Atividades

Debates e visitas em campo que mostram experiências em curso alternativas à propriedade privada no centro de São Paulo

Em Debate: Cidade, Moradia e Políticas Urbanas
Moradia popular no centro: alternativas à propriedade privada

Voltar para o início Moradia popular no centro: alternativas à propriedade privada

Programa

As regiões centrais das cidades brasileiras têm sido objeto de intensa disputa por localizações. Os grupos mais pobres sofrem dificuldades históricas de permanência no centro, vivendo em situações precárias e informais, pagando altos valores de aluguel, permanentemente vulneráveis a despejos.

A isso se somam processos mais recentes de supervalorização imobiliária e gentrificação em algumas áreas. As políticas habitacionais são quase exclusivamente baseadas na promoção da propriedade privada e, mesmo quando beneficiam os mais pobres, não garantem sua permanência.

Existem experiências em curso que buscam construir alternativas à propriedade privada na região central, promovidas pelo Estado, por movimentos sociais e pela sociedade civil. O curso trata dessas alternativas, por meio de debates e visitas a campo, há três experiências contemporâneas:

- As ocupações feitas por movimentos de luta por moradia, que identificam edifícios e os ocupam de forma organizada, e em busca de soluções para a população mais vulnerável, pressionando assim, o poder público para a realização de políticas habitacionais em regiões centrais;

- O programa de locação social feito ainda em pequena escala pela Prefeitura, constituindo um parque público de moradia;

- A experiência do FICA - Fundo Imobiliário Comunitário para Aluguel, que constrói a ideia da propriedade comunitária associativa, e do aluguel social promovido por organizações da sociedade civil.
Desnaturalizando a propriedade privada como modelo único para as políticas e práticas habitacionais, o curso busca enriquecer o debate sobre a moradia nas grandes cidades brasileiras.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

Se você necessita de recursos de acessibilidade, como tradução em Libras, audiodescrição, entre outros, solicite por e-mail ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade. centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

(Foto: Ricardo Iannuzzi)

Palestrantes

Anderson Kazuo Nakano

Anderson Kazuo Nakano

Pós doutorando pela FAU-USP, doutor em demografia pelo NEPO-UNICAMP. Trabalhou no Instituto Polis, foi gerente de projetos no Ministério das Cidades e diretor do Departamento de Urbanismo da Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Município de São Paulo. Atualmente é professor da UFSP.
(Foto: Diana Basei)

Carmen da Silva Ferreira

Carmen da Silva Ferreira

Protagonista no filme Era o Hotel Cambridge. Em 1997, ao lado de diversos movimentos de moradia, ocupou seu primeiro prédio, onde morou por seis anos. No início dos anos 2000, em conjunto com outras lideranças do movimento por moradia, fundou o Movimento Sem Teto do Centro.
(Foto: Isabela Tamaso)

Gustavo Calazans

Gustavo Calazans

Arquiteto pela FAU-USP. Especializado em projetos de retrofit e projetos de interiores com ênfase em sustentabilidade e funcionalidade. Recebeu diversos prêmios, entre eles, o Prêmio Planeta Casa (Ed. Abril/UNESCP/Planeta Sustentável) em 2005 e 2011. Desde 2017 atua como blogueiro do jornal O Estado de SP.
(Foto: Fabiano Cerchiari)

Marina Mange Grinover

Marina Mange Grinover

Mestre e doutora pela FAU-USP. Sócia do escritório de arquitetura Base Urbana com Catherine Otondo, reconhecido com prêmios nacionais, entre os quais, 1º Prêmio Parque Estadual do Cocó, 2017. Professora de projeto da Escola da Cidade, FAAP e FAU-USP (2016-2017).
(Foto: Acervo Pessoal)

Simone Gatti

Simone Gatti

Doutora pela FAU-USP, atualmente é professora convidada e pós-doutoranda na mesma faculdade. Atua como pesquisadora do Observatório de Remoções e do NAPPLAC-USP e representa o IABsp na Comissão Executiva da Operação Urbana Centro.
(Foto: Giselle Porto)

Renato Cymbalista

Renato Cymbalista

Doutor pela FAU-USP, com pós-doutorado em história pelo IFCH-UNICAMP. É professor da FAU-USP, onde integra o Laboratório para Outros Urbanismos. É presidente do Instituto Pólis. Foi professor visitante Paris I (Sorbonne-Pantheón), entre outras.
(Foto: Marcelo Weingarten)

Data

15/10/2018 a 12/11/2018

Dias e Horários

Segundas, 14h30 às 17h30.

As inscrições podem ser feitas a partir de 26 de Setembro, às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 18,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 30,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 60,00 - inteira

Inscreva-se agora