Atividades

Caminhos e perspectivas para o desenvolvimento de pesquisas qualitativas aplicadas na área social

Contextos
Metodologia de pesquisa qualitativa aplicada: caminhos e perspectivas

Voltar para o início Metodologia de pesquisa qualitativa aplicada: caminhos e perspectivas

Programa

Hoje, muitos estudos nas áreas de educação e cultura privilegiam o uso de abordagens quantitativas em detrimento de estudos qualitativos.

Sem a intenção de reforçar polaridades pouco profícuas, discute-se o uso de metodologias qualitativas como importante estratégia de produção de conhecimento, uma vez que permite ir além da generalidade dos números, possibilitando o levantamento e análise de contradições, valores, condutas, motivações e tensões inerentes ao objeto estudado.

Para tanto, percorreremos esse caminho:
- introdução à pesquisa qualitativa aplicada: premissas teóricas do trabalho, pontuando a inexistência de um método ideal e a importância de se definir o método que mais serve às finalidades da pesquisa;
- alicerces da pesquisa qualitativa: formação e preparação da equipe, engajamento dos interlocutores, transparência nas informações, elaboração de perguntas orientadoras, construção do plano de trabalho, etc;
- técnicas e métodos de pesquisa qualitativa: grupo focal, roda de conversa, entrevista, etc;
- caminhos para a análise e divulgação de dados: percalços e necessidades de replanejamento e apresentação do software MAXQDA, ferramenta de organização e análise de dados qualitativos.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

Condições especiais de atendimento, como tradução em libras, devem ser informadas por email ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade.
centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

Palestrantes

Ana Luiza Mendes Borges

Ana Luiza Mendes Borges

Cientista social pela USP, especialista em Avaliação Educacional pela PUC/SP, pesquisadora da área de educação, avaliação e monitoramento de projetos sociais. Atuou por 9 anos no CENPEC - Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária.
(Foto: Tomara! Educação e Cultura)

Camila Iwasaki

Camila Iwasaki

Cientista social pela USP, mestre em Gestão e Avaliação da Educação Pública pela UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora e especialista em Gestão de Projetos em Organizações do Terceiro Setor pela PUC - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.
(Foto: Tomara! Educação e Cultura)

Clara Azevedo

Clara Azevedo

Cientista social e mestre em Antropologia Social pela USP. Atua, desde 2003, na concepção e coordenação de pesquisas e iniciativas relacionadas à preservação e extroversão da memória. Foi diretora do Museu do Futebol entre 2008 e 2013.
(Foto: Acervo Pessoal)

Júlia Picchioni

Júlia Picchioni

Cientista Social pela PUC-SP e pós-graduada em Curadoria e Educação em Museus de Arte pelo MAC - USP. Trabalhou por 10 anos em diversos museus de São Paulo e projetos culturais nas áreas de pesquisa, preservação e gestão de acervos, concepção, curadoria e produção de exposições.
(Foto: Acervo Pessoal)

Data

21/02/2018 a 21/03/2018

Dias e Horários

Quartas, 14h às 17h

As inscrições podem ser feitas a partir de 23 de janeiro às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 18,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 30,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 60,00 - inteira