Atividades

O romance do norte visto hoje

Perspectivas
Geração de 30, a do Romance do Norte

Voltar para o início Geração de 30, a do Romance do Norte

Programa

Há 90 anos José Américo de Almeida publicou "A bagaceira", marco inaugural do chamado "romance do norte" na literatura brasileira moderna. Aqueles que Oswald de Andrade, por graça, chamou de "búfalos do nordeste" ocuparam a cena literária apresentando um Brasil rural em registro lírico, trágico e memorialístico, a leitores das cidades que então se constituíam na década de 1930. Este ciclo reúne ensaístas e romancistas para investigar como repercutem hoje, na história literária e na produção novelística, obras do próprio Américo de Almeida, de Graciliano Ramos, Jorge Amado, Zé Lins e Rachel de Queiroz.

3/12 - Ao Norte
O romancista Ronaldo Correia de Brito e o pesquisador Thiago Mio Salla fazem o balanço historiográfico e ficcional da geração de autores nordestinos que despontaram na década de 1930: o lugar que ocupam hoje nos estudos literários e as marcas de sua produção na ficção contemporânea
Com Thiago Mio Salla e Ronaldo Correia de Brito.
Moderação: Joselia Aguiar.

4/12 - Em torno de Rachel
Nessa conversa que tem como ponto de partida a autora de O Quinze, reúnem-se a romancista Ana Miranda e a ensaísta Constancia Lima Duarte, que estuda autoras mulheres de antes e depois da geração de 1930.
Com Ana Miranda e Constancia Lima Duarte.
Moderação: Rita Palmeira.

5/12 - O romanceiro popular
Um autora que rejuvenesce a tradição do cordel com suas heroínas negras, Jarid Arraes, se reúne com Raimundo Carrero, romancista de estreito convívio com Ariano Suassuna, que pretendeu com o movimento armorial fazer uma arte erudita combinando folhetos, pífanos e xilogravuras
Com Jarid Arraes e Raimundo Carrero.
Moderação: Schneider Carpeggiani.

6/12 - A nova geração
Três autores que renovam a tradição do romance do norte falam de suas trajetórias, influências variadas –que ultrapassam a própria geração de 30 -- e projetos em andamento.
Com Estevão Azevedo, Franklin Carvalho e Socorro Acioli.
Moderação: Luciana Araujo.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

Se você necessita de recursos de acessibilidade, como tradução em Libras, audiodescrição, entre outros, solicite por e-mail ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade. centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

(Foto: Divulgação)

Palestrantes

Ana Miranda

Ana Miranda

Nasceu em Fortaleza. Seu primeiro romance, Boca do Inferno (1989), foi vencedor do Jabuti de revelação e incluído no cânon dos cem maiores romances em língua portuguesa do século XX, publicado n’O Globo (1998). Recebeu prêmios da Academia Brasileira de Letras (Dias & Dias, 2003 e Musa Praguejadora, 2014); Jabuti para Romance (Dias & Dias 2003); Sereia de Ouro (2008); Green Prize of the Americas (Yuxin, 2010); o título de Doutor Honoris Causa da UFC, e outras honrarias. Possui mais de trinta livros publicados. Foi escritora visitante em Stanford e Yale; representou o Brasil na União Latina, em Roma. Sua obra é tema de estudos em Literatura, Linguística, História e Psicologia. Seus livros já foram traduzidos para cerca de vinte línguas; Desmundo (1996) ganhou versão cinematográfica (2003).
(Foto: Ana Theo)

Constância Lima Duarte

Constância Lima Duarte

Professora doutora de Literatura Brasileira da Faculdade de Letras da UFMG. Dentre suas publicações destacam-se: Direitos das mulheres e injustiça dos homens, de Nísia Floresta Brasileira Augusta. (1989); Nísia Floresta: vida e obra (1995; 2 ed. 2008); Nísia Floresta: a primeira feminista do Brasil (2005); Mulheres em Letras: antologia de escritoras mineiras (Org. 2008); e Mulheres de Minas: lutas e conquistas (2008), Dicionário de escritoras portuguesas (coautoria, 2009), Escritoras de ontem e de hoje (coautoria, 2012); Arquivos femininos: literatura, valores, sentidos (Org. 2014); Primeiras leituras (Org. 2014); Mulheres em Letras: memoria, transgressão, linguagem (Org. 2015); Imprensa Feminina e feminista no Brasil – Séc. XIX – Dicionário ilustrado (2016); entre outros.
(Foto: Coni)

Estevão Azevedo

Estevão Azevedo

Mestre em literatura brasileira pela USP e editor. Publicou O som de nada acontecendo (contos, Edições K), Nunca o nome do menino (Editora Record), romance finalista do Prêmio São Paulo de Literatura em 2009, e narrativas curtas em antologias ou revistas na Alemanha e nos Estados Unidos. Tempo de espalhar pedras, também publicado na Itália e em Portugal, foi finalista do Prêmio Oceanos e eleito o Livro do Ano pelo Prêmio São Paulo de Literatura de 2015.
(Foto: Acervo Pessoal)

Franklin Carvalho

Franklin Carvalho

Jornalista e autor dos livros de contos “Câmara e Cadeia” (2004) e “O Encourado” (2009).  Em 2016, o seu romance Céus e Terra venceu o Prêmio Nacional de Literatura do Serviço Social do Comércio (Sesc), e em 2017, o Prêmio São Paulo de Literatura na categoria Autor Estreante com mais de 40 anos. O autor participou da comitiva brasileira na Primavera Literária Brasileira e no Salão do Livro de Paris (2016), eventos realizados na capital francesa, e foi autor convidado na Feira do Livro de Guadalajara (México - 2017) e na Festa Literária Internacional de Paraty 2018.
(Foto: Acervo Pessoal)

Jarid Arraes

Jarid Arraes

Escritora, cordelista e poeta brasileira. Autora dos livros “As Lendas de Dandara”, “Heroínas Negras Brasileiras em 15 cordéis” e "Um buraco com meu nome". Atualmente vive em São Paulo (SP), onde criou o Clube da Escrita Para Mulheres. Até o momento, tem mais de 60 títulos publicados em Literatura de Cordel, incluindo a coleção Heroínas Negras na História do Brasil.
(Foto: Acervo Pessoal)

Joselia Aguiar

Joselia Aguiar

Jornalista, mestre e doutoranda em história (USP) e autora de Jorge Amado - uma biografia, que acaba de sair pela editora Todavia. Editou a revista EntreLivros e foi curadora da Festa Literária Internacional de Paraty em 2017 e 2018.
(Foto: Silvia Constanti)

Luciana Araujo Marques

Luciana Araujo Marques

Jornalista, mestre em Teoria Literária e Literatura Comparada (USP) e doutoranda em Teoria e História Literária (Unicamp). É colunista da revista Pessoa.
(Foto: Acervo Pessoal)

Rita Palmeira

Rita Palmeira

Doutora em literatura brasileira pela USP e mestre em Teoria Literária pela Unicamp. É editora da revista Novos Estudos/Cebrap e pesquisadora do projeto Conexões Itaú Cultural: Mapeamento da Literatura Brasileira no Exterior".
(Foto: Acervo Pessoal)

Ronaldo Correia de Brito

Ronaldo Correia de Brito

Contista, romancista e dramaturgo. Autor do romance Galileia, vencedor do Prêmio São Paulo de Literatura/2009. Publicou os volumes de contos Faca, Livro dos Homens, Retratos imorais, O amor das sombras e os romances Estive lá fora e Dora sem véu. Tem livros e contos traduzidos para o francês, espanhol, inglês, alemão, italiano, búlgaro, húngaro, hebraico, e adaptados para cinema e televisão.
(Foto: Flora Pimentel)

Schneider Carpeggiani

Schneider Carpeggiani

Editor do Suplemento Pernambuco. Jornalista, curador de eventos literários e doutor em teoria literária pela UFPE.
(Foto: Andrea Rego Barros)

Socorro Acioli

Socorro Acioli

Nasceu em Fortaleza, em 1975. É jornalista, doutora em estudos de literatura pela Universidade Federal Fluminense, no Rio de Janeiro. Foi bolsista da Biblioteca Internacional da Juventude de Munique e aluna de Gabriel García Márquez, ganhador do prêmio Nobel, na oficina Como Contar um Conto, em Cuba. Escreveu diversos livros, entre eles Ela tem olhos de céu (editora Gaivota), que recebeu o prêmio Jabuti de literatura infantil em 2013.Seu romance "A cabeça do Santo" foi publicado  no Brasil pela Companhia das Letras, na Inglaterra, França e Estados Unidos, sendo escolhido pela Biblioteca Pública de Nova York como um dos 50 melhores livros de 2016 e finalista do Los Angeles Times Book Prize. Atualmente é também professora do Instituto de Cultura e Arte da Universidade Federal do Ceará e coordenadora da Especialização em Escrita Literária do Centro Universitário Farias Brito.
(Foto: Igor de Melo)

Thiago Mio Salla

Thiago Mio Salla

Doutor em ciências da comunicação e em letras pela Universidade de São Paulo. Entre outros trabalhos, publicou o livro Garranchos – Textos Inéditos de Graciliano Ramos (Record, 2012) e Graciliano Ramos e a Cultura Política (Edusp, 2017), bem como, em parceria com Ieda Lebensztayn, as obras Cangaços (Record, 2014) e Conversas (Record, 2014).
(Foto: Cecilia Bastos)

Data

03/12/2018 a 06/12/2018

Dias e Horários

Segunda a Quinta, 19h30 às 21h30.

As inscrições podem ser feitas a partir de 27 de Novembro, às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 18,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 30,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 60,00 - inteira

Inscreva-se agora