradições

Voltar para o início Festival da Primavera: valores, simbolismos e tradições

Programa

O Ano Novo chinês, ou Festival da Primavera, é o feriado mais importante da China, assim como o Natal pode ser para os brasileiros. Há uma verdadeira comoção nacional para que as famílias se reúnam nesse dia. Para os chineses que vivem em São Paulo, nem sempre é possível comemorar na China ou reunir toda a família.

As comunidades chinesas da capital paulistana representam cerca de 80% dos chineses vivendo no Brasil, equivalendo a 160 mil pessoas. Durante o festival, costumam se reunir para comemorar juntos, compartilhando tradições e lembranças.

15/02/2018: Aspectos culturais do Ano Novo chinês
O Ano Novo Chinês, também conhecido como Festival da Primavera, é o feriado mais importante da China. A celebração da data segue o calendário agrícola chinês, que também é lunissolar, variando a cada ano entre os meses de janeiro e fevereiro.
As práticas que marcam esta festividade realçam os valores, os simbolismos, e as tradições do Ano Novo chinês. Há uma verdadeira comoção nacional para que as famílias se reúnam. Cada prato da ceia adquire um significado especial, bem como a presença de cada pessoa na celebração. Diversos rituais são realizados durante a preparação e os dias que seguem as comemorações.
Com Verena Veludo.

21/02/2018: Recorte de papel de Ano Novo chinês
O recorte de papel chinês (Jianzhi) é uma arte popular que usa tesouras e facas para recortar papéis para decoração ou outras atividades populares. Com muitos adeptos, o recorte de papel é parte da vida de diferentes povos, expressando múltiplos valores sociais. Em 2009, o recorte de papel foi reconhecido como Patrimônio Cultural Imaterial pela UNESCO.
Esta arte chinesa tem origem próxima à invenção do papel no século VI a.C. Existem vários tipos de recorte de papel, com variados usos, incluindo a decoração de sapatos, presentes e janelas no Ano Novo Chinês. Também possui características próprias em cada região da China.
Baseada em uma série de exibições de obras, esta palestra irá apresentar uma breve história e a classificação dos recortes de papel, possibilitando a experiência do encanto artístico no contato com essa arte. Além da uma introdução sobre o conhecimento cultural do recorte de papel chinês, os participantes vão aprender a fazê-lo especialmente para o Ano Novo Chinês.
Com Yin Qiao.

22/02/2018: Feng Shui e os dísticos da comemoração do Ano Novo chinês
Para os chineses, a transição do ano é um período muito sentimental e especial. Um ditado popular chinês diz que “o planejamento de um ano é feito em seu início”.  Ao todo, são oito dias reconhecidos como feriado para a passagem para o ano novo.
Neste período, os objetos, o vestuário, as decorações, as comidas, seguem critérios definidos pela atividade milenar do Feng Shui, que significa “Vento e Água”, capazes de trazer boa sorte.
Nesta atividade, o palestrante I Ming trata dos seguintes temas: calendário chinês; características do Ano Novo, e signos dos animais; boa sorte e destino da vida; O que é e como funciona o Feng Shui; técnicas de Feng Shui: envelopes vermelhos, incensos, decoração de ambientes, astrologia chinesa, quadrado mágico, entre outros.
Com I Ming.

28/02/2018: O zodíaco chinês – tradição e presente
Em 2018 chegará o “Ano do Cachorro” na China. Mas o que isso significa para as pessoas nascidas sob este signo astrológico? Nesta atividade serão apresentados detalhes dos 12 animais do zodíaco chinês, sua conexão com o calendário lunar, com a filosofia chinesa e com ideias do Yin e Yang, além de ver como a sociedade chinesa trata esta tradição hoje em dia.
A partir da obra “Zodíaco Chinês” (Circle of Animals/Zodiac Heads) de Ai Weiwei,  exposta na 29° Bienal de São Paulo em 2010, será promovido um debate sobre as tradições chinesas na atualidade.
Com Kristina Bodrozic-Brnic.

01/03/2018: A mesa farta do Ano Novo chinês
O Ano Novo Chinês é a cerimônia mais importante de todo o calendário chinês. De acordo com a tradição, a data é celebrada em família e acompanhada de um farto banquete, troca de presentes, decorações em vermelho e dourado. Já as cerimônias religiosas fazem agradecimento à terra, aos céus, aos deuses do lar e aos ancestrais da família.
Um dos costumes que mais se destaca é o grande banquete, definido por uma palavra semelhante ao conceito de fortuna. O peixe é um dos pratos mais esperados nesse dia, servido com a cabeça, que é considerada a parte mais importante. Também não costuma faltar os famosos guiozas, iguaria oriunda da China, possuindo uma enorme variedade de técnicas, ingredientes, sabores, aromas e cores.
Esta atividade tem o objetivo de apresentar e examinar as características da culinária chinesa, sua importância e simbologia na celebração do Ano Novo chinês.
Com Jiang Pu.

Mediação: Victor Mellão.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

Condições especiais de atendimento, como tradução em libras, devem ser informadas por email ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade.
centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

  (Foto: Vintage fotografia desenhado por Mrsiraphol - Freepik.com)

Palestrantes

Verena Veludo Papacidero

Verena Veludo Papacidero

Professora de língua e cultura chinesa no Instituto Confúcio na Unesp. Foi professora de língua e cultura brasileira na Universidade de Hubei (China). Também atua em projetos de missões internacionais, relações interculturais, e tradução em Mandarim, Inglês e Português.
(Foto: Acervo Pessoal)

Yin Qiao

Yin Qiao

Graduada em Letras pela Universidade de Hubei, ensina língua e cultura chinesa para brasileiros no Instituto Confúcio na UNESP. Com conhecimento em Nó Chinês, Recorte de Papel, Caligrafia e Pintura Chinesa, atualmente é aluna de Pós-Graduação em Língua, Literatura e Cultura Japonesa na USP.
(Foto: Acervo Pessoal)

I Ming

I Ming

Graduado em Engenharia Civil pela FAAP. Foi fundador da Associação Cultural dos Chineses no Brasil e presidente da Sociedade Feng Shui. Autor dos livros Feng Shui da Boa Sorte e “Arte da Guerra Sun Tzu”. Consultor de Feng Shui há mais de 18 anos.
(Foto: Acervo Pessoal)

Kristina Bodrozic-Brnic

Kristina Bodrozic-Brnic

Mestre em Sinologia Moderna e História da Arte do Leste da Ásia pela Universidade de Heidelberg (Alemanha). Especialista em Ai Weiwei e arte cerâmica. Interculturalista e professora de língua e cultura chinesa.
(Foto: Acervo Pessoal)

Jiang Pu

Jiang Pu

Chef e proprietária do Chi Restaurante, inaugurado em 2017. Ficou em 3º lugar no Masterchef Brasil. Nasceu na China e veio para Brasil aos 12 anos de idade. Formada em Estatística pela USP.
(Foto: Acervo Pessoal)

Victor Mellão

Victor Mellão

Mestre em Administração de Negócios pela Universidade de Tecnologia de Wuhan (China) e bacharel em Relações Internacionais, área em que foi professor na Universidade de Hubei (China). Atualmente é consultor nas áreas de internacionalização, relações Brasil-China e cooperação técnica internacional.
(Foto: Acervo Pessoal)

Data

15/02/2018 a 01/03/2018

Dias e Horários

Quartas e Quintas, 19h30 às 21h30

As inscrições podem ser feitas a partir de 23 de janeiro às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 18,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 30,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 60,00 - inteira