Atividades

O futebol brasileiro e suas relações sociais

Perspectivas
Futebol: Fenômeno Social Total

Voltar para o início Futebol: Fenômeno Social Total

Programa

O futebol tem destaque especial na sociedade brasileira. Além de ser o esporte mais apreciado no Brasil é também uma janela privilegiada para entendermos dilemas e contradições de nosso país.

Com esse intuito, esse ciclo de debates procura destacar, em ano de Copa do Mundo, questões e problemas que têm importância vital não apenas para o futebol mas, sobretudo, para oferecer subsídios e reflexões sobre problemas cruciais de nosso cotidiano.

Muitas vezes, tais questões são potencializadas e mais visíveis no âmbito esportivo do futebol, como a homofobia e a violências entre torcedores.

Em outros casos, podem parecer específicas, como os impasses das gestões e planejamento do futebol brasileiro. Por fim, podem ser menos identificáveis e até mesmo passar desapercebidas, no que se refere às relações entre futebol e política.

Em todos os casos, há interações entre o campo esportivo e o campo social, de maneira que, podemos salientar que deve-se pensar as significações do futebol brasileiro no jogo de suas relações sociais.

03/05. Futebol e visibilidade LGBT
A questão LGBT é extremamente grave no âmbito do futebol. Gritos e palavras de ordem homofóbicos, perseguições e intimidações a atletas homossexuais, agressões e ameaças a torcedores e torcidas queer são recorrentes e revelam a imposição de referências heteronormativas que afrontam o direito à diversidade sexual
Com Wagner Xavier de Camargo e Laura Bimbato.
Mediação: Flávio de Campos.

10/05. Futebol e Política
Apesar das insistentes tentativas de distanciar futebol e política suas articulações são evidentes em diversos momentos da nossa História. Durante a Ditadura Militar (1964-1985) podemos observar tanto a utilização do futebol a favor do regime como também em defesa da democracia, no campo e nas arquibancadas
Com Denaldo Alchorne de Souza e Nando Antunes Coimba.
Mediação: Flávio de Campos.

17/05. Sociologia das torcidas
As diversificadas formas de torcer e de organizações torcedoras dentro e fora das arquibancadas, a questão das rivalidades e da violência, as possibilidades e experiências de participação de torcedores nos clubes de futebol são temas que devem ser desenvolvidos para que tenhamos um entendimento mais profundo das dinâmicas sociais das torcidas de futebol.
Com Luiz Henrique de Toledo e Najla Diniz.
Mediação Flávio de Campos.

24/05.Gestão do Futebol no Brasil
A avaliação das gestões do futebol precisa ser realizada a partir de critérios e referenciais objetivos, que superem o senso comum e levem em consideração experiências gestoras diversas que propiciaram o fortalecimento dos clubes do ponto de vista das suas receitas mas que também considerem a questão da ampliação dos espaços democráticos de gestão
Com José Luiz Portella Pereira e Luiz Gonzaga de Mello Belluzzo.
Mediação: Flavio de Campos.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

Condições especiais de atendimento, como tradução em libras, devem ser informadas por email ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade.
centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

(Foto: PX Here CC0)

Palestrantes

Wagner Xavier de Camargo

Wagner Xavier de Camargo

Doutor em Ciências Humanas pela UFSC e pós-doutorando em Antropologia Social na UFSCar. É membro da Associação Brasileira de Antropologia, e pesquisador do LELuS/ UFSCar, LUDENS/USP; Grupo de Estudos Esporte & Sociedade e NAVI-GAUM/ UFSC.
(Foto: Acervo Pessoal)

 Denaldo Alchorne de Souza

Denaldo Alchorne de Souza

Pós-doutor em História pela USP, doutor em História pela PUC-SP e mestre, especialização e graduação em História pela UFF. É autor do livro O Brasil Entra em Campo (Ed. Annablume, 2008) e de diversos artigos publicados em revistas, jornais e sites. Atualmente é pesquisador do LUDENS/USP e docente efetivo do Instituto Federal Fluminense.
(Crédito: Acervo Pessoal)

Flávio de Campos

Flávio de Campos

Doutor em História Social pela USP. Professor no Departamento de História da FFLCH – USP. Desenvolve pesquisas sobre a História dos Jogos desde a Idade Média até a Época Contemporânea. É o coordenador do LUDENS (Núcleo Interdisciplinar de Estudos Sobre Futebol e Modalidades Lúdicas) que integra pesquisadores da USP, Unicamp, Unesp e Unifesp.

José Luiz Portella Pereira

José Luiz Portella Pereira

É engenheiro civil com especialização em gerenciamento de projetos, orçamento e planejamento estratégico. É colunista do jornal Lance! Idealizador e coordenador do curso de Gestão de Esportes da Universidade São Marcos. Foi Secretário-executivo do Ministério dos Esportes, idealizou e presidiu o grupo que redigiu o Estatuto do torcedor. É doutorando em História Econômica na FFLCH/USP.

Laura Bimbato

Laura Bimbato

Formada em Relações Internacionais pela UNESP, onde desenvolveu estudos sobre gênero, futebol e ditadura. Além do estudo acadêmico, foi vice-presidente do Centro Acadêmico de Relações Internacionais e Diretora de Esportes da Atlética da UNESP/Marília. Atualmente, presta consultoria em desenvolvimento de pessoas e gestão da mudança no setor privado. Feminista e militante LGBT, está como Coordenadora de Gênero e Diversidade do Coletivo Democracia Corinthiana.
(Crédito: Acervo Pessoal)

Luiz Gonzaga de Mello Belluzzo

Luiz Gonzaga de Mello Belluzzo

Professor titular aposentado da UNICAMP. Foi assessor econômico e secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda (1985-1987). De 1988 a 1990, foi secretário de Ciência e Tecnologia do estado de São Paulo. Foi presidente da Sociedade Esportiva Palmeiras.

Luiz Henrique de Toledo

Luiz Henrique de Toledo

Doutor em Antropologia Social pela USP. Atualmente é sócio efetivo da Associação Brasileira de Antropologia, coordenador do programa de pós-graduação em antropologia social da UFSCar e professor adjunto na mesma universidade no departamento de Ciências Sociais.

Najla Diniz

Najla Diniz

Professora, advogada, conselheira do Inter pelo O Povo do Clube, comunista, feminista e a que acredita que o caminho se faz ao andar: amando e mudando as coisas.
(Crédito: Acervo Pessoal)

Nando Antunes Coimbra

Nando Antunes Coimbra

Jogou nos clubes Santos de Vitória (ES), América, Madureira e pelo Ceará, no Brasil; do Vozão, o Belenenses e o Gil Vicente, em Portugal. Preso pelo DOPS e considerado subversivo pelo regime militar, teve a carreira bruscamente interrompida na década de 1970. Foi o primeiro ex-jogador de futebol anistiado no país.
(Crédito: Acervo Pessoal)

Data

03/05/2018 a 24/05/2018

Dias e Horários

Quintas, 19h às 21h.

As inscrições podem ser feitas a partir de 24 de abril às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 18,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 30,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 60,00 - inteira