Atividades

o impacto do neoliberalismo nas subjetividades e as resistências a seus efeitos

Perspectivas
Neoliberalismo, subjetividades e resistências

Voltar para o início Neoliberalismo, subjetividades e resistências

Programa

Condições especiais de atendimento, como tradução em libras, devem ser informadas por email ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade.
centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

Este ciclo de palestras focaliza a expansão do neoliberalismo na atualidade, entendendo que não se trata simplesmente de um regime ou de uma doutrina econômica, mas sim de uma arte de governo, de uma racionalidade governamental, ou seja, de um modo neoliberal de "condução das condutas", como aponta Michel Foucault. Nesse sentido, o neoliberalismo afeta amplas dimensões da vida, atingindo até mesmo as esferas do privado e da intimidade, como as relações afetivas e familiares, que passam a ser interpretadas e organizadas a partir de uma grade de inteligibilidade econômica.

A própria produção das subjetividades passa a ser inscrita nesse novo regime de verdade, que promove a figura do "sujeito neoliberal", ou "neosujeito", pensado como "empresário de si mesmo", que deve aumentar os rendimentos pessoais e psíquicos de seu capital humano, correndo os riscos decorrentes de suas escolhas pessoais.

Contudo, se o neoliberalismo pode ser visto como uma nova forma de controle individual e social, as resistências, revoltas ou insubmissões também se manifestam em múltiplos espaços públicos, como se nota nas ocupações das escolas, das praças, das ruas, por inúmeros grupos e coletivos, responsáveis pela emergência de uma nova cultura política no século XXI.

Esta denuncia a aposta neoliberal na concorrência, a exacerbação do individualismo, a extensão do cálculo lógico e racional do mercado para pensar as relações humanas, a ameaça de esvaziamento do político e a destruição dos valores democráticos.

Tendo em vista a valorização da ética e da solidariedade, essa nova cultura política investe em experiências de gestão coletiva dos bens comuns, dos recursos naturais à educação, opondo-se à privatização generalizada, à reestruturação do trabalho, à destruição dos direitos sociais em curso em nosso mundo e à própria captura da subjetividade, também transformada em mercadoria.

16/10 - Neoliberalismo, Revoltas e Resistências
Com Edson Passetti.

17/10 -  Neoliberalismo e a questão das liberdades: impactos nas subjetividades contemporâneas
Com Priscila Vieira.

23/10 - Neoliberalismo e Educação no Brasil: a construção de uma "governamentalidade democrática"
Com Silvio Gallo.
 
24/10 - O Neoliberalismo e o sujeito das lutas feministas
Com Margareth Rago.

30/10 - Neoliberalismo e a Teoria do Capital Humano
Com Mauricio Pelegrini.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

Palestrantes

Sílvio Gallo

Sílvio Gallo

Professor titular do Depto de Filosofia e História da Educação/UNICAMP e pesquisador do CNPq.
(Foto: Carina Machado)

Priscila Vieira

Priscila Vieira

Professora adjunta do Depto de História da UFPR. Doutora em História pelo IFCH da UNICAMP.
(Foto: Acervo Pessoal)

Mauricio Pelegrini

Mauricio Pelegrini

Bacharel em Ciências Sociais pela USP, mestre em História Cultural e doutorando em História Cultural pela Unicamp.
(Foto: Acervo Pessoal)

Edson Passetti

Edson Passetti

Professor Livre-docente no Depto. de Política e Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais PUC-SP.
(Foto: Acervo Pessoal)

Data

16/10/2017 a 30/10/2017

Dias e Horários

Segundas e Terças, 15h às 18h

As inscrições podem ser feitas a partir de 27 de setembro às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 18,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 30,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 60,00 - inteira