Atividades

Toumani Kouyaté ministra minicurso onde aborda a arte de contar histórias a partir de sua vivência como griô.

Contextos
O conto como ferramenta pedagógica na cultura “mandeka”

Voltar para o início O conto como ferramenta pedagógica na cultura “mandeka”

Programa

Na cultura mandeka (cultura mandinga), o conto é visto como o espelho da sociedade, por isso o conto funciona como um instrumento de transmissão, de ensinamento, de conselho, de educação, de encontro e de troca. Tudo isso coroado pela música e uma didática específica. O conto é uma narrativa que nasce e vive entre o contador de histórias fiel e respeitoso à sua ideologia e espírito cultural, assim como com seu público atento e frequentemente advertido ou ingênuo. Os griôs veem o conto como o principal instrumento de comunicação entre o passado e o futuro passando pelo presente.

 

Programa:

 

Preparação do corpo como memória da narrativa dos povos do Mandé (império Mandinga) - O corpo como memórias:

 

• Visível e invisível;

• Mortal e imortal;

• O corpo como memória da palavra;

• As palavras memoriais (identitárias) do corpo.

 

As quatro principais formas de palavras dos griôs do Mandé:

• Kouma la fôlô kouma: palavra primeira do discurso;

• Koumakôrô: velha palavra;

• Kouma kôrôtô la: envelhecimento da palavra;

• Kouma: palavra ou discurso atual.

 

A arte da Transmissão, do Ensino e da Formação:

• Narrativa e parâmetros pedagógicos, psicológicos, sociológicos;

• Narrativa e suas formas retóricas;

• Narrativa e sociedades;

• Suas funções e papéis;

• Histórias e transmissões;

• Histórias e lições;

• Histórias e formação.

 

(Foto: Roberto André)

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do inicio da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

Palestrantes

Toumani Kouyaté

Toumani Kouyaté

Parte de uma linhagem de Djélis – griôs da África do oeste. Ele canta, dança, toca, conta histórias e é também fotógrafo, professor universitário e organizador de festivais em vários lugares do mundo. É formador pedagógico das artes da oralidade em escolas francesas junto ao Ministério da Educação Nacional da França.

Data

06/05/2015 a 08/05/2015

Dias e Horários

Quarta a sexta, 10h às 13h.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 
4º andar do prédio da FecomércioSP 
Bela Vista - São Paulo/SP

Valores

R$ 15,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 30,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 60,00 - inteira

Inscreva-se agora