Atividades

Ciclo aborda os 70 anos de Israel

Perspectivas
Israel 70: realidades e desafios

Voltar para o início Israel 70: realidades e desafios

Programa

Inúmeros paradoxos atravessam a trajetória de Israel: é um Estado nacional, mas suas fronteiras são instáveis, variando ao longo do tempo; tem religião, mas não é religioso; é um estado judaico, mas tem não judeus em sua composição e há mais judeus vivendo fora do que dentro do país. Por meio de aulas e debates, o curso explora algumas das dinâmicas envolvendo a sociedade israelense no ano em que o país celebra o seu septuagésimo aniversário.

Atividade realizada em parceria com o Instituto Brasil-Israel.

10/10 - 16h às 18h.
Desenvolvimentos políticos e guinadas ideológicas
Ao longo de sua breve história, foram muitos os caminhos da sociedade israelense. Do Estado socialista e laico dos kibutzim à emergência de movimentos nacionalistas religiosos, a palestra aborda viradas no campo político e no campo das ideias.
Com Michel Gherman.

10/10 - 19h30 às 21h30.
Religião e Estado em Israel
Fundamentalismos religiosos e as tensões inerentes à tentativa de construção de um Estado judaico e democrático.
Com Alexandre Leone e Marta Topel.

Mediação: Daniel Douek.

11/10 - 16h às 18h.
Multiculturalismo: conflitos e contradições na sociedade israelense
O multiculturalismo como problema do estado nacional moderno.  A diversas  teorias, respostas politicas e tensões nos regimes democráticos.  A formação do Estado de Israel, sua estrutura étnico-religiosa e o contexto geopolítico.  Os conflitos na sociedade israelense e os  desenvolvimentos políticos  atuais.
Com Bernardo Sorj.

11/10 - 19h30 às 21h30.
Fissuras: Israel e os palestinos
Territórios ocupados e a questão palestina.
Com Celso Garbarz e Rafaela Barkay.

Mediação de Marcos Toyansk.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

Se você necessita de recursos de acessibilidade, como tradução em Libras, audiodescrição, entre outros, solicite por e-mail ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade. centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

(Foto: Ricardo Reichhardt)

Palestrantes

Alexandre Leone

Alexandre Leone

Rabino da comunidade judaica de Alphaville, doutor em Língua Hebraica, Literatura e Cultura Judaica pela USP, com pós-doutorado em Filosofia pela USP.  Professor colaborador do DLO-USP e pesquisador do Centro de Estudos Judaicos da USP; professor da UNISAL e da Faculdade de São Bento.
(Foto: Selma Gurfinkel)

Bernardo Sorj

Bernardo Sorj

Doutor em Sociologia pela Universidade de Manchester. Professor titular (aposentado) da UFRJ. Autor de 28 livros e mais de 100 artigos, ocupou várias cátedras e foi professor visitante em diversas universidades na Europa e nos Estados Unidos.
(Foto: Acervo Pessoal)

Celso Garbarz

Celso Garbarz

Coordenador do instituto Anchieta Grajaú. Ex-diretor da organização de proteção dos direitos humanos b'tselem, que atua nos territórios palestinos ocupados por Israel. Foi membro do comitê executivo da anistia internacional.
(Foto: Miriam Yurica Hiramoto Ueda)

Daniel Douek

Daniel Douek

Cientista social, mestre em Letras pelo programa de Estudos Judaicos e Árabes da USP. Pesquisador no Sesc SP.
(Foto: Acervo Pessoal)

Marcos Toyansk

Marcos Toyansk

Doutor em Geografia Humana pela USP. Pesquisador no Centro de Pesquisa e Formação do Sesc São Paulo.
(Foto: Acervo Pessoal)

Marta Topel

Marta Topel

Doutora em Ciências Sociais pela Unicamp, com pós-doutorado pela Universidade Hebraica de Jerusalém. Professora do DLO-USP.
(Foto: Arquivo Pessoal)

Michel Gherman

Michel Gherman

Coordenador do Núcleo Interdisciplinar de Estudos Judaicos e Árabes da UFRJ e professor na UFRJ. Autor de  "O início do Sionismo no Brasil: ambiguidades da História" (Unifesp 2018) e do livro "Identidades ambivalentes: desafios aos estudos judaicos no Brasil" (7 letras 2016), escrito com Monica Grin. Colaborador do Instituto Brasil-Israel.
(Foto: Acervo Pessoal)

Rafaela Barkay

Rafaela Barkay

Doutoranda do Programa de Estudos Judaicos e Árabes da FFLCH-USP, tem como tema de pesquisa a transformação do conflito entre israelenses e palestinos sob uma perspectiva feminista.
(Foto: Acervo Pessoal)

Data

10/10/2018 a 11/10/2018

Dias e Horários

Quarta e Quinta, 16h às 21h30.

As inscrições podem ser feitas a partir de 26 de Setembro, às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 15,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 25,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 50,00 - inteira